Celulares

Por Pedro Cardoso, para o TechTudo

Divulgação/Google

O Google mostrou algumas novidades sobre o Google Pixel 6, seu próximo celular de ponta com sistema Android. Jornalistas que estiveram na demonstração, realizada na semana passada, se encantaram pelas mudanças de fotografia, que está mais avançada do que na linha Pixel 5. Mais potente, o Pixel 6 Pro terá câmera tripla, com direito a novos sensores e recursos.

Sua câmera principal virá com um sensor padrão, uma teleobjetiva com zoom híbrido de 4x e outra ultra wide, em uma formação comum em smartphones medianos e premium que já existem no mercado, mas que só agora chegou em um aparelho próprio do gigante das buscas.

Google Pixel 6 Pro terá três câmeras em linha — Foto: Divulgação/Google

Sem especificar qual o novo sensor da linha Pixel 6, o Google contou ao The Verge que o novo hardware terá até 150% mais de captura de luz em relação ao modelo anterior, que contava com sensor IMX363, presente desde o Pixel 3. Em teoria, as fotos do novo celular podem ter melhor definição em ambientes escuros.

Além dessas novidades já garantidas, os jornalistas do site Android Authority esperam evolução também na qualidade da exposição da imagem e do foco automático. São suposições baseadas no trabalho do engenheiro de câmeras Isaac Reynolds, que atua neste departamento do Google desde o lançamento do Pixel 4. Para eles, o celular deve ativar a câmera e capturar a imagem, de forma rápida, sem que o usuário precise tocar na tela para focar.

Disposição das câmeras no Google Pixel 6 vai ser em linha, diferente do quadrado no Pixel 5 (na foto) — Foto: Divulgação/Google

A teleobjetiva de 4x é maior do que a de 2x utilizada em edições anteriores, e deve oferecer fotos com melhor qualidade quando combinada com o recurso Super Res Zoom, que deve estar presente na linha Pixel 6. Esta junção de ferramentas tende a garantir imagens melhores no zoom mesmo em distância menores.

Quanto ao resto da ficha técnica, o novo Google Pixel 6 deve ter tela 6,4 polegadas com resolução FHD+ no modelo padrão e 6,7 polegadas com resolução QHD+ na versão Pro. O primeiro terá um display com 90 Hz de taxa de atualização, enquanto o segundo chegará à marca de 120 Hz, o que é desejável para quem gosta de jogar games de última geração com uma experiência fluida.

Chip Tensor do Google terá aprendizagem de máquina — Foto: Divulgação/Google

Outro ponto importante do hardware da linha Pixel 6 está na presença do chip Tensor, desenhado pela própria empresa, que engloba CPU e GPU em um único componente, assim como a série “A” da Apple. O processador terá aprendizado de máquina entre os seus elementos de destaque. Entretanto, o Google não revelou qual empresa ficou responsável por fabricar o hardware.

O Google Pixel 6 Pro estará disponível em cores mais sóbrias como preto, cinza e creme. Já o Pixel 6 tradicional virá em cores mais "divertidas", como rosa com vermelho e azul com verde, além do preto básico. O Google não costuma vender os aparelhos Pixel no território brasileiro.

Com informações de Android Authority e The Verge

Mais do TechTudo