Celulares

Por Thássius Veloso, do home office


A Motorola renova a linha de celulares intermediários com o lançamento do Moto G10 e o Moto G30 nesta quinta-feira (25). Os preços ficam em R$ 1.699 e R$ 1.899, respectivamente. Ambos os modelos contam com tela de 6,5 polegadas e câmera quad com Visão Noturna.

As vendas começam hoje mesmo. De acordo com a fabricante, o Moto G10 é oferecido nas cores Cinza Aurora e Branco Floral, enquanto o Moto G30 é comercializado com os acabamentos Dark Prism e White Lilac. A fabricante também revelou hoje o Moto G100, considerado “o Moto G mais poderoso de todos os tempos”.

Moto G10 (R$ 1.699)

Moto G10 tira fotos de 48 MP — Foto: Divulgação/Motorola

O Moto G10 é o celular mais simples da nova leva. A tela de 6,5 polegadas tem resolução HD+ (1600 x 720 pixels) e formato 20:9 – mais alongado, ideal para ler textos e navegar nas redes sociais. A proposta é de versatilidade e elegância, de acordo com a empresa controlada pela Lenovo.

A câmera quad traz uma penca de sensores à disposição dos consumidores. Na parte traseira, eles se dispõem da seguinte forma:

  • Principal de 48 MP (f/1.7)
  • Ultra wide de 8 MP (f/2.2)
  • Macro de 2 MP (f/2.4) – dedicada a objetos vistos muito de perto
  • Profundidade de 2 MP (f/2.4) – auxilia nos retratos com fundo desfocado

A Motorola destaca o flash LED, o foco automático e a possibilidade de gravar vídeos em resolução Full HD a 60 quadros por segundo (FPS; em formato MP4). Já a função de Visão Noturna melhora as fotografias feitas à noite, que exigem maior exposição para detectar todos os elementos da imagem.

Além disso, a frontal registra selfies de 8 MP (f/2.2).

Bateria do Moto G10 comporta 5.000 mAh e tem promessa de autonomia de dois dias — Foto: Divulgação/Motorola

Vamos às especificações técnicas. O processador embutido no Moto G10 é o Snapdragon 460, um octa-core da Qualcomm com velocidade máxima de 1,8 GHz; a GPU é Adreno 610; a memória RAM totaliza 4 GB; o armazenamento fica em 64 GB; e há slot para cartão microSD de até 1 TB.

A empresa afirma que o Moto G10 fica ligado por até dois dias. A bateria comporta 5.000 mAh, uma quantidade acima dos 4.500 mAh que nos acostumamos a ver em lançamentos de smartphone em tempos recentes. Não espere recarga veloz, pois o modelo é acompanhado de um carregador USB-C “rápido” de 10 Watts – mas esta potência não é mais considerada veloz para os padrões atuais.

Outros predicados presentes no G10 são Bluetooth 5.0, Wi-Fi ac com 2,4 GHz e 5 GHz, GPS, AGPS, GLONASS e Galileo.

O G10 sai de fábrica com Android 11 e não há previsão de receber novas gerações do sistema do Google. O gerente de produto Thiago Masuchette, da Motorola no Brasil, reconhece que o consumidor “fica para sempre” com a versão atual do Android. O executivo ressalta que estão previstas correções de segurança por dois anos.

Moto G30 (R$ 1.899)

Moto G30 se destaca pela tela de 90 Hz — Foto: Divulgação/Motorola

O Moto G30 se posiciona um degrau acima do Moto G10. O design é praticamente o mesmo, inclusive com a mesma tela de 6,5 polegadas, com resolução HD+. Os futuros compradores vão perceber um importante avanço na tela, que passa a ter taxa de atualização de 90 Hz. Na prática, isso significa que os movimentos retratados em games e vídeos ficam mais suaves e fluidos.

A principal melhoria na câmera quad diz respeito à resolução, que salta para até 64 MP. O módulo de fotografia se dispõe da seguinte forma:

  • Principal de 64 MP (f/1.7)
  • Ultra wide de 8 MP (f/2.2)
  • Macro de 2 MP (f/2.4) – dedicada a objetos vistos muito de perto
  • Profundidade de 2 MP (f/2.4) – auxilia nos retratos com fundo desfocado

Exatamente os mesmos recursos do G10 se repetem no G30. A câmera frontal também evolui, com selfies de 13 MP (f/2.2).

A ficha técnica menciona processador Snapdragon 662 da Qualcomm, um octa-core de até 2,0 GHz; placa de vídeo Adreno 610; RAM de 4 GB; armazenamento de 128 GB; e slot para cartão microSD de até 1 TB.

Moto G30 conta com câmera quad — Foto: Reprodução/Motorola

O Moto G30 repete a bateria de 5.000 mAh com promessa de até dois dias de uso. No entanto, o carregador é superior, com potência de 20 Watts – ele ganha a grife TurboPower.

O Android 11 marca presença no Moto G30 e há promessa, por parte da Motorola, de liberar a atualização para o Android 12 no futuro. Também estão previstos dois anos de correções de segurança, segundo Masuchette.

Saiba tudo sobre o Galaxy A52

Saiba tudo sobre o Galaxy A52

Mais do TechTudo