Jogos de Esporte

Por Adânia Souza, para o TechTudo


O Pro Evolution Soccer (PES) chega repaginado como eFootball na versão 2022. O lançamento do novo game gratuito da Konami acontece no dia 30 de setembro, um dia antes do FIFA 22. Entre as novidades estão gráficos melhorados, nova mecânica de jogo e a possibilidade de jogar contra usuários de qualquer plataforma, o que vai acontecer em atualizações futuras.

Vale ressaltar que o game será gratuito, mas o título terá alguns modos disponíveis apenas por meio de DLCs pagas. O primeiro pacote, por exemplo, chegou por R$ 198,90 em pré-venda na PlayStation Store. O novo eFootball chega para PlayStation 5 (PS5), PlayStation 4 (PS4), Xbox Series X/S, Xbox One, PC, Android e iPhone (iOS). Confira, a seguir, todos os detalhes das principais inovações do simulador de futebol.

Lionel Messi é a principal estrela das campanhas de divulgação do eFootball 2022 — Foto: Divulgação/Konami

Modos chegando gradualmente ao jogo

A transformação de um jogo de lançamento anual para um modelo gratuito altera a natureza do produto, que deve estar em constante evolução. Por isso, a primeira versão do eFootball será mais básica, como se fosse uma demo, segundo a Konami. A desenvolvedora japonesa afirmou ainda que o game será construído conforme a experiência e o feedback dos jogadores. O roadmap do eFootball indica três grandes janelas de lançamentos e atualizações em 2021/2022:

  • 30 de setembro, lançamento oficial do game: o jogador poderá disputar partidas amistosas com nove equipes e enfrentar rivais de consoles de diferentes gerações: PS4 contra PS5; Xbox One contra Xbox Series;
  • Entre outubro e dezembro: estreia das ligas online, do myClub e do Match Pass. O download para PC será liberado, assim como o primeiro nível de cross-platform: PlayStation vs PC vs Xbox;
  • Entre dezembro e março: início dos torneios de esports, introdução do suporte a controles nas versões mobile, com a cross-platform abrangendo usuários de dispositivos móveis.

Cronograma do efootball apresenta três períodos de lançamentos — Foto: Divulgação/Konami

Cross-platform

A primeira versão do eFootball permite embates apenas entre jogadores de consoles de diferentes gerações, mas as duas atualizações seguintes prometem cross-platform, algo inédito na franquia. O primeiro upgrade permitirá a donos de PlayStation e Xbox jogar entre si e também contra jogadores de PC. Já o segundo vai incluir usuários de dispositivos móveis, seja Android ou iPhone (iOS).

A Konami garante uma gameplay de mesmo nível para todos, mas os duelos entre usuários de console e mobile vai exigir o uso de um controle no celular ou tablet.

Atualizações do eFootball permitirão duelos entre usuários de console, mobile e PC — Foto: Divulgação/Konami

Times e estádios brasileiros

A primeira versão do eFootball, programada para 30 de setembro, inclui apenas nove times licenciados: os brasileiros Corinthians, Flamengo e São Paulo, os ingleses Arsenal e Manchester United, a italiana Juventus, o espanhol Barcelona, o alemão Bayern de Munique e o argentino River Plate. No entanto, o tímido grupo deve ser ampliado em um futuro próximo, já que a Konami tem parceria com diversas outras equipes.

Flamengo é um dos clubes parceiros do PES 2021 e aparecerá logo na primeira versão do eFootball 2022 — Foto: Divulgação/Konami

A lista de clubes brasileiros parceiros do PES 2021 conta também com Atlético Mineiro, Internacional, Santos e Vasco. Como nenhum desses times firmou contrato de exclusividade com a EA para o FIFA, a tendência é que eles sejam adicionados ao eFootball em breve.

Estádios brasileiros licenciados em PES 2021

Estádio Clube
Arena do Grêmio Grêmio
Allianz Parque Palmeiras
Beira-Rio Internacional
Estádio Cícero Pompeu de Toledo (Morumbi) São Paulo
Estádio São Januário Vasco
Estádio Urbano Caldeira (Vila Belmiro) Santos
Maracanã Flamengo e Fluminense
Mineirão Atlético-MG e Cruzeiro
Neo Química Arena Corinthians

O PES 2021 detém também acordo com as Séries A (exceto o Palmeiras) e B do Brasileirão, além de uma lista com nove estádios nacionais. Até agora, o eFootball conta com apenas seis arenas confirmadas, sendo uma genérica e cinco localizadas no continente europeu.

A reinvenção do myClub

O antigo modo myClub do PES aparece no eFootball como Creative Team e equivale ao FIFA Ultimate Team do principal rival no mercado. O conceito permite ao jogador montar o time ideal contratando atletas e técnicos, assim como ganhar moedas virtuais e recompensas ao completar desafios (semanais e de temporada) que servirão para fortalecer ainda mais a equipe. O Creative Team está previsto para chegar ao eFootball na primeira grande atualização, enquanto os programas de objetivos ainda não tiveram data de lançamento divulgada. O game conta com três tipos de moedas:

  • eFootball Coins (moedas): pode ser usada para comprar jogadores, passes e outros itens;
  • GP: exclusiva para contratar atletas e técnicos;
  • eFootball Points (pontos): o resgate permite a contratação de atletas e a compra de itens.

eFootball terá duas moedas e uma escala de pontuação — Foto: Divulgação/Konami

Match Pass

O passe de batalha do eFootball recebe o nome de Match Pass e a previsão de lançamento é entre outubro e dezembro. O cumprimento de objetivos a cada partida disputada dão ao jogador a oportunidade de ganhar recompensas, como contratos com atletas, por exemplo. O game também contará com o Advantage Match Pass, disponível para compra com eFootball Coins, e que dá acesso a uma gama maior e melhor de itens.

