Video Game
Publicidade

Por Rafael Monteiro, para o TechTudo


O Steam Deck é um PC gamer portátil da Valve que deve chegar às lojas em dezembro de 2021. O produto tem aparência de console e pode rodar jogos de computador a partir da loja digital Steam em uma tela própria, semelhante ao portátil Nintendo Switch. O aparelho utiliza um processador único baseado na arquitetura do Zen 2 da AM e que também realiza o trabalho de placa de vídeo. O produto, com isso, pode rodar jogos semelhantes aos de PlayStation (PS4) e Xbox One em uma resolução um pouco menor.

O Steam Deck fica disponível em três modelos com preços a partir de US$ 399 (em torno de R$ 2.225, sem impostos) na versão com 64 GB de armazenamento. Vale lembrar que ainda não existe previsão de lançamento do dispositivo no Brasil. O TechTudo separou algumas perguntas e respostas comuns para quem deseja adquirir o produto no futuro. Veja a seguir:

Steam Deck chega ao mercado com proposta simular ao Nintendo Switch — Foto: Divulgação/Valve

Quando vai chegar?

Por enquanto o Steam Deck não tem uma data de lançamento definida. O portátil foi anunciado em julho deste ano e as primeiras unidades do dispositivo foram disponibilizadas em pré-venda. Usuários que reservaram esse lote inicial devem recebê-las ainda em dezembro de 2021. Para reservar o dispositivo era preciso pagar um valor inicial de US$ 5 (em torno de R$ 27), que seria abatido do preço total do aparelho posteriormente, quando o usuário recebeu um convite para concluir sua compra.

Neste primeiro lote apenas usuários de certas regiões do mundo puderam reservar o Steam Deck, como Estados Unidos, Canadá, países da União Europeia e o Reino Unido. Para tal, o comprador precisava possuir uma conta do Steam baseada em uma dessas regiões. O site oficial mencionava que outros locais teriam informações sobre a disponibilidade do Steam Deck "em breve", mas nenhuma nova informação foi revelada desde então.

O Steam Deck foi anunciado em julho desse ano e as primeiras unidades estão prometidas para dezembro — Foto: Reprodução/Steam

É computador ou console?

Apesar do visual de videogame com botões nas laterais, o Steam Deck é, na prática, um computador portátil e roda o sistema operacional SteamOS, da Valve, cuja estrutura tem base em Linux. O usuário pode conectar um teclado e um monitor no aparelho e utilizá-lo como se fosse um computador comum. Sendo um dispositivo completo, será possível instalar outros programas além de jogos.

Segundo a Valve, será até mesmo possível tirar o sistema operacional SteamOS e instalar o Windows para usar o dispositivo como um computador tradicional. A empresa apenas avisa que isso pode afetar a performance do portátil, já que o sistema da Microsoft não foi otimizado para ele. Por isso, é recomendado manter o software original, que promete ser leve e feito para que o Steam Deck tenha a melhor performance possível.

A função principal do Steam Deck é rodar jogos do Steam, mas ele pode realizar também outras tarefas — Foto: Reprodução/The Verge

Só vai rodar jogos do Steam?

A experiência básica do Steam Deck é rodar jogos do Steam de maneira portátil, mas ele não está limitado a isso. O usuário poderá adquirir e baixar jogos por lá, mas também a partir de outras lojas como Epic Games Store e Origin, por exemplo, como faria normalmente em seu computador.

No momento, alguns jogos do Steam não rodam muito bem no Steam Deck. Títulos específicos como PlayerUnknown's Battlegrounds, Apex Legends, Destiny 2, entre outros jogos multiplayer, ainda são incompatíveis devido a programas contra trapaças exigidos para serem jogados. Empresas que trabalham com estes programas, como o BattlEye, já anunciaram que pretendem oferecer soluções específicas voltadas para o aparelho.

Steam Deck será capaz de rodar jogos de qualquer loja, assim como um PC comum — Foto: Reprodução/Polygon

O que esperar em Performance?

