Fones de ouvido

Por Filipe Garrett, para o TechTudo

Arte/TechTudo

HyperX Stinger Core e Razer Kraken X Lite são headsets de entrada disponíveis no Brasil. Os produtos têm suporte ao som de 7.1 canais, aparecem em versões para PCs e consoles, e podem ser encontrados por a partir de R$ 269* e R$ 279*, respectivamente, na Amazon. O dispositivo da Razer tem microfone com cancelamento de ruído enquanto o rival aparece com hastes que prometem maior durabilidade. O TechTudo comparou os modelos para ajudar você a decidir o melhor.

Headset da HypeX promete boa qualidade sonora e custo-benefício — Foto: Divulgação/HyperX

Design

Os dois fones são do tipo over-ear e têm visual mais simples, se comparado a headsets mais caros e completos. No caso do Cloud Stinger Core, da HyperX, a construção do produto usa metal nas hastes para maior durabilidade. Já a opção da Razer aposta em um design feito em plástico.

O Kraken X Lite pesa 250 gramas e só está disponível na cor preta. Já o HyperX Cloud Stinger Core tem 215 gramas e a mesma tonalidade que o rival, mas oferece opções com detalhes em vermelho, azul, verde ou branco. Os dispositivos oferecem cabos de 1,3 metro de comprimento e conector de 3,5 mm para conexão.

Qualidade de som

Kraken X Lite da Razer tem drivers de 40 mm de diâmetro e faixa de resposta de frequência ampla — Foto: Divulgação/Razer

O Razer Kraken X Lite oferece drivers de 40 mm de diâmetro e faixas de 12 Hz a 28 kHz, o que deve proporcionar som de boa definição. O produto da Razer oferece suporte a som em 7.1 canais no uso em PCs com Windows 10. É possível experimentar a tecnologia também em consoles de última geração, como é o caso de consoles de última geração como é o caso do Playstation 5 (PS5) e Xbox Series X e Series S.

O HyperX Cloud Stinger é parecido com o Razer. Os drivers também são de 40 mm e, assim como no rival, há suporte a som em 7.1 canais de forma emulada pelo fone, mas com faixas de 20 Hz a 20 kHz.

Funcionalidades

Microfone ajustável é uma característica em comum entre os dois fones — Foto: Divulgação/HyperX

Os headsets usam conectividade via cabo de 3,5 mm, algo que os faz compatíveis com qualquer dispositivo que ofereça saída de fone de ouvido convencional.

Outra similaridade entre os fones de HyperX e Razer está na oferta de microfone, muito usado por jogadores durante partidas de jogos FPS. Nos dois casos, a haste é flexível e permite ao usuário algum nível de ajuste de posição do microfone.

No caso do HyperX, o microfone é do tipo condensador e vem com tecnologia de cancelamento de ruído para garantir uma captura mais limpa da voz do usuário durante partidas. Para o Razer, o acessório é unidirecional e possui haste flexível para ajuste fino de posição.

Preço e concorrentes

Mesmo sendo mais recente, o HyperX Cloud Stinger Core com conexão por cabo pode ser encontrado por R$ 269 na Amazon*. Já o fone de ouvido da Razer tem versão única e sai por R$ 279*.

Entre os concorrentes se destaca o Quantum 100, da JBL, que pode ser encontrado na loja oficial da fabricante por R$ 299. Para quem deseja desembolsar mais por um headset gamer, a HyperX tem em seu portifólio o Cloud Alpha S, com estrutura em alumínio, controle de volume no cabo e pode ser encontrado por R$ 799.

HyperX Cloud Stinger Core vs. Razer Kraken X Lite

Especificações HyperX Cloud Stinger Core Razer Kraken X Lite
Lançamento Junho de 2020 Outubro de 2019
Drivers 40 mm 40 mm
Faixa de frequência de resposta 20 Hz a 20 kHz 12 Hz a 28 kHz
Microfone condensador com haste flexível unidirecional com haste flexível
Conectividade 3,5 mm ou 3,5 mm com USB 3,5 mm
Peso 215 gramas 250 gramas
Cores preto com azul, vermelho,verde ou branco preto

Com informações de HyperX e Razer

Sony WH-1000XM4 é bom? Veja ficha técnica e preço do fone Bluetooth

Sony WH-1000XM4 é bom? Veja ficha técnica e preço do fone Bluetooth

*Nota de transparência: Amazon e TechTudo mantêm uma parceria comercial. Ao clicar no link da loja, o TechTudo pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação. Os preços mencionados podem sofrer variação e a disponibilidade dos produtos está sujeita aos estoques

Mais do TechTudo