Campeonatos

Por Vinicius Lage, para o TechTudo


O Mid-Season Invitational (MSI) 2021, segundo campeonato mais importante de League of Legends (LoL), tem seus 12 participantes definidos e volta a ocorrer após ter sido cancelado em 2020 devido à pandemia do coronavírus. Com a vitória da paiN Gaming sobre a Vorax na final do Campeonato Brasileiro de League of Legends (CBLOL), a competição teve a confirmação dos times para o torneio de meio de temporada promovido pela Riot Games. Com início programado para o dia 6 de maio e término previsto para o dia 23 de maio, o MSI será disputado em Reykjavík, capital da Islândia.

Após anos contando com a fase de entrada, em 2021 o MSI tem formato diferente. Agora, todas as regiões contam com vaga direta aos grupos, sorteados previamente. Além disto, o torneio será disputado em três etapas diferentes.

paiN enfrentará campeões europeus no MSI 2021 — Foto: Divulgação/Riot Games

Quer comprar jogos, consoles e PCs com desconto? Conheça o Compare TechTudo

A Fase 1 é a de grupos, em que os times foram divididos em três times distintos e todos jogam contra todos duas vezes dentro do próprio grupo. Na Fase 2, as seis melhores equipes, duas por cada grupo, duelam no formato todos contra todos duplamente. Por fim, a Fase 3 são as eliminatórias. Nesta etapa, as quatro melhores duelam em melhores de cinco (MD5) nas Semifinais e Final. A região campeã do MSI conta com uma vaga extra ao Campeonato Mundial de League of Legends (Worlds) do ano de 2021.

Grupo A

A região cabeça de chave do grupo A é a China. A Royal Never Give Up (RNG) se classificou no último domingo (18) após vencer a campeã mundial de 2019, FunPlus Phoenix (FPX) por 3-1 nas finais da LPL. Liderados pelo suporte Shi "Ming" Sen-Ming, a organização já venceu o MSI 2018 e é uma das favoritas a conquistá-lo neste ano. Para isso, precisam passar primeiro pela GAM Esports (GAM), da VCS, Unicorns of Love (UoL), da CIS e pela Pentanet.GG (PGG), da LCO, que faz sua estreia em um campeonato internacional da Riot.

Grupo B

Após o título da paiN, o grupo B ficou completo. Com o término da primeira etapa do CBLOL, o último campeonato a ser finalizado, a equipe brasileira juntou-se à europeia MAD Lions (MAD), da LEC, PSG Talon (PSG), da PCS e Istanbul Wildcats (IW), da TCL. A organização brasileira é um dos azarões do grupo, mas conta com a experiência do atirador Felipe "brTT" Gonçalves e do meio Thiago "Tinowns" Sartori em partidas internacionais.

Tinowns esteve presente em uma das partidas mais icônicas da história do League of Legends, quando a KaBuM! e-Sports venceu a campeã europeia Alliance, que era tida como uma das favoritas ao Worlds de 2014. Em um grupo em que não há um grande favorito, a paiN pode ter um caminho mais viável até a segunda fase.

Equipe brasileira se classificou ao MSI após vencer a Vorax na final do CBLOL — Foto: Divulgação/Twitter/LoL Esports

Grupo C

A atual campeã mundial DWG KIA (DK), antes conhecida como DAMWON Gaming, continua sendo o time a ser batido neste ano. Mesmo com a saída do topo Jang "Nuguri" Ha-gwon, o time se manteve dominante na liga coreana, batendo a GEN.G (GEN) por 3-0 na final da LCK. Enquanto isso, a Cloud9 (C9), campeã americana, aposta na experiência do meio Luka "Perkz" Perković para buscar o primeiro título internacional de uma equipe da LCS. Completam o grupo Infinity Esports (INF), da LLA, e a tradicional equipe japonesa DetonatioN FocusMe, da JPL.

Nenhum detalhe sobre premiação em dinheiro aos participantes ou como assistir às partidas foi revelado pela Riot Games até o momento desta publicação. A empresa confirma que todas as equipes serão colocadas em quarentena ao chegarem à Islândia para preservar a saúde e segurança de todos. O MSI 2021 não terá público presencial.

Com informações de Gamepedia e LoL Esports

Qual a sua skin favorita de League of Legends? Comente no Fórum do TechTudo

Nunca jogou LoL? Saiba como mandar bem em sua primeira partida

Nunca jogou LoL? Saiba como mandar bem em sua primeira partida

Mais do TechTudo