As configurações do Steam Deck são relativamente potentes ao considerar seu tamanho e preço. O processador é muito diferente de outros disponíveis no mercado, mas utiliza uma arquitetura semelhante à do PlayStation 5 (PS5) e Xbox Series X/S, apesar de ser bem menos potente. A placa de vídeo do dispositivo deve ser capaz de realizar 1,6 Teraflops de cálculos gráficos, enquanto os consoles de nova geração chegam em 10 TFLOPS.

A performance do Steam Deck está mais próxima de consoles como PS4 e Xbox One, porém com uma resolução de 720p e taxa de quadros de 60 fps. Segundo um teste da GeekWire, o aparelho foi capaz de rodar Doom Eternal a 110 fps e usuários podem esperar por outros jogos considerados pesados que rodam facilmente nele, como Control, Star Wars Jedi: Fallen Order e No Man's Sky.

Vai dar para jogar na TV?

Sim. O Steam Deck contará com saída de vídeo via adaptador USB-C que será vendido separadamente. Por enquanto, ainda há poucos detalhes, mas o site oficial registra que o acessório terá suporte para HDMI 2.0 e DisplayPort 1.4. A Valve não revelou ainda o preço ou se o dock estará disponível no lançamento, mas confirmou que qualquer adaptador USB-C deve conseguir realizar o trabalho.

Uma vez plugado em uma televisão ou monitor, a resolução do Steam Deck não será mais limitada aos 720p do modo portátil: o aparelho promete alcançar até mesmo resoluções 4K. No entanto, este aumento de resolução depende do quão exigente será o game em questão, pois isso pode prejudicar sua performance, assim como acontece em jogos de computador.

O Steam Deck poderá ser conectado a uma TV ou monitor através de uma doca USB-C vendida separadamente — Foto: Reprodução/Dot Esports

É melhor que o Switch?

O Steam Deck é bem mais potente que o Nintendo Switch da Nintendo, mas, apesar da semelhança física entre os aparelhos, eles possuem objetivos bem diferentes. Lançado em 2017, o Nintendo Switch já tem hardware um pouco defasado em relação ao Steam Deck, mas continua a ser bem aproveitado por ser padronizado. No entanto, mesmo uma ótima conversão de Doom Eternal para o Switch roda a apenas 30 fps.

Normalmente, em computadores os jogos sempre visam novas configurações mais potentes e apenas usuários que atualizam seus PCs com frequência usufruem de todos os recursos visuais dos games. Os títulos lançados na Steam também não são feitos especificamente para o Steam Deck, ou seja, as vantagens em ter um computador de mão talvez não sejam as mesmas de um desktop tradicional.

O Steam Deck é capaz de rodar muitos jogos que não estão disponíveis no Nintendo Switch, como Star Wars Jedi: Fallen Order — Foto: Reprodução/The Verge

Apesar de rodar bem a maioria dos jogos do Steam, o "console" possui alguns problemas simples, como texto e HUD (informações na tela como pontos de vida ou munição) que não foram projetados especificamente para serem exibidos em um display pequeno. Segundo a Valve, haverá uma função de zoom no aparelho para ajudar nesses casos.

Modelos e Preços

O Steam Deck estará disponível em três modelos praticamente iguais em matéria de hardware, mas com diferentes tamanhos de armazenamento. O modelo mais barato, com 64 GB, custa US$ 399 (por volta de R$ 2.225, sem impostos), seguido pelo de 256 GB a US$ 529 (aproximadamente R$ 2.950) e a versão de 512 GB, vendida por US$ 649 (R$ 3.620).

Os modelos de 256 GB e 512 GB são idênticos, com diferença apenas na capacidade de armazenamento. A versão de 64 GB é a que mais distingue das demais, pois utiliza memória eMMC ao invés de NVMe como os outros modelos, o que deve levar a uma pequena diferença de performance. O modelo de 64 GB também não inclui um case para guardar e transportar o Steam Deck.

Há pouca diferença entre os três modelos do Steam Deck além de seu armazenamento — Foto: Reprodução/The Verge

MELHORES LANÇAMENTOS DE JOGOS DE TIRO EM 2021!

MELHORES LANÇAMENTOS DE JOGOS DE TIRO EM 2021!

Mais do TechTudo