Edição e criação

Por Rubens Achilles, do Home Office


Quik é o novo aplicativo da GoPro para celulares Android e iPhone (iOS). Lançado oficialmente em março, o app une as propostas de edição de imagem, organização de conteúdo em uma galeria privada e controle remoto das câmeras da marca. Em entrevista exclusiva ao TechTudo, o CEO e fundador da GoPro, Nick Woodman, destacou que o programa pode ser uma alternativa às redes sociais para que usuários compartilhem apenas com si mesmos os conteúdos de que mais gostam. Segundo ele, trata-se de um primeiro grande passo da empresa no mercado de softwares.

O novo Quik tem como proposta facilitar o gerenciamento das fotos e vídeos preferidos dos usuários, evitando que eles sejam perdidos no que a empresa chama de "buraco negro do rolo da câmera". Para isso, você pode compartilhar as fotos de que mais gostar em um feed, um "mural" privado no app. Além disso, o Quik conta com ferramentas de edição manual ou mesmo automatizadas, para criar vídeos de lembranças, por exemplo.

Quik: novo app da GoPro funciona como "Instagram pessoal", diz CEO — Foto: Divulgação/GoPro

O aplicativo, que substituiu o antigo app GoPro na Google Play Store e na App Store, possui uma assinatura que oferece ferramentas exclusivas. O benefício custa R$ 37,99 por ano, permite importações ilimitadas no mural e, ainda este ano, fará um backup automático em nuvem de todos os conteúdos salvos no app, em qualidade original.

"Percebemos que o conceito de mural que estávamos desenvolvendo servia como um Instagram pessoal, mas com uma ferramenta incrível de criação de vídeos automáticos no feed", diz Nick sobre os recursos do novo Quik. Segundo ele, a galeria do aplicativo trará lembranças e vídeos com os melhores momentos do ano, mas sem a foto do recibo do seu último jantar com amigos, algo que ele cita como um problema das seleções nativas dos principais smartphones do mercado.

Veja, a seguir, os principais pontos da entrevista exclusiva do CEO da GoPro, Nick Woodman.

A GoPro é mundialmente conhecida por suas câmeras. O lançamento do Quik representa um passo da empresa no mercado de softwares?

Sim, representa um primeiro passo no que acreditamos que é uma grande oportunidade. Por muitos anos, até agora, a GoPro esteve focada em servir consumidores que queriam comprar uma câmera para capturar suas vidas de um jeito que somente uma câmera GoPro podia oferecer. Nosso desenvolvimento de softwares tem sido voltado para ajudar os donos de câmeras GoPro a ter a experiência mais conveniente possível, mas tem sido um pouco limitante no sentido da nossa capacidade de servir mais pessoas.

Quando estávamos desenvolvendo o novo app da GoPro, nós percebemos que o conceito de mural servia como um Instagram pessoal, mas com uma ferramenta incrível de criação de vídeos automáticos no feed. Assim, quaisquer fotos e vídeos que você adiciona ao seu feed são traduzidos em um vídeo de melhores momentos para você. Percebemos que essa solução para ajudar donos de câmeras GoPro a gerenciar suas fotos e vídeos favoritos iria funcionar muito bem para que usuários de smartphones gerenciem o "poço sem fundo" do rolo da câmera.

Acreditamos que você reconhece uma grande foto ou vídeo no momento em que você vê, seja uma que você capturou ou que enviaram para você. Também sabemos a sensação de salvá-la no rolo da câmera, sabendo: "provavelmente não verei isso por um bom tempo, porque só vai afundar lentamente no abismo".

Mural pessoal do CEO da GoPro, Nick Woodman, no Quik — Foto: Reprodução/Nick Woodman

Com o Quik, ficamos animados em facilitar que as pessoas simplesmente adicionem ao seu feed, que se torna um tesouro com curadoria dos seus momentos preferidos, em que você pode facilmente voltar e aproveitar. Achamos que é muito importante que seja privado, porque o mundo já tem muitas plataformas sociais. Você não precisa pensar muito se é bom o suficiente, você sabe imediatamente se é bom para você.

Algumas pessoas são mais apaixonadas por edição, outras nem um pouco. O Quik serve a todos os tipos de consumidores, estejam eles em qualquer ponto da curva de paixão por imagens digitais e criação de conteúdo. Ao longo do tempo, se alguém começar a obter mais do seu conteúdo pessoal devido ao mural do app, pode se tornar mais apaixonado e ter vontade de editar mais. Então a sua experiência com o app pode crescer. Acreditamos que podemos aumentar a relevância e importância da GoPro como uma empresa de softwares, servindo mais pessoas, que se tornam mais apaixonadas pelo seu conteúdo pessoal.

