Por Fernanda Fialho

Fernanda Fialho/TechTudo

Samsung Book é um notebook intermediário da marca à venda no Brasil que chegou às lojas em maio de 2021. O laptop Samsung agora vem em um único modelo com diferentes versões de hardware – diferente dos Book E20, Book E30, Book X40, entre outros. Agora, o computador traz processadores Core i3, Core i5 ou Core i7 de 11ª geração da Intel e placa de vídeo Iris Xe, além da dedicada GeForce MX450 da Nvidia em algumas versões. A linha tem preços a partir de R$ 2.609,10, em variante com chip Intel Celeron, 4 GB de RAM e 500 GB em HD.

O TechTudo testou a opção "do meio", com Core i5, 8 GB de RAM, 256 GB em SSD NVMe e placa integrada Iris Xe. A variante em questão fica disponível por R$ 4.139,10 em cores branco ou chumbo, sendo voltado para produtividade e rodando até games mais simples. Confira a seguir a análise completa sobre o modelo intermediário da Samsung.

Samsung Book tem acabamento premium; veja review completo — Foto: Fernanda Fialho/TechTudo

Design

O notebook conta com acabamento elegante e minimalista. A cor, descrita como "cinza chumbo", deve se adaptar sem dificuldades a diversos tipos de ambientes – incluindo o corporativo, já que o computador fica bem discreto. Com espessura de 1,89 cm com a tampa fechada, o dispositivo é bem portátil, mas o peso de 2,6 kg fica um pouco acima de alguns rivais diretos no mercado.

Apesar da pegada premium no visual, um olhar mais atento à construção da máquina pode indicar um material mais simples. Apesar de resistente por fora, a carcaça aparenta maior fragilidade no interior, e chega até a "afundar" com um toque mais pesado na região do teclado e do trackpad. Por outro lado, a digitação é confortável, com teclas suaves, o que pode ser um detalhe importante para quem precisa de uma máquina para trabalhar com texto.

Outro destaque é a possibilidade de expandir memória e armazenamento pelas portas de fácil acesso, disponíveis na parte de baixo do computador. A alternativa é interessante para usuários que desejam obter mais memória no futuro ou não têm como investir em um aparelho mais robusto no momento.

Em termos de conectividade, o Book apresenta uma boa oferta de portas de conexão. Há três entradas para dispositivos USB (duas USB-A e uma USB-C), uma para HDMI, leitor de cartões microSD, Security Slot (trava anti-furto), uma porta LAN e conector de 3,5 mm para áudio. Aqui, vale mencionar que a porta para plugar o carregador não apresentou muita firmeza, sendo desconectado com facilidade.

Ainda nas interfaces, o Wi-Fi permitiu carregar páginas e realizar downloads de maneira veloz, e o Bluetooth também não demonstrou problemas para parear a outros dispositivos.

Portas de conexão do Book incluem slot para Micro SD — Foto: Fernanda Fialho/TechTudo

Tela e som

A tela de 15.6" traz resolução Full HD (1920 x 1080p), o que é um diferencial nos segmentos intermediário e, sobretudo, de entrada – do qual o laptop participa com as versões mais simples. Em caso de vídeos e jogos, além da própria navegação pela Internet, a exibição de cores é um destaque positivo do notebook. Por outro lado, o display não apresenta um antirreflexo potente, de modo que a experiência em lugares bem iluminados tende a exigir mais dos olhos.

Apesar de não passar a sensação de tela infinita, a proporção de tela-corpo é interessante para usuários que precisam ler textos e realizar atividades mais densas ou cansativas durante o dia. A amplitude do display, juntamente à boa resolução oferecida, permite enxergar texturas e contrastes com maior facilidade, resultando em uma boa experiência, em termos visuais.

Tela em Full HD exibe imagens de alta qualidade — Foto: Fernanda Fialho/TechTudo

O sistema de áudio equipado no notebook é mais um ponto positivo. Mesmo em sua potência máxima, é possível escutar graves limpos de ruídos e um som claro, sem falhas, interrupções ou sensação de que está abafado. A boa performance do hardware dispensa o uso de caixas de som externas, mas o usuário pode optar por conectar um speaker externo para potencializar o som para ouvir músicas com ainda mais qualidade, por exemplo.

Desempenho

O desempenho do processador é o principal destaque do Samsung Book. Devido à inclusão dos chips de 11ª geração da Intel, o aparelho tem uma expectativa alta a corresponder, tanto pela fluidez do sistema quanto pela maior eficiência prometida pela Intel. Desde a inicialização, que leva em torno de seis segundos, até a resposta rápida de todos os comandos, o notebook entrega uma performance veloz que é um diferencial entre aparelhos do segmento.

No modelo testado pelo TechTudo, equipado com processador Core i5 1135G7, armazenamento em SSD NVMe de 256 GB e 8 GB de RAM, trabalhos de produtividade funcionaram sem problemas. Além disso, a placa integrada Intel Iris Xe também não decepcionou e, apesar de ser relativamente simples, deve mesmo a usuários que joguem títulos competitivos, como Valorant e CS:GO.

