Celulares

Por Milena Garcia, para o TechTudo

Divulgação/Apple

O iPhone 11 Pro foi uma das apostas da Apple para o ano de 2019 e chamou atenção ao trazer novas tecnologias e visual inovador. Desde então, a fabricante lançou cinco novos celulares: iPhone 12, iPhone 12 Pro, iPhone 12 Pro Max, iPhone 12 Mini e iPhone SE. Ainda assim, algumas especificações do antecessor, como câmera e design, continuam atuais e deixam na dúvida se ainda vale a pena apostar no modelo antigo.

Outra questão que pode pesar na decisão dos consumidores é o preço, especialmente quando comparado aos telefones mais recentes da marca da maçã. O smartphone chegou ao mercado custando R$ 6.999 e atualmente já pode ser encontrado na faixa de R$ 6.580, a depender da capacidade de armazenamento.

iPhone 12 vs iPhone 11: o que muda no preço e na ficha técnica

iPhone 12 vs iPhone 11: o que muda no preço e na ficha técnica

Tela e design

O iPhone 11 Pro conta com tela de 5,8 polegadas e 2436 x 1125 pixels de resolução. Uma característica interessante é a tecnologia Super Retina XDR, que promete atingir maior contraste e diferentes níveis de brilho de acordo com a ocasião. Além disso, o display já foi considerado o melhor do mundo.

O recurso foi mantido nas gerações mais recentes da Apple e, de maneira geral, não houve grandes evoluções quanto à tela dos aparelhos. Quem prefere visores maiores, entretanto, poderá ficar satisfeito com outros modelos, como o iPhone 12 Pro, que possui 6,1 polegadas.

iPhone 12 Pro tem tela maior que 11 Pro — Foto: Reprodução/Apple

O design segue as características clássicas dos celulares da marca, com bordas finas e laterais arredondadas. Entretanto, uma especificação que caiu em desuso nos smartphones mais recentes é o notch, utilizado para abrigar a câmera frontal.

Enquanto algumas fabricantes aboliram o recurso polêmico, dando espaço para um pequeno furo na tela, a Apple continuou com o notch avantajado em seus lançamentos da linha iPhone 12.

Na traseira, o conjunto de câmeras triplo está disposto em um quadrado no canto superior esquerdo do aparelho.

O iPhone 11 Pro é um smartphone da Apple recomendado para jogos — Foto: Divulgação/Apple

As cores disponíveis são o verde, prateado, cinza-espacial e dourado. Atualmente, a Apple está apostando em acabamentos mais coloridos e vibrantes, como o roxo e o verde-menta. Portanto, quem desejar um aparelho mais chamativo, poderá recorrer aos modelos mais recentes.

Câmera

O lançamento de 2019 chegou ao mercado com câmera tripla, dividida em principal, ultra wide e teleobjetiva - todas com 12 MP. A característica é a mesma da geração anterior, porém foi regredida nos novos modelos de iPhone, que passaram a oferecer câmera dupla, exceto pelo iPhone 12 Pro Max.

O sensor frontal traz a mesma resolução dos demais, 12 MP. Além disso, o conjunto fotográfico também oferece recursos como dupla estabilização óptica de imagem, alcance de zoom óptico de 4 vezes e zoom digital até 10 vezes.

iPhone 11 Pro é usado para gravar clip de Lady Gaga — Foto: Reprodução/Twitter

Desempenho e armazenamento

O processador A13 Bionic, presente no iPhone 11 Pro, chamou atenção em seu lançamento devido a testes que apontaram um desempenho melhor até do que computadores. Atualmente, a versão foi ultrapassada pelo A14 Bionic - que garante maior eficiência energética e maior velocidade.

Quanto à memória RAM, não há informações concretas da Apple sobre a capacidade oferecida pelo aparelho, porém testes não-oficiais dão conta que o número gire em torno de 4GB.

É possível encontrar o iPhone 11 Pro em três versões de armazenamento: 64 GB, 256 GB e 512 GB. Em comparação a outros modelos mais atuais, é válido afirmar que essa característica ainda vale a pena - especialmente as duas versões mais avançadas. Por outro lado, o celular não é compatível com cartão microSD.

iPhone 11 Pro e iPhone 11 Pro Max: testamos os celulares da Apple

iPhone 11 Pro e iPhone 11 Pro Max: testamos os celulares da Apple

Bateria

A Apple não costuma informar a capacidade de bateria presente em seus smartphones em números, porém especialistas calculam que o iPhone 11 Pro ofereça um componente de 3.046 mAh.