Em relação a softwares para imagens digitais, por um lado você tem a conveniência gratuita das ferramentas gratuitas das suas câmeras. São grátis, convenientes, mas um pouco limitadas. Por outro lado, você tem a Adobe, que faz softwares fantásticos, mas para profissionais ou pessoas bem altas na curva de paixão. Há uma curva de aprendizado íngreme, e em algum lugar do meio nós acreditamos que há uma oportunidade para a GoPro.

Podemos desenvolver a performance de ferramentas sofisticadas, mas entregá-las ao mercado com conveniência, facilidade no uso e uma curva de aprendizado superficial que consumidores convencionais gostem e precisem. Desse modo, podemos fazer com software o mesmo que fizemos com câmeras, que é desenvolver produtos profissionais que são bons o suficiente para profissionais, mas fáceis o suficiente para o consumidor do dia a dia.

A GoPro possui mais planos na área de softwares?

Certamente temos planos. Começamos ajudando as pessoas a organizar, gerenciar e simplesmente aproveitar seu conteúdo pessoal, de um jeito que permite interagir ou revisitá-lo mais frequentemente. Acreditamos que isso aumentará a paixão e o interesse das pessoas em seu conteúdo. Ao longo do tempo, elas vão querer fazer mais com esse conteúdo, certo?

Então o primeiro problema é ajudar a organizar e revisitá-lo regularmente, depois vamos criar ferramentas para obter mais desse conteúdo, sejam ferramentas de edição manual, serviços de nuvem. Porque tudo que você adiciona ao mural do Quik estará em um backup na nuvem quando lançarmos o recurso de backup ainda este ano.

Podemos fornecer serviços automatizados para mostrar o conteúdo novamente para você, para lembrar das experiências incríveis. Podemos criar um resumo do seu ano em um vídeo de melhores momentos, com todo o conteúdo que você postou ao longo do ano. Não como Google ou Apple, em que você pode dizer que foi feito de um jeito não emocional. Porque eles jogam fotos no quadro branco e o recibo da última vez que você jantou com seus amigos e coisas do tipo.

Como todo o conteúdo que vai para a sua conta de nuvem da GoPro é algo que você já disse ser interessante para você, isso significa que tudo que nós guardarmos para você é algo com sua curadoria. Então podemos criar uma experiência bem especial.

Também reconhecemos que as pessoas querem engajar com seus conteúdos no mundo real, como a possibilidade de colocar suas imagens em camisetas, impressões, livros ou coisas do tipo. Ao longo do tempo, enxergamos o Quik servindo como seu hub de conteúdo pessoal, e qualquer coisa que você queira fazer com esse conteúdo, você iniciaria o projeto pelo Quik.

Com o tempo, acredito que seremos capazes de criar ferramentas e serviços para ajudar vocês a extrair o máximo do seu conteúdo e entregar ao mercado de um "jeito GoPro" que honestamente faz as ferramentas de outras empresas parecerem muito corporativas e não adaptadas às emoções ou à energia que é seu conteúdo pessoal.

Sem o Quik, uma GoPro é apenas um pedaço de hardware. A segunda metade da experiência seria inconveniente para o usuário. Então resolvemos isso com o Quik.

Quik é o novo app da GoPro para celulares Android e iPhone (iOS) — Foto: Rubens Achilles/TechTudo

Você mencionou uma empresa que faz softwares voltados para profissionais. A GoPro possui planos nesse sentido?

Eu diria que nossa estratégia é a mesma que usamos para câmeras: performance que é mais do que suficiente para profissionais, mas desenhada para ser fácil de usar e acessível para o consumidor do dia a dia. Os consumidores querem essa performance, mas não querem uma curva de aprendizado associada a ferramentas profissionais.

Se você se pergunta como vai ser isso, eu olharia para a GoPro Hero9 Black, por exemplo. Nós a fizemos super fácil para o usuário do dia a dia. Se você quiser ir fundo até as configurações e ajustá-las especificamente para o que você quer fazer, o profissional sabe que uma câmera GoPro pode fazer isso. No entanto, o usuário do dia a dia não precisa entrar lá e fazer isso para ter um clique incrível. Essa seria a mesma abordagem que teríamos na área de softwares.

