Wearables

Por Isabele Scavassa, para o TechTudo

Divulgação/Facebook

A Apple está trabalhando numa tecnologia para o próximo vestível que transforma dedos em controle remoto. Uma nova patente registrada recentemente sugere o trabalho associado de câmeras, sensores e algoritmos para permitir ao usuário comandar o mundo virtual com as mãos. O headset é esperado para 2022.

A fabricante também tem trabalhado de forma paralela nos óculos futuristas Apple Glass, outro dispositivo sem previsão de lançamento. Os detalhes da ideia de headset foram registrados no Escritório de Patentes e Marcas dos Estados Unidos (USPTO).

Headset da Apple pode vir com rastreamento manual — Foto: Reprodução/Techradar

O projeto reúne informações para uma provável interação do usuário com a realidade virtual (VR) por meio de gestos com os dedos. Isso seria possível por uma associação entre o trabalho das câmeras e dos sensores de profundidade que, em conjunto com algoritmos para alinhamento de contorno, podem fazer o rastreamento do movimento manual.

Embora seja uma função de destaque, não é totalmente nova entre os headsets, visto que é possível encontrar uma ferramenta semelhante no Oculus Quest 2, do Facebook.

A interação com o relógio por meio de um modelo 3D dos dedos tem como objetivo permitir que o usuário interaja com objetos virtuais ou movimente as mãos no ar para dar comandos. Dessa forma, seria possível acessar uma conta apenas com gestos, por exemplo.

Estrutura do Oculus Quest 2 — Foto: Divulgação/Facebook

Em termos técnicos, a patente detalha que a função usaria os chamados algoritmos ICP, que são baseados em “alinhamentos de contorno” para captar o desenho da mão ou dos dedos e alinhar com as informações programadas. Nesse sentido, o dispositivo permite não só a visualização das mãos na realidade virtual, mas faz com que seja impossível interagir com objetos irreais e acionar comandos que precisam do toque para serem ativados.

Existem outras especulações, como é o caso dos 15 módulos de câmera esperados no dispositivo, bem como um painel micro OLED com tela de 8K. O rastreamento ocular também pode marcar presença entre as funcionalidades do vestível. Ainda nesse sentido, a expectativa é de que ele atinja o peso de 200 gramas, o que deixaria ele mais leve em relação aos concorrentes.

Por mais que as patentes tenham sido registradas e divulgadas, isso não pode ser tomado como um indicativo de que o headset chegará de fato ao mercado. Mesmo com essas incertezas, veículos de imprensa prestigiados, como The Information e Bloomberg, já estimam preços para o aparelho, que deve partir de US$ 3.000, equivalente a R$ 16.800 na conversão direta.

Com informações do TechRadar

iPhone 12 vs iPhone 11: o que muda no preço e na ficha técnica

iPhone 12 vs iPhone 11: o que muda no preço e na ficha técnica

Nota de transparência: Amazon e TechTudo mantêm uma parceria comercial. Ao clicar no link da loja, o TechTudo pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação. Os preços mencionados podem sofrer variação.

Mais do TechTudo