Segundo a fabricante, é possível suportar até 18 horas de reprodução de vídeo e até 65 horas de reprodução de áudio longe das tomadas. Modelos mais recentes, como o iPhone 12, podem representar uma desvantagem nessa categoria - no caso, ao oferecer 17 horas de reprodução de vídeo.

Enquanto isso, o Galaxy Note 20, disponível na mesma faixa de preço e um ano mais recente, oferece 19 horas de reprodução de vídeo e 75 horas de áudio, com 4.500 mAh de bateria.

Versão do sistema

Um ano e meio após o lançamento, o iPhone 11 Pro não traz desvantagens quando o assunto é o sistema operacional. Isso porque, apesar de ter saído de fábrica com o iOS 13, o celular já recebeu atualização para o sistema mais recente da Apple.

O iOS 14 traz melhorias quanto ao Apple Maps, Safari e Siri, além de oferecer novos widgets e app de tradução.

5 novidades do iOS 14, novo sistema da Apple

5 novidades do iOS 14, novo sistema da Apple

A previsão é de que o modelo continue recebendo atualizações pelos próximos anos, considerando que a fabricante ainda oferece sistema compatível com o iPhone 6S, de 2015.

Recursos adicionais

Uma característica importante a ser levada em consideração na compra do iPhone 11 Pro é a presença de um adaptador de energia de 18 W e fones de ouvido na caixa. Essa pode ser uma vantagem significativa aos compradores, já que marcas como Samsung, Nokia e a própria Apple passaram a comercializar os acessórios separadamente.

Itens que acompanham o iPhone 11 Pro — Foto: Reprodução/Apple

Por outro lado, vale considerar que o modelo de 2019 não traz conectividade 5G, diferente de seus sucessores. Nesse caso, limita-se à rede 4G LTE - o que se reflete em uma menor velocidade na transferência de dados em relação aos modelos mais recentes.

O iPhone 11 Pro também conta com Bluetooth 5.0, Wi-Fi de sexta geração, NFC e certificação IP68, que garante resistência à água e poeira. Não é compatível com sistemas de carregamento sem fio e MagSafe.

Preço e onde comprar

O iPhone 11 Pro chegou ao Brasil em outubro de 2019, ao lado do iPhone 11 e iPhone 11 Pro Max, pelo preço de R$ 6.999. O smartphone parou de ser comercializado oficialmente pelo site da Apple após o lançamento do iPhone 12, porém pode ser encontrado no comércio eletrônico na faixa de R$ 6.580 (64 GB), R$ 7.499 (256 GB) e R$ 7.741 (512 GB).

A título de comparação, o iPhone 12 Pro, que representaria a evolução do aparelho, está disponível a partir de R$ 8.150.

Ficha técnica do iPhone 11 Pro

  • Tamanho da tela: 5,8 polegadas (OLED)
  • Resolução da tela: 2436 x 1125 pixels
  • Câmera principal: tripla, 12, 12 e 12 MP
  • Câmera frontal (selfie): 12 MP
  • Sistema: iOS14
  • Processador: A13 Bionic
  • Memória RAM: não informada
  • Armazenamento: 64, 256 ou 512 GB
  • Cartão microSD: sem suporte
  • Capacidade da bateria: não informado
  • Dual SIM: sim (eSIM e nano SIM)
  • Telefonia: LTE
  • Peso: 188 gramas
  • Cores: verde, prateado, cinza e dourado
  • Início das vendas no Brasil: outubro de 2019
  • Preço no Brasil: a partir de R$ 6.580

iPhone 12: cinco coisas que você precisa saber sobre o lançamento

iPhone 12: cinco coisas que você precisa saber sobre o lançamento

Com informações da Apple

* Nota de transparência: Amazon e TechTudo mantêm uma parceria comercial. Ao clicar no link da loja, o TechTudo pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação. Os preços mencionados podem sofrer variação.

Mais do TechTudo