Celulares

Por Larissa Infante, para o TechTudo

Divulgação/Motorola

O Moto G9 Play é um celular intermediário que se destaca pelo bom custo-benefício, em especial por trazer bateria parruda e câmera de até 48 MP na ficha técnica. Contudo, o smartphone Motorola deixa a desejar em quesitos como armazenamento e resolução da tela. Nas linhas a seguir, conheça os prós e contras do telefone que deve figurar entre os mais buscados da Black Friday 2021.

Este Motorola chegou ao país há pouco mais de um ano pelo preço sugerido de R$ 1.599 e hoje sai por R$ 1.148 na Amazon, um desconto de R$ 450. São três opções de cor: azul, verde turquesa e rosa quartzo.

Moto G9 Play: 3 destaques do celular da Motorola

Moto G9 Play: 3 destaques do celular da Motorola

PONTOS POSITIVOS

1. Bom desempenho

A ficha técnica do Moto G9 Play inclui o processador Snapdragon 662, da Qualcomm, com oito núcleos de até 2 GHz de velocidade, e memória RAM de 4 GB. Com arquitetura já antiga, de 11 nanômetros, o chip é de gama média, com foco em Inteligência Artificial (IA), e pode ser encontrado também em outros modelos como o Poco M3, da Xiaomi, e no Moto G30.

Com essas características, o Motorola promete desempenho razoável para as atividades do dia a dia, como uso de redes sociais, acesso à web e jogos mais leves.

Moto G9 Play tem processador Snapdragon 662 — Foto: Divulgação/Motorola

2. Bateria parruda e carregamento turbo

Um dos principais destaques dos aparelhos da Motorola é a bateria parruda e com o Moto G9 Play não é diferente. O smartphone apresenta um componente de 5.000 mAh, o que é suficiente para até dois dias longe das tomadas, de acordo com a fabricante. Isso representa cerca de 83 horas de reprodução ininterrupta de músicas, 16 horas de exibição de vídeos e até 13 horas para navegar na internet.

Bateria do Moto G9 Play tem capacidade de 5.000 mAh — Foto: Divulgação/Motorola

O aparelho vem acompanhado de um carregador TurboPower de 18W e tem entrada USB-C. Isso representa uma vantagem em relação a outros aparelhos da Motorola, que geralmente são acompanhados de acessórios de 15W.

3. Câmera de 48 MP com Night Vision

Outro destaque do smartphone é o conjunto fotográfico. Enquanto o antecessor Moto G8 Play contava com apenas um sensor principal de 13 MP, o Moto G9 Play vem com câmera tripla formada por um sensor de 48 MP (f/1.7), uma lente macro com 2 MP (f/2.2) para registros de perto, e um sensor de profundidade de 2 MP (f/2.4) para fotos com Modo Retrato.

A câmera frontal é de 8 MP (f/2.2). Uma desvantagem é que o aparelho não vem com lente ultra wide, responsável por capturas com ângulos mais abertos. Esta tecnologia costuma fazer sucesso no Brasil.

Moto G9 Playtem câmera tripla de até 48 MP — Foto: Divulgação/Motorola

Outros recursos que marcam presença no telefone são a tecnologia Quad Pixel, que combina quatro pixels em um para capturar mais luz, e o recurso Night Vision (ou visão noturna), que ajuda a melhorar as fotos em ambientes com pouca luz. Com este conjunto, a Motorola promete levar um sistema de câmeras mais potentes para o aparelho intermediário.

PONTOS NEGATIVOS

1. Sem gravação 4K

Moto G9 Play não grava em 4K nem tem suporte à tecnologia NFC — Foto: Reprodução/Rodrigo Fernandes

Apesar do conjunto fotográfico mais avançado em relação a modelos anteriores, o sistema do Moto G9 Play não é capaz de gravar em 4K, resolução cada vez mais presente nos aparelhos recentes. O smartphone da Motorola faz vídeos apenas em Full HD (1080 pixels), na velocidade de 60 frames por segundo, e tem a função slow motion.

2. Ausência de NFC

NFC permite realizar pagamentos por aproximação — Foto: Divulgação/Motorola

O NFC é uma tecnologia de comunicação sem fio. Por meio dele, os smartphones conseguem receber e transmitir dados a um curto alcance, inclusive para pagamentos, um uso que se popularizou no país. Basta aproximar o aparelho das máquinas para realizar a transação, sem a necessidade de usar um cartão de crédito ou débito.

Apesar desse formato estar em alta, o Moto G9 Play não conta com o recurso, o que significa que o telefone não é capaz de pagar por meio de aplicativos como o Googel Pay.

3. Tela apenas HD+

Motorola Moto G9 Play — Foto: Reprodução/Shoptime

O display do Moto G9 Play tem 6,5 polegadas com resolução HD+ (1600 x 720 pixels), uma desvantagem em relação a aparelhos mais modernos, que já trazem tela Full HD+ (2280 x 1080). O conjunto tem ainda densidade de 269 ppi e taxa de atualização de 60 Hz.

Outro ponto negativo é o painel com tecnologia IPS, variante do LCD que deve consumir mais energia do que outras opções, já que tem uma camada de luz que fica sempre acesa.

4. Armazenamento de apenas 64 GB

O microSD é usado para armazenar fotos, vídeos, documentos em smartphones - Foto: Lucas Mendes/TechTudo — Foto: TechTudo

O Moto G9 Play possui armazenamento interno de 64 GB, o que pode ser insuficiente para quem guarda uma grande quantidade de arquivos ou grava vídeos e baixa aplicativos regularmente. Contudo, há a possibilidade de expansão via cartão microSD de até 512 GB.

Nos últimos anos, o padrão para aparelhos intermediários tem sido de 128 GB, o que deixa o G9 Play em desvantagem em relação à concorrência.

Ficha técnica do Moto G9 Play

  • Tela: 6,5 polegadas
  • Resolução: HD+ (1600 x 720 pixels)
  • Processador: Snapdragon 662 (octa-core de até 2 GHz)
  • Memória RAM: 4 GB
  • Armazenamento: 64 GB
  • Cartão de memória: sim, microSD de até 512 GB
  • Câmera principal: tripla, 48, 2 e 2 MP
  • Câmera frontal: 8 MP
  • Sistema operacional: Android 10
  • Bateria: 5.000 mAh
  • Dimensões e peso: 165,2 x 75,7 x 9,2 mm; 200 g
  • Cores: azul, verde turquesa e rosa quartzo
  • Lançamento: setembro de 2020
  • Preço de lançamento: R$ 1.599
  • Preço atual (comércio eletrônico): R$ 1.148

Nota de transparência: Amazon e TechTudo mantêm uma parceria comercial. Ao clicar no link da loja, o TechTudo pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação. Os preços mencionados podem sofrer variação e a disponibilidade dos produtos está sujeita aos estoques.

Mais do TechTudo