Placas

Por Vitória Bernardes, para o TechTudo


GPU e CPU são unidades de processamento para computadores e notebooks. Embora trabalhem juntas para melhorar o desempenho de uma máquina, elas exercem funções diferentes. São chamadas também de placa de vídeo e processador, respectivamente, e contam com alguns modelos no mercado, como a GTX 1660 da Nvidia ou Core i5 da Intel, para citar um exemplo de cada.

Existe também outro termo, a APU. Ela basicamente faz a união da GPU e CPU e substitui as duas unidades de processamento em uma máquina. No entanto, o desempenho esperado não é o mesmo, já que todas as funções ficam concentradas em um único chip. A seguir, confira as perguntas e respostas que o TechTudo levantou sobre o tema.

O que é GPU?

Computadores mais avançados possuem processador de última geração e placa de vídeo dedicada — Foto: Reprodução/Dell

Vale a pena comprar PC gamer usado? Participe da conversa no Fórum TechTudo

GPU é um processador com menos núcleos, mas que trabalha de maneira dedicada a atividades de vídeo dentro do computador. A sigla remete ao nome Unidade de Processamento Gráfico e sua função é processar as informações gráficas de uma máquina. Ela também diminui a sobrecarga da CPU e melhora a troca de dados entre as duas peças.

Para quem gosta de jogos ou usa programas pesados para edição de vídeos, é importante investir em uma GPU dedicada para a máquina. Além de melhorar o desempenho gráfico, ela também tem a própria memória RAM, sem usar o armazenamento volátil da CPU.

O que é CPU?

CPU trabalha com todos os comandos do computador e pode ter a ajuda de uma GPU — Foto: Divulgação/Acer

CPU é um processador com mais núcleos, que funciona como o cérebro do computador ou do notebook. Ele é responsável pela execução de comandos básicos, como abrir o navegador, rodar um programa específico ou até mesmo carregar o sistema operacional. Todas as funções executadas pela memória RAM da máquina passam pela CPU.

Como se trata do cérebro do computador, os chips precisam suportar a quantidade de funções executadas. Quanto mais chips o aparelho oferece, melhor é o desempenho da CPU. É possível encontrar processadores até octa-core, mas que são um pouco mais caros no mercado brasileiro.

O que é GPU integrada?

Alguns modelos de Core i3 tem placa de vídeo integrada — Foto: Divulgação/Intel

A GPU não precisa estar necessariamente separada da CPU. Para baratear custos, algumas empresas fabricam apenas o processador, sem colocar uma placa de vídeo dedicada. Isso permite que a máquina, para desempenho gráfico, consuma a mesma memória RAM que as demais funções do computador.

Embora a GPU integrada seja uma opção para redução nos preços, a qualidade do aparelho cai um pouco. Nem todos os jogos rodam em máquinas que não possuem placa de vídeo dedicada e alguns programas de edição ficam menos fluidos, com travamentos.

Para quem está em busca de montar um PC gamer ou trabalha com programas de edição pesados, é importante investir em uma boa GPU. Usar apenas a CPU para as duas funções pode deixar a sua máquina lenta e com pouca desenvoltura.

Para que serve a APU?

AMD lança APUs destinadas para PCs baratos — Foto: Divulgação/AMD

APU é a Unidade de Processamento Acelerado. É uma tecnologia recente, que substitui a CPU e a GPU convencional. A intenção é colocar a atividade dessas duas peças em um único chip, que ocupa menos espaço. Além de diminuir o tamanho desses dois itens dentro da máquina, reduz custos na hora de comprar um novo computador ou notebook.

Basicamente, ela funciona como um processamento combinado, com troca de dados mais rápida e maior. Porém, mesmo que a APU tenha sido desenvolvida para acelerar o processamento, o desempenho não é o mesmo de uma CPU e uma GPU que trabalham juntas. Esse chip único pode entregar aparelhos mais baratos, mas a desenvoltura não é tão eficaz.

Como equilibrar a GPU e a CPU?

É importante equilibrar as características das CPUs e GPUs para que a máquina entregue alto desempenho — Foto: Divulgação/Intel

GPU e CPU precisam estar equilibradas para entregar ótimo desempenho em um computador. De nada adianta comprar uma placa de vídeo top de linha se o processador é básico e não sustenta os outros comandos da máquina. É importante colocar na balança o que é mais importante naquele momento e colocar peças com desempenhos parecidos.

Por exemplo, para um computador equipado com Core i3 de sétima geração da Intel, não vale a pena colocar uma placa de vídeo super potente, como a GeForce RTX 2080 da Nvidia. A desenvoltura das duas peças é totalmente diferente e não vai entregar bons resultados. Por isso, procure equipar a sua máquina com peças semelhantes, do mesmo nível.

Em qual vale a pena investir?

Computadores com GPU são indicados para quem busca configurações mais avançadas — Foto: Divulgação/Logitech

Tanto a GPU como a CPU são importantes para o computador. O investimento condiz com a situação atual da sua máquina e quais funções ela desempenha no dia a dia. Para o público gamer, é importante ter uma placa de vídeo dedicada que suporte os jogos de preferência. Porém, é preciso ter uma CPU intermediária para equilibrar todos os comandos.

Para montar um computador do zero é necessário investir nas duas peças. Optar somente pela CPU é uma vantagem apenas para quem está em busca de serviços básicos, como usar o Word e navegar pela Internet. É uma maneira também de economizar, sem o gasto com a GPU.

O investimento vai depender do tipo de uso do computador. Para quem quer jogar ou trabalhar com programas pesados na máquina, deve-se investir na placa de vídeo e no processador. Quem está em busca de funções básicas pode ficar apenas com a CPU.

Veja também: unboxing do poderoso Dell XPS 13

Unboxing do Novo Dell XPS 13: o notebook de nível profissional

Unboxing do Novo Dell XPS 13: o notebook de nível profissional

Mais do TechTudo