Redes sociais

Por Beatriz Cardoso, do home office


O WhatsApp começa a testar nesta quarta-feira (14) o recurso para acessar simultaneamente a mesma conta do mensageiro em até quatro dispositivos diferentes. A proposta é que o usuário possa acessar o seu WhatsApp em outros aparelhos, como PCs com Windows e macOS, sem depender da conexão do celular Android ou iPhone (iOS).

A criptografia de ponta-a-ponta do WhatsApp continua valendo para todos os aparelhos adicionais. A função multi-plataforma será testada a partir de hoje com uma parte dos usuários do programa beta do mensageiro. O WhatsApp explica que a ferramenta deve passar por mudanças para melhorar o serviço de acordo com o desempenho dos testes, antes de liberar para mais usuários.

WhatsApp pode ser usado em quatro dispositivos, além do celular onde a conta está ativa — Foto: Carolina Ochsendorf/TechTudo

WhatsApp Business travando no iPhone, o que fazer? Descubra no Fórum do TechTudo.

A função experimental acaba com duas limitações do WhatsApp: o acesso simultâneo à mesma conta em apenas um PC e celular, e a dependência do mensageiro com o celular. O recurso multi-plataforma deixa entrar no WhatsApp em até quatro aparelhos adicionais, sem contar com o smartphone. A conexão nos outros dispositivos funciona mesmo se o celular descarregar ou ficar sem Internet.

Na hora de conectar a conta do WhatsApp a outro aparelho, será necessário ler o QR Code, como já acontece no WhatsApp Web, e fazer a autenticação biométrica caso ela esteja ativada. No momento da conexão, o aplicativo exibe uma lista com todos os dispositivos cadastrados na conta, para que o usuário possa desativar o login remotamente caso suspeite de algum acesso. Além disso, se o WhatsApp ficar inativo no celular por mais de 14 dias, o mensageiro se desconectará automaticamente dos dispositivos adicionais.

Como funciona o acesso multi-plataforma do WhatsApp?

Antes, ao acessar o WhatsApp Web e usar o mensageiro no smartphone, o celular concentrava todos os processos de criptografia e armazenamento de conteúdo, e o computador apenas “espelhava” os dados do smartphone. Agora, a estrutura do WhatsApp mudou para que cada aparelho adicional conectado não dependa do celular para o funcionamento.

A comunicação é criptografada em todos os dispositivos conectados ao WhatsApp. O histórico de mensagens é transferido entre os aparelhos e protegido por criptografia e acessado pela base de dados local de cada um deles, não sendo armazenado em servidores pela empresa.

WhatsApp tem função para fazer chamadas de vídeo e voz no computador

WhatsApp tem função para fazer chamadas de vídeo e voz no computador

Mais do TechTudo