Streaming

Por Rodrigo Fernandes, para o TechTudo


O YouTube anunciou, nesta quarta-feira (24), o lançamento de uma nova opção de restrição de conteúdo voltada para adolescentes e pré-adolescentes. Assim como já acontece no YouTube Kids, os pais poderão ter controle sobre o que os filhos estão assistindo na plataforma, mas dessa vez as configurações serão direcionadas para crianças mais velhas, que ultrapassaram a idade infantil e desejam consumir vídeos de outros assuntos. As novas funções de controle dos pais no YouTube entram em vigor nos próximos meses.

Os pais poderão escolher as configurações de conteúdo de acordo com a idade de cada criança, controlando o que pode ser visto por meio de uma Conta Google supervisionada e do Google Family Link. Além da escolha do conteúdo, as famílias poderão gerenciar o histórico de pesquisa e de exibição nas contas dessas crianças, ativar timers de tela e, futuramente, usar um bloqueio de conteúdo.

YouTube dará mais liberdade para adolescentes na plataforma — Foto: Rodrigo Fernandes/TechTudo

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Essas crianças poderão usar um YouTube com layout basicamente igual à versão padrão, mas com alguns recursos desativados. Não será possível, por exemplo, visualizar publicidade e anúncios personalizados em determinadas categorias, fazer compras ou ver comentários e opções de criação. A nova divisão permitirá que os pais escolham entre três alternativas de faixa de conteúdo, de acordo com a idade:

  • Explorar: para crianças a partir dos nove anos, que estão saindo da fase do YouTube Kids. Elas poderão assistir a vlogs, tutoriais, vídeos de jogos, clipes de música, notícias e conteúdo educacional;
  • Descobrir novos vídeos: para crianças a partir de 13 anos, com todas as categorias da opção anterior, acrescidas de uma maior variedade de conteúdo e transmissões ao vivo;
  • Maior parte do YouTube: para adolescentes mais velhos, com quase todos os vídeos da plataforma, incluindo assuntos adequados para jovens dessa faixa etária, exceto conteúdo com restrição de idade.

A nova experiência utilizará uma combinação de métodos para determinar quais vídeos serão exibidos em cada faixa de conteúdo, como informações enviadas pelos próprios usuários, machine learning (aprendizado de máquina) e revisão humana. O YouTube ressalta que o sistema pode cometer erros, mas diz que as técnicas evoluirão com o tempo.

De acordo com a empresa, o novo recurso foi desenvolvido lado a lado com famílias e especialistas em segurança das crianças, desenvolvimento infantil e alfabetização digital. Além disso, o YouTube também criou um guia para as famílias entenderem o funcionamento do recurso, além de fomentar uma campanha com criadores de conteúdo para discutir temas como bullying, assédio, desinformação, bem-estar digital, entre outros.

O controle parental para adolescentes será lançado inicialmente em uma versão beta, para que os pais possam utilizar em fase de testes e dar feedbacks à empresa sobre o funcionamento dos recursos. A proposta é desenvolver e aperfeiçoar a experiência com base nesses relatos.

YouTube Kids continuará funcionando

As crianças mais novas continuarão tendo acesso ao YouTube Kids normalmente. Novos recursos estão em desenvolvimento para a plataforma, e futuramente será possível selecionar vídeos e canais da plataforma principal para serem exibidos no ambiente infantil, um recurso bastante aguardado pelos usuários, segundo a empresa. Atualmente, mais de 35 milhões de espectadores utilizam o YouTube Kids todas as semanas.

Veja também: Como baixar uma playlist inteira de vídeos do YouTube

Como baixar uma playlist inteira de vídeos do YouTube

Como baixar uma playlist inteira de vídeos do YouTube

Como baixar vídeos do YouTube no Android? Descubra no Fórum do TechTudo.

Mais do TechTudo