Por Rafael Monteiro, para o TechTudo


O PlayStation 4 Pro (PS4) e o Xbox Series S são consoles interessantes para quem quer comprar um videogame novo na Black Friday 2021. O modelo da Sony oferece a melhor experiência possível para fãs do PS4, porém tem um preço elevado no mercado nacional, em torno de R$ 4.449. Já a opção da Microsoft é mais barata e pode ser encontrada por R$ 2.469, sendo uma alternativa menos potente que o Xbox Series X. O TechTudo produziu um comparativo para ajudar a escolher qual é o melhor produto baseado no seu perfil como jogador.

PS4 Pro é versão turbinada do console da Sony; veja se vale investir nele ou pegar o novo Xbox Series S — Foto: Victor Teixeira/TechTudo

Design

O visual do PlayStation 4 Pro é praticamente o mesmo de um PlayStation 4 padrão, mas um pouco maior e mais alto. O corpo do console também é divido em 3 partes, enquanto o PS4 comum e o Slim são divididos em 2, o que facilita de identificá-lo visualmente.

O Xbox Series S tem um design mais simples, basicamente uma caixa branca com um círculo preto no meio para ventilação. Apesar de ter sido alvo de algumas piadas, o modelo tem design elegante, além de pequeno e eficiente, sendo fácil de integrar à decoração. Uma grande diferença entre os dois é que o Xbox Series S não possui leitor de disco, é 100% digital.

Alguns anos separam o lançamento do PS4 Pro e do Xbox Series S. O console da Sony, que é maior e passa uma imagem de ser mais poderoso, na verdade, é de uma geração anterior em comparação ao da Microsoft. Já o Xbox Series S mesmo em seu diminuto tamanho consegue oferecer muito mais potência. Enquanto o PS4 Pro é grande e pesado, com dimensões de 327 x 295 x 55 mm e 3,3 kg, o Xbox Series S mede 275 x 151 x 63,5 mm e tem 1,93 kg.

Especificações

O Xbox Series S traz especificações superiores ao PS4 Pro por ser de uma nova geração, mas não é projetado para altas resoluções — Foto: Divulgação/Microsoft

Tecnicamente o Xbox Series S é bem mais avançado que o PS4 Pro por fazer parte de uma nova geração com o Xbox Series X. Já o rival tem como intenção oferecer a melhor experiência possível da linha anterior. Apesar de o Xbox Series S ser uma versão mais barata e menos potente que o Xbox Series X, ainda está bem à frente da opção da Sony.

O processador do PS4 Pro, um AMD Jaguar, funciona a uma frequência de 2,1 GHz, enquanto o Xbox Series S vem com processador próprio baseado na arquitetura AMD Zen 2, rodando a 3,8 GHz. Nas placas de vídeo, a GPU do PS4 Pro é uma Radeon com 36 unidades de processamento a 911 MHz, capaz de executar 4,2 teraflops de cálculos. Já o rival da geração atual é uma versão própria baseada na AMD RDNA 2 com 20 unidades a 1,56 GHz, com capacidade de 4 TFLOPs.

Usuários podem estranhar que a GPU do Xbox Series S tem uma capacidade inferior à do PS4 Pro ou mesmo à do Xbox One X. No entanto, eles foram projetados para rodar com resolução Ultra HD e precisam de placa de vídeo mais potente. Já o console de entrada da Microsoft é pensado para funcionar em 1440p e oferece ainda suporte à tecnologia de iluminação Ray Tracing, que ainda não aparecia na geração passada. Usuários que desejarem jogar os games do Xbox Series S em 4K podem optar pelo Xbox Series X, capaz de 12,15 teraflops.

Opções de armazenamento

Devido ao armazenamento do Xbox Series S ser um SSD com velocidade especial o custo para expandir sua capacidade é alto — Foto: Reprodução/Xbox Wire

O PS4 Pro oferece mais espaço para os seus jogos, enquanto o Xbox Series S tem melhor qualidade com o SSD. Os modelos padrão de PS4 Pro trazem 1 TB de armazenamento, e ainda há no mercado modelos com 2 TB, mais caros. Outra possibilidade é expandir a memória interna com um HD externo.

Já o Xbox Series S traz apenas 512 GB de armazenamento, o que não é muito para o padrão dos games atuais que exigem instalações e jogos digitais que precisam ser baixados (algo que pode mudar com os avanços recentes do Xbox Cloud Gaming). Em compensação, trata-se de um SSD, muito mais veloz para loadings, porém mais caro para expansão.

