Publicidade

Por Willian Rodrigues, para o TechTudo

Divulgação/Apple

O número de carteiras digitais deve dobrar e chegar a 4,8 bilhões até 2025, o que corresponderia a metade da população mundial. Até o ano passado, 2,4 bilhões já estavam em uso. É o que indica uma pesquisa feita em conjunto pela empresa Boku, uma fintech de pagamentos móveis, e pela consultoria de mercado Juniper Research, especializada em tecnologias digitais.

Um mercado em crescimento

Samsung Pay permite realizar pagamento com o celular via NFC — Foto: Divulgação/Samsung

O crescimento do número de carteiras digitais deve ser impulsionado principalmente por América Latina, África, Sudeste Asiático e Oriente Médio. Os dois últimos, aliás, respondiam por mais da metade das carteiras digitais em uso no final de 2020 — 1,34 bilhão de usuários. A região do Sudeste Asiático deve ser um dos principais polos desta tecnologia, com projeção de crescimento de 311% até 2025.

Adam Lee, diretor de produtos da Boku, ressaltou, porém, que o crescimento não é vertiginoso em todas as áreas do globo. “Os mercados em que carteiras digitais de armazenamento mais crescem são aqueles com o menor nível de penetração do cartão de crédito. Na América do Norte e Europa Ocidental, que usam mais carteiras digitais baseadas em contas e cartões, esse crescimento é mais lento pois a tecnologia oferece pouco benefício”, disse.

Ele conclui que é importante que comerciantes – sejam eles físicos ou virtuais – invistam na tecnologia para aproveitar o crescimento. “Atualizar os sistemas de ponto de venda e outras infraestruturas de negócios é vital para permitir que as empresas de e-commerce aproveitem o potencial, ao lado de lojas convencionais”, afirmou.

Benefícios da carteira digital

É importante diferenciar os dois tipos de carteiras digitais. O primeiro engloba carteiras como Apple Pay, Google Pay e Samsung Pay, que dependem de contas e cartões. A carteira digital é um facilitador que proporciona acesso rápido e seguro para as transações financeiras. O segundo engloba carteiras digitais que ancoram as transações, também chamadas de apps, tendo funções como o armazenamento de dinheiro. PicPay, PayPal, Ame, Iti e AliPay são alguns exemplos de carteira digital não vinculada a contas.

Carteira digital possui muitos benefícios em relação à carteira convencional — Foto: Divulgação/Indiegogo

Portanto, um dos benefícios proporcionados pela carteira digital é a portabilidade. A carteira digital retira a quantidade de apetrechos que devem ser carregados fisicamente. Isso significa que o usuário não precisa ficar limitado aos cartões tampouco à quantidade de dinheiro que tem em mãos. Compras podem ser feitas em meio digital ou físico, simplesmente aproximando o celular de máquinas NFC, já que o pagamento por aproximação já está presente no mercado. O QR code também é uma opção.

O segundo é a segurança. A carteira digital permite adicionar camadas de segurança para autorizar os pagamentos digitais, como biometria e reconhecimento facial. É importante frisar que as tecnologias devem ser previamente cadastradas. Além disso, parte da segurança deve vir do usuário, tomando os devidos cuidados para manter a conta digital segura.

Com informações de Techradar, Samsung, Apple e Simplyblog.

Conheça as funções do novo iOS 15

Conheça as funções do novo iOS 15

Mais do TechTudo