Video game

Por Murilo Molina, para o TechTudo


O Nintendo Switch, console de jogos da gigante japonesa, foi lançado em 2017 e ainda é considerado uma opção de compra na Black Friday 2021. Híbrido entre videogame de mesa e portátil, existem dois modelos disponíveis para compra no Brasil: o tradicional, que custa R$ 2.211 na Amazon, e a versão reduzida e simplificada Lite, que custa R$ 1.529. Já o novo Nintendo Switch OLED, equipado com uma tela mais refinada, ainda não chegou ao país. Confira uma lista de prós e contras do console.

Nintendo Switch é bom? Veja prós e contras do console antes de comprar — Foto: Reprodução/Felipe Vinha

Os prós

  • Os exclusivos da Nintendo

Assim como qualquer console exclusivo da Nintendo, o Switch tem como um de seus principais destaques a bibliotecas de títulos exclusivos da empresa japonesa, que não aparecem em consoles de outras marcas, como Sony e Microsoft.

The Legend of Zelda: Breathe of the Wild, Super Mario Odyssey, Animal Crossing: New Horizons, Metroid Dread e Mario Kart 8 Deluxe são só alguns exemplos de games que aparecem entre os mais influentes da geração e podem ser jogados apenas no híbrido na Nintendo.

The Legend of Zelda: Breath of the Wild é um dos exclusivos do Nintendo Switch — Foto: Divulgação/Nintendo

  • Não precisa de TV para jogar

Uma característica que chama a atenção no Switch é a possibilidade de jogar tanto em uma TV grande quanto em sua tela própria, como se fosse um portátil ao melhor estilo Game Boy. O elemento "transformer" do aparelho é inclusive parte da motivação para o seu nome, já que Switch significa "troca".

Além do fator novidade, a função torna a experiência de uso do console muito mais dinâmica e versátil. É possível, por exemplo, iniciar uma partida no modo portátil e então encaixá-lo no dock para ter acesso ao game em uma tela grande. O dispositivo também pode ser interessante para viajantes ou aqueles que têm tempo de sobra entre trechos no transporte coletivo.

  • Versões para todos os bolsos

Apesar dos preços tabelados pouco atrativos no Brasil, já é possível encontrar o console da Nintendo com valores bem mais amigáveis no varejo local. A compra fica ainda mais acessível quando tratamos da versão Lite, que descarta a funcionalidade de ligar o console a uma TV, tornando-o apenas um aparelho portátil.

Para o Switch tradicional (que acompanha os JoyCons e o dock), é bastante comum ofertas na casa dos R$ 2 mil, colocando-o como uma alternativa mais barata que os concorrentes PS5, Xbox Series X e Series S. No caso do Lite, os valores podem chegar à casa dos R$ 1,2 mil, enquanto o modelo OLED ainda não é vendido oficialmente por aqui.

Nintendo Switch Lite é opção simplificada e mais barata do console — Foto: Reprodução/CNET

  • Opções de jogos retrô

Se além de títulos mais recentes você também está em busca dos principais clássicos da Nintendo, o Switch é a pedida certa. Os planos de assinatura Nintendo Online garantem aos jogadores acesso a alguns dos games mais memoráveis do Super Nintendo, NES, Nintendo 64 e Game Boy.

As assinaturas custam a partir de R$ 100 por ano, podendo chegar a R$ 365 pera a versão com o pacote adicional, que dá acesso aos títulos do N64 e do Mega Drive. Além disso, o serviço oferece 50 games de Super Nintendo, que vão de Super Mario World e Mario Kart a Donkey Kong Country e F-Zero.

Os contras

  • Hardware limitado

Quando comparado aos consoles de Sony e Microsoft para a atual geração, o Nintendo Switch é facilmente o menos poderoso entre todas as opções. O híbrido ainda tem seu desempenho afetado por seu formato de tablet, que limita o espaço para o uso de peças mais robustas.

Apesar de não fazer feio rodando seus jogos exclusivos, o console tem quedas de desempenho muito notáveis para títulos multiplataforma, que têm muitas vezes adaptações para torná-los viáveis no aparelho da Nintendo. FIFA 22, The Witcher 3 e GTA Trilogy são alguns exemplos de games que rodam com uma qualidade inferior no dispositivo.

Jogos como FIFA 22 e The Witcher 3 têm versões simplificadas para o Switch — Foto: Divulgação/Nintendo

  • Jogos caros e poucas promoções

Lançado oficialmente no Brasil só em outubro de 2020, mais de três anos depois de seu lançamento oficial, o Switch sempre sofreu com o altíssimo valor dos jogos no território nacional. A pouca oferta de versões físicas faz com que os valores ultrapassem com facilidade a casa dos R$ 350, podendo passar de R$ 400 em diversos casos.

Solução muito popular entre os jogadores de PlayStation e Xbox, os games digitais também são bastante caros no Nintendo Switch e grandes promoções não são frequentes em sua loja. O novo Pokémon Brilliant Diamond/Shining Pearl sai por salgados R$ 299 na Nintendo Shop.

  • O 'drift' nos analógicos

Desde o seu lançamento oficial, em março de 2017, o Nintendo Switch sofre com problemas de drift nas alavancas analógicas dos joycons, seus controles destacáveis. Com o uso, um desgaste na peça faz com que ela se mova sozinha em alguns jogos, fazendo com que personagens, miras ou veículos se desloquem sem que os jogadores sequer toquem nos analógicos.

A Nintendo até disponibiliza um sistema reparo pelas assistências técnicas ou reposição dos controles, que custam R$ 369 pelo par, mas nem mesmo o lançamento de versões atualizadas parece ter resolvido completamente o problema persistente.

JoyCons sofrem com problema crônico nos analógicos — Foto: Divulgação/Nintendo

  • Suporte reduzido de desenvolvedores

Se comparado a seus antecessores, Nintendo Wii e Nintendo WiiU, o Switch tem recebido games de destaque dos desenvolvedores. No entanto, a situação ainda fica longe do ideal quando a comparação é com os rivais Xbox Series e PlayStation 5 (PS5), que seguem como "queridinhos" de empresas como Electronic Arts, Activision e Ubisoft.

Títulos de peso como Call of Duty: Vanguard, Far Cry 6, Battlefield 2042, Resident Evil Village e Cyberpunk 2077 passaram longe do console da Nintendo, que ainda tem problemas para executar jogos mais complexos e pesados.

Com informações de Nintendo

Nintendo Switch: quatro fatos sobre o console para saber antes de comprar

Nintendo Switch: quatro fatos sobre o console para saber antes de comprar

Nota de transparência: Amazon e TechTudo mantêm uma parceria comercial. Ao clicar no link da loja, o TechTudo pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação. Os preços mencionados podem sofrer variação e a disponibilidade dos produtos está sujeita aos estoques.

Mais do TechTudo