Campeonatos

Por Victor de Abreu, para o TechTudo


A RED Canids venceu a Rensga Esports, neste sábado (4), e se sagrou campeã do 2º split do Campeonato Brasileiro de League of Legends (CBLOL) 2021. O duelo, realizado em uma série cinco partidas (MD5), foi bastante dominado pela Matilha, que soube responder bem ao estilo de jogo proposto pelos Cowboys. A Rensga ainda se surpreendeu ao conquistar uma vitória com certa tranquilidade no terceiro jogo, mas a RED seguiu superior e fechou a série em um convincente 3-1 para levar seu segundo título de CBLOL.

Com o resultado, a RED leva para casa a premiação de R$ 70 mil e também fica com a vaga brasileira para o Mundial de LoL 2021, que acontecerá na Europa e em uma data que ainda será revelada pela Riot Games. Confira, a seguir, os destaques da série que decidiu o título desta etapa da competição.

RED Canids vence a Rensga na final, fica com o bicampeonato e vai representar o Brasil no mundial de League of Legends — Foto: Divulgação/Riot Games (Bruno Alvares)

Jogo 1 - Vitória da RED Canids

A Rensga Esports chegou para o primeiro jogo com uma proposta focada no early game, onde eles buscariam manter uma postura mais agressiva logo nos primeiros minutos para criar rapidamente uma boa vantagem em cima de seus adversários. No entanto, a RED soube responder a essa agressividade e frustrou completamente a estratégia dos Cowboys. A maioria dos abates ficaram nas mãos de Gabriel "Aegis" Lemos (Viego) e Daniel "Grevthar" Ferreira (Akali), que ditaram o ritmo da partida e garantiram a vantagem de sua equipe fazendo boas movimentações pelo mapa.

O confronto foi decidido aos 24 minutos, quando a RED abateu Park "Croc" Jong-hoon (Diana) e Yan "Damage" Neves (Braum) e abriu o espaço para a execução de um Barão com tranquilidade. Três minutos depois, a Matilha invadiu a base da Rensga e, contando com um belo double kill de Guilherme "Guigo" Ruiz (Gwen) em uma situação 1x3, derrubou o nexus para sair na frente nesta melhor de cinco partidas (MD5).

Jogo 2 - Vitória da RED Canids

O segundo duelo da série foi ainda mais unilateral. A RED teve a mesma competência para punir a ofensividade da Rensga. Novamente, a equipe buscou abates e uma boa vantagem de ouro logo nos primeiros minutos. O único momento em que a Rensga realmente surpreendeu a Matilha foi aos 15 minutos de jogo, quando os Cowboys conseguiram sobreviver em uma luta 4x5. A equipe não saiu no prejuízo graças à boa jogada de Thiago "Kiari" Luiz (Kennen), mesmo na desvantagem de recursos.

Infelizmente para a Rensga, esse foi o único bom momento do time no jogo. Logo, aos 19 minutos, a RED fez bom uso do arauto na rota do meio, levou a torre e também o caçador Park "Croc" Jong-hoon (Viego). Assim, a RED fez o Barão e ainda puniu a tentativa de roubo dos Cowboys. A partir desse momento, o domínio absoluto foi da Matilha, que apenas administrou sua vantagem com tranquilidade até chegar à sua segunda vitória.

Jogo 3 - Vitória da Rensga Esports

No terceiro jogo, a Rensga finalmente acordou. Logo no começo, Matheus "Trigo" Trigo (Ezreal) e Yan "Damage" Neves (Leona) puniram bem a agressividade de Alexandre "TitaN" Lima (Tristana) e Gabriel "JoJo" Dzelme (Braum) para ficar com dois abates. Depois, aos seis minutos, uma luta muito longa na rota superior parecia terminar com vantagem para a RED, mas Park "Croc" Jong-hoon (Lee Sin) e Cha "Yuri" Hee-min (Jayce) foram buscar três abates para manter a Rensga na vantagem.

A RED reagiu aos 15 minutos, quando neutralizou dois jogadores da Rensga e diminuiu a desvantagem. Porém, a recuperação não aconteceu, os Cowboys mantiveram seus pés no chão, seguiram a dominar o confronto e garantiram seu primeiro Barão da série aos 21 minutos. Instantes depois, a Rensga puniu uma jogada muito atrapalhada da RED para fazer o ace, assegurar sua primeira vitória e ganhar fôlego na série.

Jogo 4 - Vitória da RED Canids

O quarto jogo da série encerrou a sequência de confrontos unilaterais. Embora os Cowboys tivessem se animado com sua primeira vitória, a RED conseguiu se impor melhor no confronto e não deixou a Rensga se afastar tanto na vantagem de ouro como no jogo anterior. A partida, antes equilibrada, tomou novos rumos aos 17 minutos, em uma luta que ocorreu na rota superior. Gabriel "Aegis" Lemos (Diana) estava muito forte no momento e foi capaz de abrir uma enorme janela para Guilherme "Guigo" Ruiz (Viego) brilhar, fazer o triple kill e garantir um ace.

A Matilha aproveitou a vantagem para dominar o mapa e fez seu Barão aos 24 minutos após realizar um pickoff em cima de Matheus "Trigo" Trigo (Varus). Com o buff e a superioridade no ouro, a RED avançou para a base da Rensga, levou dois inibidores e optou pelo recuo como forma de segurança. O avanço final ocorreu aos 28 minutos. A RED, sem dificuldades, derrubou os jogadores da Rensga, destruiu as estruturas restantes e confirmou seu título no CBLOL 2021.

Rensga luta, ameaça uma recuperação, mas não consegue sobreviver ao quarto jogo e fica com o vice — Foto: Divulgação/CBLOL

Veja, na tabela abaixo, como ficou a classificação da segunda etapa do CBLOL 2021 e a premiação recebida por cada equipe:

CBLOL 2021 (2° Split) - Classificação Final

Colocação Equipe Premiação Vaga
RED Canids R$ 70 mil Mundial de LoL 2021
Rensga Esports R$ 40 mil -
3°-4° paiN Gaming e Vorax Liberty R$ 25 mil -
5°-6° LOUD e Flamengo Esports R$ 12,5 mil -
KaBuM! e-Sports R$ 7,5 mil -
INTZ R$ 7,5 mil -
Netshoes Miners R$ 5 mil -
10° FURIA Esports R$ 5 mil -

Com informações de LoL Esports e Liquipedia

League of Legends; confira o nosso guia completo para iniciantes

League of Legends; confira o nosso guia completo para iniciantes

Mais do TechTudo