GoPro Hero9 Black foi lançada no Brasil em outubro de 2020 — Foto: Luciana Maline/TechTudo

Você também pode nos imaginar indo para o desktop, porque quando falamos sobre ajudar pessoas que tiram o máximo de suas fotos e vídeos, reconhecemos que quanto mais alto você está na curva de paixão por imagens digitais, mais provável é que você tenha muito conteúdo no desktop. Não queremos servir apenas usuários de smartphones, que são obviamente a maioria. O mais apaixonado e investido criador de conteúdo obviamente tem muito conteúdo no desktop, em HDs e assim por diante.

Como está a resposta dos usuários após o lançamento?

Devo dizer que tem sido muito animador ver a reação da mídia e dos consumidores sobre o conceito geral do Quik. Está claro que as pessoas entenderam a proposta e concordam que é um grande problema o "buraco negro do rolo da câmera" guardando todas aquelas imagens incríveis. Smartphones estão por aí desde algo como 2006, e ninguém realmente resolveu esse problema, e ele cresceu. Francamente, estou surpreso com o fato de sermos a primeira empresa a especificamente atacar isso. E é ótimo ver as pessoas concordarem conosco que isso precisa de uma solução. Nós sentimos que estamos muito bem posicionados como a marca e o aplicativo que faz isso.

Brasileiros são muito apaixonados. Eu tinha ouvido falar sobre isso e pensei: "eu também sou, cara". Mas eu não tinha entendido realmente o que as pessoas queriam dizer até sair para surfar com alguns brasileiros na Indonésia. Eu percebi: "nossa, parece que essas pessoas estão pegando fogo", em termos de paixão por esporte, competição, apenas paixão. É como essa marca é. Não sei, talvez eu tenha sido um brasileiro na vida passada ou algo assim. E é legal ver que a resposta ao app no Brasil é consistente com a resposta a tudo da GoPro na última década.

Os próximos anúncios de hardware da GoPro ganharão algum recurso que se apoie no Quik?

Temos muitas oportunidades para melhorar significativamente o que nosso hardware é capaz de fazer pela experiência de software. Podemos criar uma boa performance e capacidade para a experiência da GoPro pelas nossas ferramentas de software, partindo de onde o hardware nos deixa. Então, sim. Ao longo do tempo, você pode imaginar o app assumindo algumas das responsabilidades do hardware e a capacitação para o usuário mais longe do que seria possível somente com o hardware.

O novo Quik trouxe várias possibilidades. A GoPro tem planos para adicionar novos recursos?

Vamos lançar atualizações para o Quik a cada duas semanas. Isso é muito animador para nós como desenvolvedores de produto, porque com os lançamentos de câmeras anualmente, temos que esperar todo esse tempo para um novo produto sair. É muito legal trabalhar em um produto que atualizamos a cada duas semanas, o ritmo de inovação é muito mais rápido. Assim, podemos fazer coisas incríveis para nossos consumidores de forma mais frequente, e é um negócio divertido.

Você tem alguma mensagem sobre o Quik para o povo brasileiro?

Em geral, eu gostaria de agradecer, dar um grande abraço de urso em todo o Brasil e um high five, por serem fãs tão apaixonados da GoPro. Percebemos isso ao longo dos anos e isso nos empolga dentro da empresa. No lado do Quik, eu diria que a vida é incrível e linda e não deveria ser perdida ou esquecida no rolo da sua câmera. Então usem o Quik e acredito que vocês ficarão felizes com a diversão de colocar todos os seus momentos em um só lugar. Espero que fique tudo melhor nos próximos meses, com mais pessoas se vacinando e poderemos voltar a sair por aí e ter bons momentos.

Vacinem-se e mal posso esperar por vê-los no surfe novamente, vai acontecer em breve. Vacinem-se e usem o app Quik.

*Nota de transparência: AliExpress e TechTudo mantêm uma parceria comercial. Ao clicar no link da loja, o TechTudo pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação. Os preços mencionados podem sofrer variação e a disponibilidade dos produtos está sujeita aos estoques.

Qual é a melhor GoPro? Deixe sua opinião no Fórum do TechTudo

Veja também: GoPro Hero9 Black já chegou! Veja preço e outros detalhes da ficha técnica

GoPro Hero9 Black já chegou! Veja preço e outros detalhes da ficha técnica

GoPro Hero9 Black já chegou! Veja preço e outros detalhes da ficha técnica

Mais do TechTudo