Campeonatos

Por Yuri Hildebrand


A RED Canids foi derrotada pela PEACE nesta quinta-feira (7) e somou seu terceiro revés seguido no Mundial de LOL 2021. Apesar disso, a Matilha conseguiu a vaga para a segunda rodada de confrontos, já que a Infinity perdeu seus quatro jogos no Grupo A. Em formato MD5 (Melhor de cinco), o time volta a enfrentar a PEACE, e a expectativa é por um duelo diferente para avançar no principal torneio de League of Legends.

Segundo Guilherme "Guigo" Ruiz, o problema da RED na partida não foi falta de concentração, mas sim a leveza com que a equipe subiu ao palco do Worlds, arriscando uma play diferente. O TechTudo conversou com o topo brasileiro sobre sua atuação e o desempenho coletivo da RED no último jogo dessa primeira parte do play-In.

Guigo citou leveza 'exagerada' da RED Canids contra a PEACE; times voltam a se enfrentar nas MD5 — Foto: Divulgação/Riot Games

Jogo 'diferente' da RED

O time brasileiro entrou em campo já sabendo da classificação às MD5. Isso porque a Infinity havia acabado de perder seu último jogo contra a LNG, resultado até esperado pelo desempenho das duas equipes. Portanto, a partida foi, basicamente, para "cumprir tabela".

A RED Canids veio diferente para o jogo. Se contra LNG e HLE a Matilha teve um bom early game, inclusive destacado por Alexandre “TitaN” Lima após o segundo dia de jogos, dessa vez o time entrou com ritmo cadenciado, farmando mais, coletando ouro e evitando o combate direto em um primeiro momento. Segundo Guigo, não foi uma questão de nervosismo, e sim "excesso de leveza", já que o time arriscou muito e teve ações pouco usuais.

"Acho que a gente estava sendo um time muito agressivo e procurou muito a luta, sendo que o propósito da nossa Comp não era esse, no early game. Era só passar da fase de rotas, escalar e depois saber escolher as lutas com controle de visão. Foi onde a gente pecou."

Segundo Guigo, RED falhou na hora de escolher as lutas com potencial de vitória — Foto: Divulgação/Riot Games

Para o topo, faltou sabedoria na hora de escolher os combates com maior potencial para a RED. De fato, em muitos momentos a PEACE surpreendeu a equipe brasileira, cercando com qualidade e conseguindo diversos abates. Um exemplo foi quando a Matilha conseguiu o Barão, mas tentou o combate e acabou sofrendo um Ace, liberando o caminho para a vitória dos campeões da Oceania.

O time também concentrou suas ações nas rotas inferior e do meio, e Guigo ficou sozinho em muitos momentos do jogo. Sobre isso, o atleta enxergou mais uma questão individual que um problema de estratégia do time. "É uma questão mais individual minha, mesmo… eu tenho que saber as janelas em que eu posso ser punido e que eu não posso", disse.

Topo não fez um bom jogo contra a PEACE e assumiu a responsabilidade pela dificuldade na rota superior — Foto: Divulgação/Riot Games

PEACE de novo, agora na MD5

A RED Canids volta a enfrentar a PEACE nessa próxima rodada de confrontos da play-in. Como o time brasileiro subiu ao palco do Worlds com uma pegada diferente, fica a dúvida para a postura na MD5. Guigo afirmou que ainda não tem nada definido, e não abriu o jogo quanto à estratégia para o novo duelo contra o time da Oceania.

De qualquer forma, a partida de hoje serviu para a RED entender o que precisa mudar. Sobre isso, o topo falou ao TechTudo que a derrota deixou em evidência os problemas da Matilha. A ideia é que o time consiga melhorar a partir da atuação abaixo do esperado.

"Sem dúvidas (fica o aprendizado). Hoje não mostrou muito sobre o time deles, mas sim sobre o nosso. Bateu muito mais na tecla do que a gente está fazendo de errado do que aquilo que eles estão fazendo de certo."

Para Guigo, jogo de hoje mostrou mais os problemas da RED que as qualidades do adversário — Foto: Divulgação/Riot Games

E se passar?

Considerando uma possível classificação, a Matilha pode pegar alguns dos maiores times e jogadores de League of Legends do mundo. Perguntado sobre quem gostaria de enfrentar, Guigo foi direto na resposta: o francês Adam "Adam" Maanane, topo da Fnatic. O atleta é visto pelo brasileiro como diferenciado, muito pela forma de jogar.

"O estilo dele é muito inusitado para um top laner, o jogo dele é muito diferente se comparado a como outros top laners jogam."

Já entre os times, o jogador destacou a FPX (FunPlus Phoenix): "Também gostaria de enfrentar muito o Noguri, o Doinb e ver como o time deles é contra a gente", completou Guigo. Vale lembrar que a equipe chinesa está no grupo A junto à atual campeã DAMWON Gaming.

Se avançar no Mundial, Guigo gostaria de enfrentar Adam, da Fnatic, além de Noguri e Doinb, da FPX — Foto: Divulgação/Riot Games

A RED Canids enfrenta a PEACE novamente nesta sexta-feira, agora em formato MD5. O vencedor disputa mais uma partida contra a Cloud 9, equipe norte-americana que ficou em segundo no Grupo B. O vencedor dessa semifinal vai à Fase de grupos. O torneio está sendo transmitido nos canais oficiais da Riot Games no YouTube e na Twitch TV.

Mais do TechTudo