Celulares

Por Filipe Garrett, para o TechTudo

Reprodução/ Apple

O iPhone 13 Pro Max tornou-se o mais potente celular já criado pela Apple. Com preço de R$ 10.499 no Brasil, o aparelho traz melhorias em relação ao iPhone 12 Pro Max, como o notch menor, a tela de 120 Hz e a bateria mais duradoura. No entanto, o que chama mesmo a atenção é o recorde de armazenamento: ele chega a 1 TB, o maior espaço para dados de todos os tempos na linha da maçã.

É muito espaço para consumidores exigentes que precisem salvar muitos arquivos. O novo Pro Max está disponível nas cores grafite, prata, dourado e azul-sierra. São os mesmos tons do iPhone 12 Pro Max, lançado em 2020 por R$ 10.999, mas que pode ser adquirido por R$ 8.400 na Amazon. Nas linhas a seguir, saiba o que muda na nova geração.

Tela e design

Novo iPhone 13 Pro Max mantem design parecido com o modelo anterior — Foto: Divulgação/Apple

A maior novidade em relação à tela no iPhone 13 Pro Max diz respeito à capacidade do painel OLED atualizar a 120 Hz de forma adaptativa de acordo com o contexto do que o usuário faz (velocidade maior para games e mais lenta para outros usos, por exemplo). De resto, os dados técnicos são bem parecidos entre as duas gerações do iPhone: a tela segue em 6,7 polegadas com resolução de 2778 x 1284 pixels.

O design tem uma mudança pontual na comparação com a geração passada: o notch no topo da tela ficou 20% menor, atualizando o aspecto do iPhone com a pegada mais minimalista, comum em rivais com Android. Nas cores também, apenas mudanças sutis de tonalidade, já que o 13 Pro Max aparece em azul-sierra, dourado, prata e grafite – mesmas opções da edição 2020.

O celular da Apple segue com certificação IP68 para resistir a submersão de até 30 minutos e 6 metros de água. Ele chega com acabamento que mistura alumínio e painéis revestidos pelo Ceramic Shield, tecnologia da Apple que rivaliza com o Gorilla Glass.

Câmeras

As duas gerações do celular da Apple usam câmeras de 12 MP; sistema tem mais funções no 13 Pro Max — Foto: Divulgação/Apple

O conjunto fotográfico do iPhone 13 Pro Max é também parecido com o que vem no modelo anterior. Para começar, o sistema segue dividido em um trio de sensores de 12 MP com reforço de uma quarta câmera tipo LiDAR, usada para medir distância de diferentes planos na hora de capturar fotos, coletar informações importantes para uso no modo retrato e em aplicações de realidade aumentada.

O novo smartphone oferece câmera principal com abertura focal de f/1.5; câmera ultra wide com f/2.8; e câmera teleobjetiva com f/1.8. No iPhone 13 Pro Max, há suporte a um modo macro de fotografia, permitindo que o usuário fotografe objetos próximos da lente (a Apple fala em até 2,5 cm) – essa capacidade inexiste no iPhone 12 Pro Max, além de uma lente teleobjetiva mais longa (f/1.8 contra f/2.2 do modelo anterior), ideal para zoom ótico maior.

Todas as câmeras do iPhone 13 Pro Max operam com suporte a modo noturno, algo que deve ampliar a sensibilidade do sensor em condições mais limitadas de luminosidade.

Modo cinema no iPhone 13 — Foto: Divulgação/Apple

Outra novidade da nova geração é o modo cinematográfico, na gravação de vídeo, em que o iPhone usa um sistema de alternância de foco entre diferentes planos num mesmo quadro, similar ao que ocorre no cinema, quando o foco da câmera passa de um ator próximo à lente para um mais distante de maneira natural.

Até o fim do ano, os novos iPhones ganham a capacidade de capturar vídeo no formato ProRes.

Não há mudanças na câmera frontal: as duas gerações do iPhone usam sensores de 12 MP.

Desempenho

Os novos iPhones estreiam processador A15 Bionic, que vem com um perfil similar ao A14 Bionic: são seis núcleos de processamento de dados divididos em dois de alta performance – usados pelo celular em tarefas mais exigentes – e outros quatro de menor desempenho, usados em atividades que são menos pesadas, economizando assim bateria.

Novo processador representa performance e maior eficiência ao modelo 2021 — Foto: Divulgação/Apple

Segundo a Apple, o novo A15 Bionic ganha reforço também na porção do processador destinada a encarar cálculos relacionados ao processamento de inteligência artificial: nas estimativas da marca, os novos 16 núcleos neurais devem se mostrar interessantes em apps que tiram proveito de funções do tipo e até na duração de bateria, já que a IA acaba contribuindo para a otimização do consumo de energia.

