Educação

Por Clara Fabro, para o TechTudo


O Google anunciou, nesta terça-feira (22), uma série de novidades do Meet voltadas para a educação. Entre os destaques, estão recursos de streaming ao vivo no YouTube para assinantes de planos educacionais e novas opções de segurança para chamadas iniciadas pelo Google Classroom e pelo Google Calendar, que devem ser disponibilizadas "nos próximos meses".

Os anúncios também incluem uma "sala de espera" para os alunos, que só serão admitidos na chamada quando houver um professor presente na ligação, suporte para mais de um anfitrião em uma sala, além de mais funções premium para usuários dos serviços "Teaching and Learning Upgrade" e "Education Plus".

Google anuncia novidades em educação para Meet e Classroom; veja — Foto: Marvin Costa/TechTudo

Microfone não funciona no Meet? Veja como resolver no Fórum do TechTudo

Novos recursos do Google Meet

Dentro dos próximos meses, as chamadas iniciadas pelo Google Classroom vão contar com recursos aprimorados de segurança. Segundo a gigante das buscas, a plataforma vai ter suporte para mais de um anfitrião em uma sala, e os professores serão classificados como os organizadores da chamada, por padrão.

Além disso, os alunos só serão admitidos nas reuniões quando houver pelo menos um professor presente na chamada — eles ficarão em uma espécie de "sala de espera" e não poderão se comunicar uns com os outros.

Google Meet exigirá presença de professor para iniciar reunião — Foto: Reprodução/Google

Outro recurso também vai impedir que usuários que não estão na lista do Classroom participem de reuniões. A partir de agora, para entrar em uma sala, o usuário deverá "pedir para participar", e apenas o professor poderá permitir que ele participe da chamada.

As mudanças em segurança no Meet também vão valer para reuniões iniciadas no Google Classroom e no Calendar. As atualizações ainda vão trazer recursos para as salas simultâneas criadas na plataforma, em que o anfitrião vai poder configurar os mesmos ajustes de segurança da reunião principal nas salas temáticas. Além disso, quando o anfitrião encerrar a sala simultânea, os participantes voltarão para a reunião principal de forma automática.

As reuniões no Meet também terão um novo recurso para "prevenir distrações", no qual será possível desligar todas as câmeras e mutar os microfones de todos participantes de uma vez. As novas funções também ficarão disponíveis para o aplicativo do Google Meet, que está disponível para Android e iPhone (iOS).

Google Meet dá mais opções de divisão de tela ao professor — Foto: Divulgação/Google

Além disso, outros recursos também vão ser adicionados à ferramenta, que contará com opções que vão permitir que professores visualizem sua própria apresentação e as janelas com os alunos durante a videochamada ao mesmo tempo.

O recurso que permite "levantar a mão" também será aprimorado, e ficará disponível em uma aba no canto direito da tela, na ordem em que os participantes pediram a palavra. O Google Meet também vai oferecer suporte a legendas, que estarão disponíveis em cinco línguas diferentes, incluindo o português do Brasil.

Mais novidades para educação

O Google também vai acrescentar novas configurações para administradores em suas plataformas. De acordo com a gigante das buscas, novos ajustes poderão ser definidos pelos responsáveis pela escola, que podem permitir que seus alunos participem ou não de reuniões externas de outras instituições.

Já para quem é membro dos serviços "Teaching and Learning Upgrade" ou "Education Plus", poderá aproveitar recursos ainda mais interessantes, como a possibilidade de incluir legendas traduzidas em tempo real nas chamadas e realizar streaming ao vivo pelo YouTube, função que deve chegar para os membros premium no início de 2022.

Google Meet terá opção para transmitir aulas e reuniões no YouTube — Foto: Reprodução/Google

Com informações de Google e 9to5Google

Veja também: curso de inglês completo e grátis; aproveite o site e o app

Curso de inglês completo e grátis; aproveite o site e o app

Curso de inglês completo e grátis; aproveite o site e o app

Mais do TechTudo