Video game

Por Filipe Garrett, para o TechTudo


O Nintendo Switch OLED é a nova versão do console portátil. O modelo foi anunciado pela Nintendo na última terça-feira (06), e tem algumas diferenças se comparado ao Switch original. Entre os destaques do novo videogame está a tela OLED - como o próprio nome sugere, porta Ethernet na dock e 64 GB de armazenamento interno. Ademais, o modelo OLED continua com o mesmo processador e resolução que versão antiga. Veja, a seguir, as principais semelhanças e diferenças entre os dois aparelhos.

Vale lembrar que o Switch OLED tem lançamento no Brasil previsto para 2022, ainda sem data. O preço dele no exterior já foi anunciado e é de US$ 349.99 (cerca de R$ 1.795 mil em conversão direta). Já o Switch original é visto na Amazon por preços que partem de R$ 2.545.

Tela OLED agora tem tecnologia OLED e é maior: 7 polegadas — Foto: Reprodução/Nintendo

Tela OLED: maior e mais resolução

O grande destaque do novo Switch é a sua tela OLED, a mesma usada em alguns smartphones há anos. O OLED difere do painel IPS usado no modelo original, porque, em vez de usar uma luz de fundo gerada por LEDs, ele agora oferece pixels que controlam sozinhos o seu nível de iluminação.

Vale lembrar que o Switch não será o primeiro portátil a utilizar tela OLED. A honra vai para o PlayStation Vita (PS Vita), lançado pela Sony em 2011. Na época, a versão original do console vinha com tal tecnologia, resultando em uma qualidade de imagem muito superior ao então rival Nintendo 3DS.

Além de usar uma nova tecnologia de tela, a Nintendo optou por aproveitar melhor o espaço do Switch na sua forma portátil e aumentou um pouco a dimensão do display, que foi de 6 para 7 polegadas. O que não muda, no entanto, é a resolução: o Switch continua confinado a 1280 x 720 pixels na unidade móvel e 1920 x 1080 pixels quando acoplado ao dock.

Dock com porta Ethernet

Porta Ethernet para conexão cabeada deve melhorar a performance online do Switch na dock — Foto: Reprodução/Nintendo

Uma novidade muito importante do Switch OLED é a inclusão de uma porta Ethernet (conector RJ-45) na dock. A adição corrige uma velha crítica ao console, que contava apenas com a opção de Internet por meio do Wi-Fi. O sacrifício para a inclusão da porta é a eliminação da USB Tipo-A na unidade, que também ficou mais arredondada e com dimensões um pouco diferentes das do modelo original.

Com isso, jogadores poderão curtir games online tirando proveito de conexões cabeadas com o roteador, garantido assim uma conectividade mais estável. Contudo, quem preferir jogar no modo portátil continuará usando só o Wi-Fi para se conectar.

Por fim, a Nintendo também confirmou que o novo modelo de dock será vendido separadamente e que ele também funciona com a versão original do Switch. Com isso, donos do primeiro modelo do console podem adquiri-lo para melhorar sua partida online sem problemas.

64 GB de armazenamento e som aprimorado

Nintendo promete som de melhor qualidade para o console — Foto: Divulgação/Nintendo

A versão OLED do Nintendo Switch oferece 64 GB de espaço interno para dados, um salto expressivo diante dos 32 GB do console padrão. Além do aumento de capacidade interna, o novo modelo, assim como o original, segue com suporte a cartões de memória microSD para expansão da capacidade total, além dos cartuchos de games.

A Nintendo também confirmou que melhorou o som estéreo da porção portátil do Switch. Com isso, aqueles que gostam de experimentar o console em suas mãos vão poder aproveitar melhor os efeitos sonoros presentes nos diversos títulos do aparelho.

Stand ajustável e design

Stand com ângulo ajustável e nova opção de cor são novidades no design — Foto: Divulgação/Nintendo

O Switch original tem uma “stand” – o apoio plástico na traseira do console, usado para manter a tela estável sobre uma mesa, por exemplo – de uma posição apenas: ou ela está recolhida, ou então aberta para manter a tela inclinada. Com o novo Switch, essa “stand” ganhou uma revisão que permite que ela seja ajustada em uma quantidade maior de ângulos, algo que contribui para melhorar a usabilidade do Switch longe de um televisor.

Outra novidade no design diz respeito às cores. O modelo OLED, ao menos por enquanto, é o único a oferecer um novo acabamento mesclando preto e branco. Além dessa opção, a nova versão do console também poderá ser encontrada no tradicional azul e vermelho neon, combinação também oferecida na versão convencional da plataforma.

Com informações de Nintendo

Nintendo Switch: quatro fatos sobre o console para saber antes de comprar

Nintendo Switch: quatro fatos sobre o console para saber antes de comprar

Nota de transparência: Amazon e TechTudo mantêm uma parceria comercial. Ao clicar no link da loja, o TechTudo pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação. Os preços mencionados podem sofrer variação e a disponibilidade dos produtos está sujeita aos estoques.

Mais do TechTudo