Tablets

Por Filipe Garrett, para o TechTudo

Reprodução/Apple

O iPad de nona geração foi anunciado em setembro de 2021 como opção mais básica de tablet da Apple. Equipado com o mesmo processador do iPhone 11, o dispositivo possui tela de 10,2 polegadas e é compatível com o teclado e caneta inteligente. Ele está no radar de consumidores em busca de boas ofertas na Black Friday 2021, segundo lojas online. Nas linhas a seguir, conheça todos os seus detalhes.

O modelo se posiciona como rival de dispositivos Android e até mesmo de alguns notebooks Windows na mesma faixa de preço. Foi anunciado por R$ 3.999 (64 GB + Wi-Fi), mas atualmente sai por R$ 2.954 na Amazon – queda superior a R$ 1.000. Pode ser encontrado nas cores prata ou cinza espacial.

iPad 2021 está disponível em duas opções de cores: prata e cinza espacial — Foto: Divulgação/Apple

Ficha técnica do iPad de 9ª Geração

  • Tamanho da tela: 10,2 polegadas
  • Resolução da tela: 2160 x 1620 pixels
  • Painel da tela: LCD IPS
  • Câmera principal: 8 MP
  • Câmera frontal: 12 MP
  • Sistema: iPadOS 15
  • Processador: A13 Bionic
  • Memória RAM: não informado
  • Armazenamento: 64 GB e 256 GB
  • Cartão de memória: sem suporte
  • Capacidade da bateria: não informado, estimativa de até 10 horas
  • Dual SIM: Dual SIM (nano SIM e eSIM)
  • Peso: 487 gramas (Wi-Fi) ou 498 gramas (com 4G)
  • Cores: prata ou cinza espacial
  • Anúncio: 14 de setembro
  • Lançamento: outubro
  • Preço de lançamento: a partir de R$ 3.999

Tela e design

Com acessórios, iPad pode rivalizar com laptops em performance e versatilidade — Foto: Divulgação/Apple

O iPad de nona geração possui tela LCD IPS de 10,2 polegadas com resolução máxima de 2160 x 1620 pixels. Em aspecto 4:3, o painel tem um jeitão mais quadrado, nas mesmas proporções das antigas TVs de tubo. Do ponto de vista técnico, o painel IPS pode não atingir a mesma qualidade de cor, imagem e contraste intensos dos displays Mini LED dos iPad Pro e OLED dos iPhones.

No design, o iPad tem um jeitão que lembra os iPhones até o modelo 8: as bordas da tela são pronunciadas e há até um botão home físico para controlar o sistema e realizar a biometria por impressão digital. Outro vestígio de designs passados é a oferta de uma saída P2 para fones de ouvido. Produzido em alumínio, o tablet não é oferecido com nenhuma certificação de resistência a líquidos.

Câmera

Tablets não costumam oferecer sistemas de câmeras muito avançados e o iPad de nona geração não foge à regra. Com câmera wide de 8 MP (f/2.4) na superfície traseira, o dispositivo vem equipado com um sensor relativamente modesto, mesmo se comparado a smartphones intermediários.

A câmera possui uma lente com abertura focal baixa e sugere alguma limitação na hora de fotografar em situações com pouca luz. Outro detalhe que pode ser observado é que a resolução baixa, sem câmeras e lentes adicionais, pode render cliques com um nível de definição inferior e mais sujeito a distorções nas fotos.

iPad de nova geração conta com apenas 8 MP na câmera traseira — Foto: Reprodução/ Apple

A relativa simplicidade do sistema fotográfico do iPad também se manifesta em termos de vídeo. Longe do material ProRes disponível no iPhone 13 ou mesmo de gravações de vídeo em 4K, o sensor registra as cenas em Full HD a 60 FPS na melhor qualidade.

câmera frontal do aparelho tem resolução similar à encontrada nos telefones da Apple: a 12 MP. O sensor tem lente para quadros mais abertos, indicada para uso em chamadas por vídeo e teleconferência, o que é um ponto positivo em uma era em que trabalho remoto e a comunicação em vídeo ganharam maior relevância.

Desempenho

Câmera frontal do iPad promete boa qualidade em chamadas com vídeo — Foto: Divulgação/Apple

O iPad de 9ª geração vem equipado com o A13 Bionic, processador que a Apple estreou em 2019, equipando o iPhone 11. É inegável que o chip já não representa a vanguarda no competitivo mercado de semicondutores, mas ainda reserva performance suficiente para superar dispositivos com um Snapdragon 865, por exemplo.

Na prática, o tablet da Apple não terá dificuldade em executar apps de produtividade e entretenimento e, se por um lado não tem o mesmo nível de performance do que o M1 que equipa o iPad Pro, por outro lado ele terá margem suficiente para permitir o uso do tablet como um substituto para um notebook de entrada para quem precisa de algo portátil e eficiente para dar conta de editores de texto, e-mails e navegar pela Internet.

A Apple é sempre reticente no que diz respeito ao total de memória RAM em seus aparelhos. De forma extraoficial, sabe-se que o tablet traz um total de 3 GB. Já no armazenamento, o equipamento vem com 64 GB ou 256 GB para dados – sempre sem acesso a microSD.

Bateria

De acordo com as estimativas da Apple, o iPad tem bateria suficiente para resistir a um dia inteiro de uso. Em estimativas mais diretas, essa autonomia se traduz em até 10 horas ininterruptas para navegação na internet via Wi-Fi. O tablet também permite acesso por meio de redes 4G em versões mais caras.

Ao contrário de iPhones, o iPad vem com carregador na caixa. A unidade tem conexão USB e potência de 20 Watts e se conecta ao tablet por meio de cabo USB-C para Lightning, também incluído na caixa.

Sistema operacional

Novo iPad 2021 — Foto: Reprodução/ Apple

A nova geração do iPad vem com o iPadOS 15 instalado e deve receber atualizações de sistema operacional por até cinco anos. Bastante similar ao iOS, o iPadOS é o sistema da Apple mais adaptado às especificidades do design com tela maior e nível diverso de interatividade que tornam o aparelho mais versátil.

O iPad de nona geração é compatível com a caneta Apple Pencil de primeira geração e também funciona com a Smart Keyboard, uma capinha da Apple que oferece um teclado e touchpad para usar o dispositivo como um laptop.

Na conectividade, há Bluetooth 4.2, Wi-Fi 5 (802.11ac) e suporte a redes 4G no modelo com telefonia móvel. O produto não tem NFC, mas conserva alguns traços que não aparecem mais nos iPhones., como leitor de impressões digitais para biometria e até mesmo saída de fones de ouvido.

Preço e disponibilidade

O novo iPad já se encontra disponível no mercado brasileiro. Na loja oficial da Apple, o produto parte de R$ 3.999 (64 GB) e chega a R$ 5.599 (256 GB). Também é preciso considerar a oferta de conectividade 4G: o modelo com suporte a redes de telefonia não sai por menos de R$ 5.499.

Fora dos domínios da Apple, os preços são mais competitivos. Na Amazon, o gadget parte de valores na casa de R$ 2.954 para a unidade mais simples, com 64 GB de espaço e Wi-Fi .

Com informações de Apple e iFixIt

Nota de transparência: Amazon e TechTudo mantêm uma parceria comercial. Ao clicar no link da loja, o TechTudo pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação. Os preços mencionados podem sofrer variação e a disponibilidade dos produtos está sujeita aos estoques.

Mais do TechTudo