Campeonatos

Por Victor de Abreu, para o TechTudo


A Sentinels venceu a Fnatic, neste domingo (30), e se consagrou campeã do Masters Reykjavík, torneio internacional de Valorant. A série melhor de cinco partidas (MD5) terminou 3-0 para a Sentinels, mas, apesar do placar "elástico", a equipe norte-americana não teve vida fácil no duelo, que contou com dois overtimes. As parciais foram de 14-12, na Split, 16-14, na Bind, e 13-11, na Haven. O grande destaque da Sentinels foi Tyson "TenZ" Ngo, que teve um papel fundamental nas vitórias nos três mapas, fazendo jogadas importantes e liderando no número de abates na série.

Com a vitória, a Sentinels encerrou o torneio com uma campanha perfeita, sem perder um único mapa. A equipe norte-americana também leva a taça da Islândia, a premiação de US$ 200 mil (cerca de R$ 1 milhão) e 400 Pontos de Circuito, que ajudarão a equipe a conquistar a vaga para o Valorant Champions.

Sentinels venceu a Fnatic e é a primeira campeã internacional de Valorant — Foto: Divulgação/Valorant Champions Tour

Mapa 1 (Split) - Vitória da Sentinels

Em seu mapa de escolha, a Sentinels controlou o confronto no ataque. Mesmo derrotada no primeiro armado, os norte-americanos fizeram avanços precisos e abriram 5-1 no marcador. A Fnatic conseguiu quebrar um pouco o bom momento da Sentinels com uma vitória em um round econômico. Após uma longa pausa técnica, os europeus venceram o novo round armado e puniu a Sentinels em seu forçado. Os norte-americanos ainda tiveram tempo de encontrar uma nova vitória e, em uma reta final de metade bastante equilibrada, ficou com a vantagem de 7-5.

Na defesa, a Sentinels voltou a encaixar um bom round pistol, dessa vez com boas balas de Hunter "SicK" Mims (Sage), e garantiu uma vitória apertada no anti-eco. A Fnatic perdeu o round armado e ficou em situação muito complicada, mas Domagoj "Doma" Fancev (Skye), no econômico de sua equipe, encontrou duas eliminações e deu todo o espaço para a Fnatic chegar ao sexto ponto e seguir viva no duelo. Os europeus cresceram no ataque, viraram o confronto e chegaram ao match point. Porém, a Sentinels não se deu como derrotada e fez o 12-12 para forçar o overtime.

Na primeira rodada da prorrogação, Tyson "TenZ" Ngo (Raze) venceu um duelo importante no começo para abrir o espaço da Sentinels no spikesite B e conquistar a vitória. No match point, Nikita "Derke" Sirmitev (Jett) até conseguiu abrir a rodada com um abate em SicK (Sage), mas a Sentinels trouxe de volta, assegurou o ponto e venceu a Split por 14-12.

TenZ encaixa seu jogo com a Raze e ajuda sua equipe a chegar na vitória — Foto: Divulgação/Valorant Champions Tour

Mapa 2 (Bind) - Vitória da Sentinels

Dessa vez, a Fnatic conseguiu vencer o round pistol, mas a vitória no anti-eco veio de forma dramática, com a Sentinels resistindo bastante e tirando três armas dos europeus. Apesar de perder o primeiro armado, a Fnatic seguiu mais forte nesse ataque e abriu 5-1 no marcador. A Sentinels quebrou a sequência em um novo round armado, mas Jake "Boaster" Howlett (Brimstone) frustrou os norte-americanos no round seguinte ao impedir o defuse da spike nos últimos segundos. Os europeus foram superiores nessa metade e ficaram na vantagem em 8-4.

No segundo round pistol, desastre para a Sentinels, que chegou a fazer o plant, mas foi surpreendida com o defuse direto de Boaster (Brimstone) e um 3K de James "Mistic" Orfila (Viper). Depois, foi a vez da Fnatic ser surpreendida no round econômico da Sentinels, que venceu sem grandes dificuldades, ganhou confiança e emplacou uma sequência de rounds até chegar ao empate em 9-9. A Fnatic ainda impediu a virada com um belo retake liderado por Martin "Magnum" Peňkov (Skye), não conseguiu segurar a superioridade da Sentinels nos rounds seguintes, mas fez o suficiente para chegar ao overtime em 12-12.

