Telefonia

Por Isabele Scavassa (colaboração) e Thássius Veloso (TechTudo)

Marvin Costa/TechTudo

O novo levantamento do velocímetro Speedtest revelou o estado atual da internet no Brasil. O país ocupa a posição 74 em acessos via celular e o posto 49 em banda larga fixa, quando considerado o quadro geral de países. A situação melhora quando observada a América Latina, em que o Brasil fica no 3º lugar e na vice-liderança dos dois tipos de acesso, respectivamente.

O documento publicado pela empresa especializada Ookla compila dados coletados no primeiro trimestre. Além disso, desnuda a situação da internet nas maiores cidades do país. São Paulo sai na frente, com download de 22,81 Mb/s. O vindouro 5G tem tudo para acelerar este segmento.

Velocidades médias nos principais mercados da América Latina - Primeiro trimestre/2021 — Foto: Divulgação/Ookla Speedtest

Internet móvel

Para entender melhor a colocação do Brasil no quesito móvel, vale destacar que a média mundial de download nesse aspecto foi de 53,38 Mb/s, ao passo que a do Brasil ficou em 32,41 Mb/s. Na América Latina, quem se destaca em termos de internet móvel é o México e a Argentina, nomes que antecedem o Brasil, em terceiro lugar.

Ainda sobre a internet móvel, é possível mencionar o segmento do teste que analisou o desempenho das principais operadoras no país. Nesse sentido, a Claro conseguiu o posto de mais rápida no que diz respeito à velocidade média de download e upload móvel. O segundo e o terceiro lugar foram ocupados pela Vivo e pela TIM, respectivamente.

Levando em consideração as cinco cidades mais populosas do Brasil, a pesquisa destacou São Paulo como detentora da maior velocidade média de download móvel durante o primeiro trimestre de 2021: 22,81 Mb/s. Atrás dela estão Rio de Janeiro (21,91 Mb/s), Brasília (21,08 Mb/s), Fortaleza (18,77 Mb/s) e Salvador (17,59 Mb/s).

A Ookla ainda comenta sobre a possibilidade do leilão do 5G ser realizado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) ainda neste ano – a expectativa é de que ocorra em junho ou julho. A agência ainda aponta a exigência do uso de redes 5G autônomas (SA), o que indica que até 2022 a tendência será de substituição das tecnologias de compartilhamento de espectro dinâmico (5G DSS), que têm sido usadas atualmente.

Banda larga fixa

Quando se trata de banda larga fixa, os números elevam a Vivo como a mais rápida entre as provedoras de internet. Os dados que a colocam nesse posto são os de 68,25 Mb/s para download e 52,72 Mb/s para upload. A Claro e a Oi sucedem o pódio enquanto segunda e terceira colocadas.

Velocidade média da banda larga fixa no primeiro trimestre de 2021 — Foto: Divulgação/Ookla Speedtest

O teste trouxe diversos panoramas, um deles revelou uma melhora significativa na banda larga em relação a 2020. Foi um salto de 69,2% em comparação ao ano passado e, segundo a empresa, o investimento em fibra ótica (na modalidade FTTH) pode ser indicado como motivo do bom resultado.

Com informações de Ookla Speedtest

Golpes no WhatsApp para ficar de olho em 2021

Golpes no WhatsApp para ficar de olho em 2021

Mais do TechTudo