Celulares

Por Paulo Alves, para o TechTudo

Rubens Achilles/TechTudo

A Apple pagou uma indenização estimada em milhões de dólares para resolver uma questão judicial envolvendo uma estudante universitária nos Estados Unidos, depois que dois técnicos encarregados do conserto de um iPhone vazaram fotos e vídeos íntimos da proprietária do aparelho.

O caso aconteceu em 2016 nas instalações da fornecedora Pegatron, na Califórnia, quando os dois funcionários da fábrica usaram o iPhone em manutenção para postar fotos e um vídeo com conteúdo sexual. O conteúdo foi publicado no Facebook da vítima, que teria sido informada das postagens explícitas por amigos.

Descubra cinco fatos do iPhone 12

Descubra cinco fatos do iPhone 12

O incidente foi tratado como uma violação grave de privacidade e como um atentado contra os princípios da Apple, que afirma considerar a privacidade e a segurança como requisitos fundamentais no desenvolvimento de sistemas e dispositivos. Segundo a empresa, seu controle sobre as assistências autorizadas dos aparelhos da marca visam proteger a privacidade dos clientes.

Não há informações quanto ao valor exato da indenização, já que o acordo incluiu uma cláusula de confidencialidade que impede as partes de voltarem a discutir o caso ou revelarem detalhes do pagamento.

Entretanto, de acordo com o jornal The Telegraph, documentos revelam que os advogados da vítima teriam exigido US$ 5 milhões para encerrar a ação, o equivalente a aproximadamente R$ 25,2 milhões. Nas negociações, eles teriam acusado a empresa de invasão de privacidade e imposição de sofrimento emocional à estudante, além de levantarem a possibilidade de danos à reputação da marca pela publicidade negativa decorrente da situação.

iPhone 12 na cor roxa foi anunciado em 2021 — Foto: Reprodução/Apple

O caso aconteceu no estado americano de Oregon, nos EUA. Já no Brasil, vale lembrar, o vazamento de nudes também é crime tipificado no art. 218-C do Código Penal, alterado pela Lei Carolina Dieckmann em 2018, que prevê a pena de até cinco anos de reclusão para quem, entre outras práticas, publica, transmite ou vende conteúdo íntimo sem autorização da vítima.

Com informações de The Telegraph e Phone Arena

iPhone 12 vs iPhone 11: o que muda no preço e na ficha técnica

iPhone 12 vs iPhone 11: o que muda no preço e na ficha técnica

Mais do TechTudo