A prorrogação foi um espelho da série até aqui, muito equilíbrio. Apesar do excelente começo da Fnatic em seu mapa de escolha, que, por sinal, ela possuía 84% de taxa de vitórias, a Sentinels foi melhor e ainda contou com a excelente atuação de Tyson "TenZ" Ngo (Reyna), que teve um começo bastante discreto na Bind. Após dois overtimes, a equipe norte-americana venceu por 16-14.

Dessa vez com a Reyna, TenZ voltou a ser o destaque da Sentinels na Bind — Foto: Divulgação/Valorant Champions Tour

Mapa 3 (Haven) - Vitória da Sentinels

Na defesa, a Fnatic voltou a vencer o round pistol ao punir bem o after plant da Sentinels e chegou tranquilamente ao 2-0 no marcador. No primeiro armado, a Sentinels aproveitou bem o erro de Jake "Boaster" Howlett (Astra), que esperou demais a rotação de seus adversários e acabou punido, fez seu primeiro round e chegou ao empate. A virada veio, mas custou caro, visto que Domagoj "Doma" Fancev (Sage) conseguiu tirar as últimas armas e complicar a vida da Sentinels em relação à economia. Isso não importou para Shahzeb "ShahZaM" Khan (Sova), que fez um lindo clutch no 1v2 para abrir o 4-2 para sua equipe. A Fnatic ainda resistiu, mas a Sentinels fechou essa metade em 9-3.

Na virada de lados, a Fnatic voltou a vencer o pistol no ataque e adquiriu confiança no confronto. Nikita "Derke" Sirmitev (Jett) voltou a aparecer na equipe europeia, que chegou rapidamente ao empate em 9-9. A virada, no entanto, foi impedida por boa jogada de Michael "dapr" Gulino (Cypher), e a Sentinels chegou ao 11° ponto graças a dois abates rápidos e precisos de Hunter "SicK" Mims (Phoenix). Os norte-americanos logo chegaram ao match point, a Fnatic lutou, mas a Sentinels fechou o confronto em 13-11 para ficar com o título do torneio.

Fnatic fez bela série, mas não conseguiu superar a Sentinels — Foto: Divulgação/Valorant Champions Tour

O Valorant Masters Reykjavík foi a primeira competição presencial e internacional do FPS da Riot Games. O evento ocorreu na capital da Islândia e contou com dez dos melhores times do mundo de Valorant atualmente. A Team Vikings e a Sharks Esports eram as representantes do Brasil na competição. A VKS acabou eliminada no Top 6, após derrota para a Team Liquid, enquanto a Sharks ficou pelo Top 10, quando foi derrotada pela KRÜ Esports.

A competição teve uma premiação total de US$ 600 mil (cerca de R$ 3,1 milhões) e ainda distribuiu Pontos de Circuito, que servirão para definir as equipes classificadas para o Valorant Champions, o mundial de Valorant que acontecerá no mês de novembro. Na tabela abaixo, você confere como ficou essa distribuição:

Valorant Masters Reykjavík - Classificação Final

Colocação Equipes Premiação Pontos de Circuito
Sentinels US$ 200 mil (R$ 1 milhão) 400
Fnatic US$ 100 mil (R$ 520 mil) 350
NUTURN Gaming US$ 80 mil (R$ 418 mil) 300
Team Liquid US$ 60 mil (R$ 300 mil) 250
5°-6° Team Vikings e Version1 US$ 40 mil (R$ 210 mil) 200
7°'8° X10 Esports KRÜ Esports US$ 25 mil (R$ 130 mil) 175
9°-10° Sharks Esports e Crazy Raccon US$ 15 mil (R$ 78 mil) 150

Com informações de Liquipedia

Valorant: veja 13 personagens e suas habilidades

Valorant: veja 13 personagens e suas habilidades

Mais do TechTudo