Touchpad ocupa espaço considerável da parte interior do Book — Foto: Fernanda Fialho/TechTudo

Em nossos testes com o jogo Batman: The Telltale Series, o game apresentou alta taxa de quadros por segundo, além de gráficos com cores vívidas e contrastes nítidos. Ainda vale mencionar que tons escuros são predominantes nas cenas e uma performance inferior da imagem poderia prejudicar a imersão no game.

Dessa forma, é importante ressaltar que, tanto durante as atividades cotidianas, como baixar documentos e abrir diversas abas no Google Chrome, quanto em jogatinas, o notebook não superaqueceu em nenhuma das situações, tampouco apresentou indícios de travamento. Sendo assim, o rendimento indica que o modelo também pode ser uma boa opção para softwares mais potentes.

Consumidores que utilizam ferramentas de edição profissional, como Photoshop, por exemplo, podem considerar versões mais potentes e com GPU dedicada, caso estejam em busca de uma máquina portátil para trabalhar.

Bateria

Chassi inferior com tampas removíveis é solução para dar upgrade sem perder a garantia — Foto: Fernanda Fialho/TechTudo

De acordo com a fabricante, a bateria de 43 Wh pode durar até 10 horas sem recarga. O aparelho apresentou uma autonomia próxima ao indicativo em nossos testes, permanecendo ativo durante cerca de oito horas. Nesta situação, o Book realizou tarefas mais simples, como sustentar algumas abas abertas no Google Chrome e tocar músicas no Spotify, além de rodar vídeos no YouTube periodicamente.

Em outro contexto, o notebook atingiu seis horas até precisar de recarga, em um momento em que rodou conteúdos por streaming na Netflix com o Spotify ativo e tela no brilho máximo. O período para ambas as situações é considerado alto, já que a autonomia de aparelhos similares pode chegar até seis horas sem ser tão exigido. O usuário também pode regular o uso da bateria para economizar mais ou atingir o máximo de performance para alguma tarefa específica.

Preço e concorrentes

O Samsung Book tem preços que começam em R$ 2.609,10 para a versão mais simples, que conta com Intel Celeron, 4 GB de memória, CPU UHD Graphics e 500 GB de HD. Já entre os mais robustos, vale destacar a opção com Core i7, 8 GB, 256 GB de RAM e placa de vídeo dedicada MX450, saindo a R$ 4.769,10 no site oficial.

O laptop testado pelo TechTudo, com Core i5, 8 GB de RAM, 256 GB em SSD e Iris Xe nos gráficos, sai a R$ 4.139,10. Há ainda versões com o chip intermediário trazendo 512 GB de armazenamento e placa dedicada, custando R$ 4.499,10 e R$ 3.869,10, respectivamente.

Processador da nova geração da Intel é destaque do Samsung Book — Foto: Fernanda Fialho/TechTudo

O Dell Inspiron 13 5000, por exemplo, outro notebook intermediário que foi atualizado com a 11ª geração da Intel no Brasil, sai a R$ 4.998 na loja oficial com as mesmas especificações do produto testado. No entanto, pesando inicialmente cerca de 1 kg, o dispositivo tem a portabilidade como destaque.

Lenovo e Vaio são fabricantes que também oferecem rivais interessantes frente à proposta do Samsung Book. O notebook gamer Lenovo Ideapad L340, por exemplo, em uma variação com Core i5 de 9ª geração, tela Full HD, 8 GB de memória, 256 GB de SSD e placa de vídeo GeForce GTX 1050 (que deve rodar jogos um pouco mais pesados) custa R$ 5.211 na Amazon.

Já o Vaio FE15, cujo foco também é produtividade, aparece em uma versão com Core i5 de décima geração, 8 GB de memória, 256 GB de SSD, tela LCD e GPU integrada por R$ 4.299.

Conclusão

Devido ao leque de combinações que oferece, o Samsung Book pode atender a diferentes demandas e se configura como um aparelho versátil. De maneira geral, o dispositivo satisfaz um dos quesitos mais importantes no momento de escolher um notebook: alto desempenho do processador. Entre o segmento intermediário, o modelo se destaca pelo custo-benefício, uma vez que o preço condiz com a faixa média do mercado e a performance compensa o investimento.

Por outro lado, com foco que pode variar de acordo com o hardware, o Book pode acabar sendo desconsiderado em meio a opções específicas para usuários de nicho. A falta de recursos especializados, como teclado retroiluminado e tecnologia antirreflexiva eficiente, pode ser um fator crucial para quem busca alternativas mais personalizadas. Apesar disso, não deixa de ser um produto acima da média entre seus concorrentes e com bons índices de autonomia, outro ponto bastante visado pelos consumidores de hoje em dia.

8.9

Eficiente e versátil

A atualização da linha Book não inova, mas é uma boa alternativa intermediária e adota um preço condizente.
Design
9
Tela e som
8.5
Desempenho
10
Bateria
9
Recursos
8

Nota de transparência: Amazon e TechTudo mantêm uma parceria comercial. Ao clicar no link da loja, o TechTudo pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação. Os preços mencionados podem sofrer variação e a disponibilidade dos produtos está sujeita aos estoques.

Mais do TechTudo