Celulares

Por Pedro Cardoso, para o TechTudo

Reprodução/Apple Tomorrow

Na sua batalha contra os seguidos vazamentos, a Apple deu mais um passo e enviou uma carta para um cidadão na China, através de um escritório de advocacia local, pedindo que ele pare de comprar e vender dispositivos vazados. Além disso, a companhia pressionou o suposto comerciante a entregar uma lista com as pessoas que trabalham como seus fornecedores.

O documento, enviado no dia 18 de junho de 2021 também exige que a pessoa se comprometa a atender ao pedido da companhia no prazo de 14 dias. Desta maneira, a Apple quer coibir a comercialização e a divulgação de produtos inéditos antes dos respectivos lançamentos oficiais.

iPhone 13 traria câmera tripla com sensores maiores, mostra réplica baseada em rumores — Foto: Reprodução/Unbox Therapy

Como bem lembrou o site PhoneArena, a maioria desses vazamentos surge em redes sociais chinesas como o Weibo, por exemplo, por causa da proximidade com as fábricas da Foxconn, que é responsável pela linha de montagem da maioria dos aparelhos iPhone e iPad vendidos no mundo.

Essa não é a primeira vez que a Apple envia cartas de alertas a pessoas que divulgaram detalhes ainda privados. No final de junho, um usuário da Weibo conhecido como “Kang” recebeu um documento pedindo que ele pare de divulgar informações não oficiais.

Vale ressaltar que essas cartas, apesar de serem enviadas diretamente por escritórios de advocacia contratados, não possuem valor jurídico imediato. Esses documentos servem de alerta aos destinatários, pois caso os pedidos não sejam cumpridos, a empresa pode se sentir confortável em procurar os recursos legais necessários.

A empresa vive um bom momento, apesar das críticas de que não é mais inovadora como no passado. Ela fechou o mais recente trimestre fiscal com lucro de US$ 21,7 bilhões. A cifra dobrou em relação ao mesmo período do ano passado, quando o mundo passava pelos primeiros momentos de pandemia.

Há expectativa de que a empresa anuncie o iPhone 13 no final de setembro. Caso os relatos de bastidores se confirmem, será a primeira vez que o smartphone alcançará armazenamento de 1 TB.

Com informações de Vice e PhoneArena

Confira cinco fatos sobre o iPhone 12

Confira cinco fatos sobre o iPhone 12

Mais do TechTudo