A Konami ainda não deixou claro quais vantagens os conteúdos pagos (ou DLC) darão aos jogadores. O game contém cinco tipos de partidas, mas apenas três delas dão pontos ou recompensas:

  • Online Quick Match: jogos casuais que possibilitam uso de jogadores com contrato expirado;
  • Online Match Lobby: sala online que permite convite para duelos um contra um e habilita uso de jogadores com contrato expirado;
  • Tour Event: duelos contra a Inteligência Artificial que rendem pontos;
  • Challenge Event: batalhas contra outros jogadores que oferecem recompensas quando os objetivos são cumpridos;
  • eFootball Creative League: duele com a equipe desenvolvida no Creative Teams e acumule pontos para subir de divisões. As recompensas são baseadas nas performances de cada round (10 jogos) e na colocação do time ao final de cada fase da liga.

Match Pass do eFootball se assemelha ao passe de batalha de outros títulos — Foto: Divulgação/Konami

Tipos de jogadores e contratos

Os atletas são divididos em quatro categorias: Trending, Standard, Featured e Legendary. O primeiro é o único que não permite treinamento, personalização e nem evolução dos atributos com o passar do tempo. Os status de tais jogadores são baseados em desempenho de alto nível obtido em um curto espaço de tempo.

Ao assinar um jogador Trending, você terá à disposição alguém cuja perfomance está no auge. Para contratá-lo é necessário ter um Nominating Contract, que deve ficar disponível como uma recompensa.

Jogadores do tipo Trending e Standard, respectivamente, são os modos mais simples do eFootball — Foto: Divulgação/Konami

O Standard é baseado no rendimento da temporada. Tais jogadores podem ser desenvolvidos e estarão disponíveis para compra utilizando eFootball Coins, GP e Chance Deal. O Featured apresenta dinâmica parecida, mas é exclusivo para uma pequena parcela de jogadores e sua contratação não pode ser feita com GP, e sim eFootball Points.

Por fim, o tipo Legendary contempla jogadores com temporadas espetaculares e engloba ex-atletas. As modalidades de compra desse formato são: eFootball Coins, Chance Deal e eFootball Points. Vale lembrar que apenas as aquisições realizadas com eFootball Coins são aleatórias, ou seja, não permitem escolher um jogador específico.

Os tipos Featured e Legendary, respectivamente, elevam o nível dos times e a nostalgia no eFootball — Foto: Divulgação/Konami

Os contratos com cada jogador duram 365 dias. Os atletas não serão removidos passado um ano, mas deixam de evoluir após o vencimento do prazo e ficam indisponíveis em alguns modos de jogo. O eFootball ainda permite a extensão do acordo por mais 60 dias, através do Contract Renewal.

Nova engine gráfica

A Konami trocou o motor gráfico de desenvolvimento em meados de 2020: saiu a FOX Engine e entrou a Unreal Engine, desenvolvida pela Epic Games. O primeiro lançamento do eFootball provavelmente trará a Unreal Engine 4, utilizada em jogos como Fortnite, mas a chegada da UE5 ao game de futebol não deve demorar muito. O motor é desenvolvido para consoles da nova geração, mas será compatível também com PS4, Xbox One e PC. O motor renovado promete gráficos com nível de cinema ao usar duas novas tecnologias principais: Lumite e Nanite.

A Lumite lida com a iluminação dinâmica e reage imediatamente às mudanças de cena e luz. A experiência de jogar em um estádio durante o dia será completamente diferente de uma partida à noite, além de cada arena oferecer seus próprios efeitos de iluminação. Já a Nanite trabalha com geometria, permitindo alto detalhamento nos polígonos do game.

Prévia da Unreal Engine 5 mostra gráficos de alta resolução, que devem chegar ao eFootball em breve — Foto: Divulgação/Unreal Engine

Segundo a Konami, a troca da engine gráfica também foi essencial para permitir um bom funcionamento do cross-platform funcione mesmo com as diferenças nos gráficos e processadores entre os consoles ou aparelhos. Além disso, aumenta as possibilidades de uso do corpo e da bola para cada jogador em campo.

Duelos 1 vs 1

O eFootball foi pensado para elevar a experiência do jogador nos embates 1 contra 1 com o uso da tecnologia Motion Matching, que avalia o movimento, a força e a direção do corpo do avatar, além de aumentar o controle da bola. Para melhorar os duelos, a Konami fez uma consultoria com o meia Andrés Iniesta e o zagueiro Gerard Piqué para aprender mais sobre como cada jogador reage durante tais momentos e poder, assim, recriá-los dentro do game.

Um dos focos no eFootball foi melhorar a experiência no um contra um — Foto: Divulgação/Konami

Além disso, jogadores de alto poder físico ganham vantagem em campo, mas o sistema de marcação de faltas também foi revisto para evitar o uso excessivo de força. O game apresenta ainda jogadas especializadas, que estarão disponíveis a partir de futuras atualizações, como cruzamentos longos, mas esses recursos exigem mais tempo e o jogador deverá criar espaço antes de realizá-los.

A nova câmera Duel é outra novidade: ela aciona o zoom no 1 contra 1 e proporciona um panorama de curta distância para visualizar melhor os embates.

Com informações de Game Rant, Konami (1, 2 e 3), Real Sport 101, Tech Radar, Tom's Guide, Twitter (1 e 2) e YouTube.

Mais do TechTudo