Campeonatos
Publicidade

Por Victor de Abreu, para o TechTudo


A Team Liquid perdeu para a Astralis, nesta sexta-feira (26), em seu segundo confronto na ESL Pro League Season 13, torneio de Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO). Em série melhor de três partidas (MD3), a equipe de Gabriel "FalleN" Toledo perdeu o primeiro mapa nos mínimos detalhes na prorrogação, após quase buscar uma virada heroica, e não resistiu à uma nova prorrogação no mapa de escolha da equipe dinamarquesa, que acabou fechando o duelo em 2-0. As parciais na série foram de 19-17, na Overpass, e 19-15, na Dust2.

Com o resultado, a Team Liquid permanece com três pontos na tabela de classificação. Por sinal, ela está empatada com a própria Astralis, que conquistou nessa série sua primeira vitória no torneio. O próximo compromisso da Liquid será neste sábado (27) às 15h, horário de Brasília, contra a Endpoint. Lembrando que a ESL Pro League está sendo transmitida ao vivo pelos canais oficiais da ESL na Twitch TV.

Team Liquid, de FalleN, sofreu sua primeira derrota na EPL Season 13 após confronto contra a Astralis — Foto: Divulgação/Team Liquid

Quer comprar jogos, consoles e PCs com desconto? Conheça o Compare TechTudo

O primeiro mapa da série foi a Overpass. Apesar de ser escolha da Team Liquid, foi a Astralis que controlou o confronto do começo ao fim do primeiro half. A equipe de Gabriel "FalleN" Toledo não conseguiu quebrar a boa defesa dos dinamarqueses e sofreu com a excelente apresentação de Nicolai "dev1ce" Reedtz. De uma forma geral, a primeira metade foi jogo de uma equipe só, em que a Liquid não se encontrou como TR e viu a Astralis simplesmente dominar o confronto em rounds rápidos e fechar o placar em um largo 13-2.

Na virada de lados, a Liquid voltou a perder o round pistol, dessa vez em um clutch de Andreas "Xyp9x" Højsleth, mas não desanimou e buscou seu terceiro ponto em um round forçado. Depois, foi a vez de Jacky "Stewie2K" Yip fazer seu clutch contra dois jogadores para garantir o defuse e manter sua equipe em uma crescente, que chegou até o 14-8 no marcador. A derrota acabou chegando após um retake atrapalhado no Bombsite B, o que colocou a Astralis no matchpoint. Porém, a Liquid seguiu com sua recuperação e, de forma heroica, buscou sete rounds em sequência, chegou ao 15-15 e forçou o overtime.

A Astralis impediu a virada no primeiro round da prorrogação, mas não quebrou o bom momento da Liquid, que venceu os dois rounds seguintes como CT e ficou à frente na Overpass pela primeira vez, colocando 17-16 no marcador. No entanto, o TR da Liquid não encaixou novamente, e a Astralis se aproveitou de sua superioridade como CT para virar o jogo e impedir a virada da Liquid, levando a vitória por 19-17.

Dev1ce foi o destaque da Astralis na Overpass, ajudando a impedir uma grande virada da Liquid — Foto: Divulgação/Astralis Twitter

Na Dust2, foi a vez da Team Liquid dominar o confronto no mapa de escolha do adversário. Com Jonathan "EliGE" Jablonowski conquistando dois 4K em sequência nos dois primeiros rounds, a equipe norte-americana logo abriu 4-0 no placar. A Astralis saiu do zero no quinto round em um duelo perfeito, sem perder um único jogador, mas a Liquid seguiu superior como CT, até abrir o 7-1. No entanto, a equipe dinamarquesa cresceu como TR na reta final dessa primeira metade e conseguiu diminuir a desvantagem para 8-7 na virada de lados.

Como CT, a Astralis passou a controlar a Dust2. Ela venceu o segundo round pistol, chegou a sofrer um pequeno susto no primeiro round armado, mas seguiu a dominar o confronto em seu mapa de escolha, até chegar ao 12-9 no marcador. A Liquid iniciou sua recuperação em um avanço rápido pelo Bombsite A, buscando duas eliminações e garantindo o plant. O empate em 12-12 chegou em um round perfeito, sem perder nenhum jogador, possibilitando à equipe norte-americana buscar o placar em 14-12.

A sequência da Liquid foi quebrada após um round confuso em que Nicolai "dev1ce" Reedtz garantiu a vitória sobrevivendo com apenas três de vida. A derrota abalou a Liquid, que perdeu o round seguinte e viu a Astralis empatar o mapa em 14-14 e sua economia ficar precária. A equipe norte-americana ainda conquistou a vitória em um round forçado, conseguindo o matchpoint, mas a Astralis garantiu o último round armado, fechou o 15-15 e garantiu uma nova prorrogação.

Como CT, os dinamarqueses abriram o overtime com vitória e aumentou a vantagem pós iniciar o segundo round na desvantagem e conseguir a virada com eliminações precisas de dev1ce. Com o matchpoint em mãos, a Astralis apenas administrou o confronto como TR e fechou a nova prorrogação em 19-15 para vencer a Dust2 e fechar a série.

EliGE chegou nas 28 eliminações, mas não foi o suficiente para evitar a derrota de sua equipe — Foto: Reprodução/EPICENTER

A ESL Pro League Season 13 é um dos torneios mais importantes do cenário competitivo de CS:GO. Sua nova temporada conta com uma premiação total de US$ 750 mil (cerca de R$ 4 milhões) e tem sua decisão marcada para o dia 11 de abril. O Grupo D ainda tem a presença da Evil Geniuses, do treinador Wilton "zews" Prado. A EG perdeu sua primeira partida na competição nesta sexta-feira (26) contra a Virtus.pro por 2-1 e permaneceu com três pontos na tabela de classificação ao lado da Liquid e da Astralis.

A competição ainda conta com a FURIA Esports, que já se classificou aos playoffs pelo Grupo C. MIBR e Team oNe também competiram pelo Grupo C, mas já foram eliminadas. Pelo Grupo B, a FaZe Clan, de Marcelo "coldzera" David, também não conseguiu a classificação para a próxima fase.

Com informações de HLTV e Liquipedia

Mais do TechTudo