Por Lucas Santos (colaboração) e Yuri Hildebrand (redação)


O próximo MacBook Pro da Apple pode ser anunciado em setembro trazendo telas com tecnologia mini LED e tamanhos de 14" ou 16 polegadas. É o que apontam rumores divulgadas pelo DigiTimes, que falou com fontes ligadas às empresas Zhen Ding, já responsável por fornecer painéis para o iPad Pro mais recente, e Tripod, que também entraria no processo de fabricação dos componentes. De acordo com o portal, os fornecedores trabalham com a previsão de lançamento no final do terceiro semestre para alinhar a produção.

A chegada do laptop era esperada ainda na WWDC, mas o lançamento não aconteceu. De acordo com rumores mais antigos, o modelo vai trazer a nova geração dos chips Apple Silicon, possivelmente chamada M2, além de voltar com MagSafe e deixar de lado a Touch Bar. Outra possibilidade é a chegada de dois novos processadores, separando modelos intermediários de opções premium.

Novo MacBook Pro deve chegar com novos tamanhos de tela e arquitetura com linhas mais retas — Foto: Divulgação/Apple

O investimento nas telas de mini LED significa que os painéis LCD usados atualmente podem ser abandonados nos notebooks. A tecnologia promete imagens com qualidade superior, mas, ainda assim, mais em conta que o padrão OLED encontrado em laptops premium mais recentes. Também chama atenção a volta do display de 16 polegadas, que ainda não apareceu em modelos equipados com chip M1 – o último chegou em 2019, ainda com processadores Intel.

A nova geração do Apple Silicon ainda não tem um nome definido, e, segundo informações do Bloomberg, pode chegar em duas versões, sendo uma delas mais poderosa para rodar gráficos, com 32 núcleos específicos para isso – o atual M1 traz apenas oito desses. Entre os termos ventilados estão M1X e M2.

Já no quesito design, os novos portáteis podem apresentar um estrutura com linhas mais retas, diferente do padrão atual. Vale lembrar que o iMac 2021 já veio com um redesign que aponta essa nova pegada para os computadores da maçã. Outros destaques seriam o fim do Touch Bar e a apresentação de um número maior de interfaces, incluindo leitor de cartões microSD e HDMI, atualmente ausentes nos laptops premium da maça.

Macbook Pro pode perder a Touch Bar e voltar com o MagSafe em nova geração — Foto: Divulgação/Apple

A expectativa pela chegada em setembro se dá pela previsão dos fornecedores de painéis mini LED, que apontam o lançamento para o final do terceiro trimestre do ano – ou seja, em algum momento de setembro. Vale ressaltar que o mês já deve ser utilizado pela Apple para apresentar o novo iPhone 13, já que costuma lançar seus celulares nesse período.

Além do top de linha, o MacBook Air também pode ganhar uma nova versão ainda em 2021. É possível que os computadores da nova geração cheguem com uma paleta de cores semelhante ao que oferece o novo iMac de 24 polegadas, com opções em verde, amarelo, laranja, rosa, roxo, azul e prata. Além disso, também deve trazer novo processador de fabricação própria da maçã e, assim como a versão Pro, mais conexões.

Atualmente, a Apple vende no Brasil MacBooks Pro de 13 ou 16 polegadas. O modelo de menor tamanho pode ser encontrado com o chip M1 por a partir de R$ 17.299 ou na versão Intel Core i5 por cifras que partem de R$ 23.899. O laptop com a tela maior vem apenas com processador Intel de 9ª geração, e pode ser adquirido no site oficial da maçã por a partir de R$ 30.299.

Com informações de DigiTimes, MacRumors, 9to5Mac, BGR e Geeky Gadgets

Mais do TechTudo