Robótica

Por Lucas Soares, do Home Office


O iFood utilizou robôs elétricos autônomos para entregar ovos de páscoa no Brasil. A ação aconteceu pela primeira vez no shopping Iguatemi, em Ribeirão Preto, interior de São Paulo. O veículo ficou responsável por transferir os chocolates da loja até um hub do serviço, onde um entregador transfere a carga para outro robozinho, esse, encarregado de levar as compras até a casa dos clientes.

Na parte interna, os veículos trazem ainda um sistema de raios UV-C, que esteriliza as embalagens para evitar a disseminação do novo coronavírus. Ao TechTudo, o iFood afirmou que a operação vai acontecer em grandes condomínios no futuro próximo, agilizando o processo de delivery tanto para o usuário quanto para o entregador.

Entregadores fazem a conexão entre os robôs para levar as refeições até os clientes — Foto: Divulgação/iFood

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Os robôs utilizados pelo iFood chegam com capacidade para entregar até 30 kg de encomendas e prometem um processo mais automatizado usando Inteligência Artificial. Com isso, o usuário deve conseguir ver com precisão onde está o seu pedido e em qual etapa da entrega o mesmo se encontra. A construção dos produtos, segundo a empresa, é feita toda em material sustentável e sua bateria tem previsão de 12 horas de autonomia.

Chamado de Ada em homenagem à escritora e matemática Ada Lovelace, o robozinho ainda está em fase de teste. No entanto, a expectativa é pela adoção como um novo modal, evitando inclusive o contato entre entregadores e clientes no cenário da pandemia do novo coronavírus. O produto, inclusive, promete eliminar todos os microorganismos, bactérias ou vírus, incluindo o Sars-CoV-2, causador da Covid-19, graças a um sistema de raios UV-C.

Robô promete mais agilidade nas entregas — Foto: Divulgação/iFood

Vale ressaltar que, de acordo com o iFood, os entregadores continuam sendo parte central para levar as refeições até os clientes. São eles que, durante a ação, transferiram os ovos de páscoa de um robô para outro, dando sequência à entrega dos pedidos.

A marca afirma que, durante esse período de testes, os condomínios são uma parte fundamental no projeto. Isso porque a interação com o consumidor deve ser aprimorada, de forma que torne o processo mais natural, evitando possíveis erros.

A empresa não informou ainda em quais locais os clientes poderão encontrar robôs realizando entregas em suas casa no futuro, e tampouco as previsões para expansão. Apesar disso, a proposta é ter na Ada uma nova modalidade para agilizar o processo de entrega em grandes condomínios.

Robô-coruja, cervejeira portátil e mais: veja invenções curiosas

Robô-coruja, cervejeira portátil e mais: veja invenções curiosas

Mais do TechTudo