Computadores

Por Lucas Santos, Para o TechTudo


O iMac de 24 polegadas já chegou as lojas em alguns países desde a última sexta-feira (21). O novo computador da Apple, no entanto, não foi bem avaliado no índice de reparabilidade do iFixit e recebeu nota 2 no índice que vai de 1 a 10. Os produtos da maçã, de uma forma geral, não costumam obter uma boa pontuação com seus lançamento anuais.

No caso do novo desktop, as principais dificuldades estão relacionadas ao fato de que o armazenamento interno não pode ser alterado, o que dificulta reparos, atualizações e recuperação de dados. Além disso, a memória do aparelho é soldada diretamente ao chip M1, tornando a substituição ou atualização impraticável. No Brasil, o computador vai chegar por a partir de R$ 17.959.

iMac de 24 polegadas apresenta versões com diversas cores — Foto: Divulgação/Apple

A nova geração do iMac conta resolução de 4.5K, câmera Full HD, 8 GB de memória unificada, 256 GB de armazenamento SSD, GPU integrado de 8 núcleos e sistema operacional Big Sur. O modelo está disponível com uma paleta de cores variada: verde, amarelo, laranja, rosa, roxo, azul e prata, o que dá mais opções ao consumidor.

Ao deixar as especificações do iMac de lado, o iFixit chegou a comparar o novo computador a um "iPad em um pedestal", referindo-se à base da tela, que é fixada com um adesivo que permite a separação das peças. Apesar de ser um componente acessível, é o único caminho de entrada para os componentes internos, o que pode tornar a entrada um pouco trabalhosa em algumas circunstâncias por requerer ferramentas especiais.

Parte interna do iMac 2021 apresenta poucos componentes — Foto: Divulgação/iFixIt

Segundo o site, a fonte de alimentação externa pode ser facilmente substituída caso apresente algum problema técnico ou pare de funcionar. Entretanto, os capacitores do componente não podem ser repostos, pois não há como trocá-los sem que danifique a base carregadora, o que torna o conserto impraticável.

No interior do computador, é possível encontrar duas placas de metal que podem auxiliar na dissipação do calor interno. Além disso, outros componentes internos que compõem o desktop é a antena para conexões Wi-Fi e Bluetooth, além de duas possíveis baterias de célula. No mais, o iMac apresenta em sua parte interna apenas sua placa lógica, ventoinhas e alto-falantes.

O cabo de alimentação do iMac pode ser substituído mas apresente dificuldade para ser consertado — Foto: Divulgação/iFixIt

Pelo fato de o novo iMac utilizar o chip M1, os seus componentes principais, como armazenamento interno, memória RAM, GPU e CPU, são todos unificados e soldados em uma placa lógica única. Para o iFixit, este fato dificulta os reparos e atualizações físicas dos componentes.

A placa lógica do iMac apresenta todos os componentes como memória, armazenamento, CPU e GPU — Foto: Divulgação/iFixIt

Mesmo com as avaliações negativas, o novo iMac conseguiu uma avaliação positiva por apresentar ventiladores para resfriamento, portas USB, conexão de fone de ouvido, botão Power, alto-falantes e webcam "razoavelmente modulares", o que permite o reparo dos componentes de maneira que tende a ser menos trabalhosa.

5 novidades do iOS 14, novo sistema da Apple

5 novidades do iOS 14, novo sistema da Apple

*Nota de transparência: AliExpress e TechTudo mantêm uma parceria comercial. Ao clicar no link da loja, o TechTudo pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação. Os preços mencionados podem sofrer variação e a disponibilidade dos produtos está sujeita aos estoques.

Mais do TechTudo