Celulares

Por Filipe Garrett, para o TechTudo

Divulgação/Motorola

O Moto G30 é mais uma aposta da Motorola para atrair consumidores em busca do celular intermediário perfeito. Com quatro câmeras, incluindo sensor de 64 MP, o aparelho também traz tela de 90 Hz e bateria para dois dias. Por outro lado, não permite pagamento por aproximação e repete um design pouco atraente, que lembra modelos mais simples. A seguir, conheça os prós e contras da ficha técnica do G30.

O smartphone desembarcou no Brasil em março de 2021 nas cores Dark Prisma (cinza) e White Lilac (rosa) pelo preço sugerido de R$ 1.899. Passados seis meses, o Moto G30 está à venda na Amazon por R$ 1.289, uma queda de R$ 610.

Sistema de câmeras é um dos destaques do Moto G30 — Foto: Divulgação/Motorola

PONTOS POSITIVOS

1. Quatro câmeras e sensor de 64 MP

Traseira do Moto G30 — Foto: Motorola / Reprodução

O Moto G30 é bem servido no quesito fotografia: na traseira são quatro câmeras que se dividem entre principal de 64 MP, ultra wide de 8 MP, macro de 2 MP e sensor de profundidade também com 2 MP. O combo possibilita, respectivamente, fotos com enquadramento normal, imagens com ângulos mais abertos, capturas detalhadas de objetos ou composições com o modo retrato, que desfoca o fundo.

Além disso, o celular da Motorola oferece Visão Noturna para fotografias com promessa de resultados aprimorados, além de câmera lenta em filmagens. Talvez a única ressalva seja a ausência de suporte a gravações de vídeo em 4K.

2. Tela de 90 Hz

Tela de 90 Hz é um destaque para quem curte games — Foto: Divulgação/Motorola

Embora seja um smartphone mais acessível, o G30 tem como um dos diferenciais a oferta de uma tela que atualiza 90 vezes por segundo (90 Hz), fugindo do padrão de 60 Hz que ainda domina o mercado de celulares básicos e intermediários.

A tela de alta velocidade tem como grande benefício o fato de realizar o processo de atualização de imagens a uma velocidade muito maior, o que resulta em efeitos e transições mais suaves na interface gráfica. Se associada a games que suportam FPS (quadros por segundo) mais elevados, os benefícios ficam ainda mais aparentes, já que o game passa a ser executado de forma mais fluida.

É importante considerar a resolução HD+, tecnologia inferior aos atuais apdrões mercado. Assim, dependendo do que você valoriza na hora de utilizar o celular, é possível que o sacrifício em definição seja mais perceptível do que o benefício da alta velocidade da tela.

3. Muita memória

MicroSD de 1 TB da SanDIsk é uma das opções disponíveis no mercado. — Foto: Reprodução

Alta capacidade de armazenamento é, atualmente, um dos quesitos mais relevantes na decisão de compra do consumidor brasileiro, de acordo com pesquisa da consultoria de mercado GfK. O Moto G30 sai de fábrica com 128 GB (descontados os Gigas usados pelo sistema, claro) e é compatível com cartão microSD de até 1 TB.

4. Bateria

Moto G30 tem bateria de 5.000 mAh e suporte para recarga rápida — Foto: Divulgação/Motorola

O Moto G30 tem bateria de 5.000 mAh que promete autonomia de até dois dias longe das tomadas. De acordo com a fabricante, a carga suporta 18 horas de reprodução de vídeos, 159 horas de música ou 16 horas de navegação na web. Para recarga, a Motorola disponibiliza na caixa o carregador rápido TurboPower de 20 Watts de potência.

PONTOS NEGATIVOS

1. Sem NFC

Falta do NFC impede pagamentos por aproximação com o Moto G30. — Foto: Reprodução/Motorola

NFC é a tecnologia de transmissão de dados de curto alcance que possibilita pagamentos por aproximação. O recurso está em alta, mas o Moto G30 não possui o possui, o que impede os usuários de usarem o telefone como um cartão para realizar pagamento apenas aproximando o smartphone das maquininhas usadas em estabelecimentos comerciais.

2. Wi-Fi antigo

O padrão de internet sem fio Wi-Fi 5 (802.11 ac) é o mais popular da atualidade e está presente no Moto G30. O modelo não é compatível, porém, com o Wi-Fi 6 (802.11 ax), que aos poucos vai ganhando espaço por ser mais moderno, com velocidades mais altas e latência menor.

Consumidores devem estar cientes desta característica ao decidir a compra de um aparelho que provavelmente os acompanhará pelos próximos três ou quatro anos.

3. Visual antigo

Design emprestado de irmãos mais baratos dá ao G30 aspecto de produto mais barato — Foto: Divulgação/Motorola

O smartphone da Motorola tem credenciais para disputar espaço no mercado de intermediários graças ao diferencial da tela de 90 Hz e ao sistema de câmera versátil, mas acaba comprometendo na hora do design: ele reaproveita desenho e acabamento de modelos mais baratos da marca, de modo a perder apelo e passar o ar de produto simples demais.

Outro ponto que pode desagradar é o estilo em si do celular: longe das bordas reduzidas que são comuns em modelos mais recentes, o G30 tem contornos mais pronunciados no entorno da tela.

4. Dual SIM limitado

Quem precisa usar duas linhas telefônicas ao mesmo tempo terá de abrir mão do armazenamento extra via cartão microSD. Esta é uma limitação da bandeja Dual SIM presente no modelo da Motorola. Por outro lado, quem faz questão de muitos gigabytes para guardar arquivos e instalar apps mais pesados terá de sacrificar a capacidade de usar um segundo chip de telefonia. Em outras palavras, o cliente precisa escolher: mais armazenamento ou uma segunda linha.

Moto G30

Especificações Moto G30
Lançamento Março de 2021
Preço de lançamento R$ 1.899
Preço atual a partir de R$ 1.289
Tela 6,5 polegadas
Resolução de tela HD+ (1600 X 720 pixels)
Processador Snapdragon 662, octa-core de 2,1 GHz
Memória RAM 4 GB
Armazenamento 128 GB
Cartão de memória microSD de até 1 TB
Câmera principal quadrupla, 64, 8, 2 e 2 MP
Câmera frontal 13 MP
Sistema operacional Android 11
Bateria 5.000 mAh
Dimensões e peso 165,3 x 75,8 x 9,2 mm; 200 gramas
Cores preto ou lilás

Com informações da Motorola

Moto G9 Power, smart queridinho da Motorola, vale? Prós e contras

Moto G9 Power, smart queridinho da Motorola, vale? Prós e contras

Nota de transparência: Amazon e TechTudo mantêm uma parceria comercial. Ao clicar no link da loja, o TechTudo pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação. Os preços mencionados podem sofrer variação e a disponibilidade dos produtos está sujeita aos estoques.

Mais do TechTudo