A Apple não divulga dados oficiais sobre quantidade de memória RAM. No caso do iPhone 12 Pro Max, mais antigo no mercado, sabe-se de forma extraoficial que o telefone dispõe de 6 GB. Já no armazenamento, a grande novidade é que o Pro Max 13 tem opção de 1 TB de capacidade máxima, além de versões com 128 GB, 256 GB e 512 GB, tal qual na geração passada.

Bateria

iPhone 12: cinco coisas que você precisa saber sobre o lançamento

iPhone 12: cinco coisas que você precisa saber sobre o lançamento

A Apple afirma que a bateria do novo iPhone 13 Pro Max é maior do que a encontrada no modelo da geração anterior. Isso, somado com ganhos de eficiência do novo design, rendem à nova geração uma perspectiva de autonomia que alcança 2,5 horas a mais do que o iPhone 12 Pro Max. A fabricante não deu detalhes sobre o cálculo deste número. Considerando a oferta de tela de 120 Hz, que representa um consumo maior, os ganhos são expressivos.

Mantendo a política dos modelos 2020, a Apple introduz os novos iPhones 13 no mercado sem carregador na caixa. Os aparelhos suportam recarga rápida e sem fio, mas o consumidor precisa comprar o acessório separadamente.

Sistema operacional e recursos

Geração 2021 sai da caixa com o iOS 15 à bordo — Foto: Divulgação/Apple

O novo iPhone sai de fábrica com iOS 15 instalado, enquanto o modelo anterior tem acesso à versão mais recente do sistema por meio de atualização gratuita. A Apple costuma oferecer atualizações por no mínimo cinco anos, um indicativo da longevidade dos aparelhos.

O telefone vem com reconhecimento facial Face ID e conta com a conexão Lightning. Já nas redes sem fio, os dois aparelhos oferecem Bluetooth de quinta geração e Wi-Fi 6 (802.11ax), suporte a redes 5G, NFC e localização em tempo real por GPS e similares.

Preço

Os preços do iPhone 13 Pro Max no mercado brasileiro já foram confirmados pela Apple. O celular será vendido por R$ 10.499 (128 GB), R$ 11.499 (256 GB), R$ 13.499 (512 GB) e R$ 15.499 para a inédita versão de 1 TB. A fabricante não divulgou a data das vendas até a publicação deste texto.

Já o iPhone 12 Pro Max desembarcou no mercado nacional por valores entre R$ 10.999 e R$ 13.999. A Apple removeu o iPhone 12 Pro e iPhone 12 Pro Max da loja oficial, mas é possível encontrar a safra de 2020 na Amazon por R$ 8.400 (128 GB), R$ 8.965 (256 GB) ou R$ 10.780 (512 GB).

iPhone 13 Pro Max vs iPhone 12 Pro Max

Especificações iPhone 13 Pro Max iPhone 12 Pro Max
Lançamento Setembro de 2021 Setembro de 2020
Preço de lançamento R$ 10.499 R$ 10.999
Preço atual R$ 10.499 R$ 8.400
Tela 6,7 polegadas 6,7 polegadas
Resolução de tela 2778 x 1284 pixels 2778 x 1284 pixels
Processador A15 Bionic A14 Bionic
Memória RAM não informado 6 GB
Armazenamento 128 GB / 256 GB / 512 GB / 1 TB 128 / 256 / 512 GB
Cartão de memória sem suporte sem suporte
Câmera traseira tripla, 12 MP + sensor LiDAR tripla, 12 MP + sensor LiDAR
Câmera frontal 12 MP 12 MP
Sistema operacional iOS 15 iOS 14
Bateria não informado não informado
Dimensões e peso 160,8 x 78,1 x 7,7 mm; 240 gramas 160,8 x 78,1 x 7,4 mm; 226 gramas
Cores grafite, prata, dourado e azul claro grafite, prata, dourado e azul claro

Com informações de Apple

6 fatos sobre o iPhone 13! Preços, novidades e tudo que você precisa saber!

6 fatos sobre o iPhone 13! Preços, novidades e tudo que você precisa saber!

Nota de transparência: Amazon e TechTudo mantêm uma parceria comercial. Ao clicar no link da loja, o TechTudo pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação. Os preços mencionados podem sofrer variação e a disponibilidade dos produtos está sujeita aos estoques.

Mais do TechTudo