A Microsoft irá lançar placas de expansão de 512 GB, 1 TB e 2 TB em parceria com a Seagate. Os componentes exclusivos para Xbox Series X/S chegam "em breve" na opção menor por US$ 139,99 (em torno de R$ 780, sem impostos), enquanto a de 2 TB custará o mesmo que um PS4 Pro, US$ 399,99 (por volta de R$ 2.233, sem impostos). É possível usar um HD externo comum, mas apenas para armazenamento externo, ou seja, os jogos precisarão ser movidos para a memória interna do console antes de serem executados de qualquer forma.

Recursos

O PlayStation 4 Pro é projetado para exibir imagens em 4K, enquanto o Xbox Series S é voltado para 1440p — Foto: Divulgação/Sony

Em matéria de alta resolução, o PlayStation 4 Pro é o console com mais recursos, sendo capaz de exibir jogos do PlayStation 4 em resoluções de até 4K e a uma taxa de quadros de até 60 fps (em alguns games é preciso escolher entre o Ultra HD ou a taxa de quadros maior). Nos títulos que não foram especificamente otimizados para o console, ele utiliza um "Boost Mode" que melhora a performance de maneira geral.

O Xbox Series S roda em uma resolução menor, focado em atingir 1440p, mas consegue executar alguns dos seus games em até 120 fps para atingir um grande nível de fluidez. Apesar de não ser projetado para 4K, o Xbox Series S pode fazer "upscaling", que redimensiona a imagem para telas maiores, com um resultado um pouco aquém em relação à imagem gerada nativamente em Ultra HD.

O console da Microsoft é também retrocompatível com a biblioteca do Xbox One, Xbox 360 e Xbox original, com um modo "Xbox FPS Boost" semelhante ao do PS4 Pro para melhorar games das gerações anteriores, inclusive do Xbox One. Em breve, o Xbox Series S também receberá suporte ao Xbox Cloud Gaming para rodar jogar direto da nuvem para assinantes do Xbox Game Pass Ultimate.

Preços

O Xbox Series X é um ótimo investimento para jogadores que queiram entrar na nova geração, enquanto o PS4 Pro é uma boa opção para aproveitar uma coleção de games já existente — Foto: Divulgação/Microsoft

Quanto ao preço, não há dúvidas de que o Xbox Series S é o melhor negócio para usuários que querem jogar sem se preocupar muito. O console da Microsoft oferece valor de R$ 2.649 e permite que entrar na nova geração de consoles, mesmo que sem a resolução 4K – a perda não deve ser tão sentida. Para entusiastas da tecnologia que tenham TV com suporte ao Ultra HD, o Xbox Series X por R$ 4.349 ou mesmo o PlayStation 5 (PS5) por R$ 4.499 podem ser investimentos melhores.

Já o PlayStation 4 Pro, por ser uma "versão de luxo" do PlayStation 4 comum, é bem mais caro e pode ser encontrado hoje nas lojas por preços em torno de R$ 4.449, um investimento que não faz muito sentido quando os consoles da nova geração já estão disponíveis. Para fãs da Sony que não tenham a intenção de adquirir um Xbox, no entanto, o PS4 Pro pode ser interessante para dar sobrevida aos jogos de PS4 por mais uns anos. Vale lembrar ainda que a Sony enfrenta problemas em repor os estoques do PS5 nas lojas, sendo difícil encontrar o modelo no comércio nacional.

Ficha técnica

PS4 Pro vs Xbox Series S

PlayStation 4 Pro Xbox Series S
Data de lançamento: 10 de novembro, 2016 10 de novembro, 2020
Preço: R$ 4.449 R$ 2.649
CPU: AMD Jaguar a 2,1 GHz AMD Zen 2 personalizado a 3,8 GHz
GPU: Radeon de 36 UCs a 911 MHz AMD RDNA 2 personalizado de 20 UCs a 1,56 GHz
Performance computacional: 4,2 teraflops 4 teraflops
Armazenamento: 1 TB a 2 TB 512 GB
Memória RAM: 8 GB GDDR5 10 GB GDDR6
Leitor de discos: Blu-Ray Não possui
Portas e interface: 3x USB 3.1, 1x Gigabit Ethernet, 1x PS Camera, saída Optical Audio, HDMI 2.0 3x USB Tipo-A, 1x Gigabit Ethernet, 1x Xbox Radio, HDMI 2.1
Dimensões e peso: 327 x 295 x 55 mm; 3,3 kg 275 x 151 x 63,5 mm; 1,93 kg

Com informações de NDTV Gadgets, Technical City, Android Central, Forbes, The Verge (1 e 2), Games Radar, Xbox Wire (1 e 2), Windows Central

Conheça os vencedores do prêmio melhores do ano TechTudo 2021!

Conheça os vencedores do prêmio melhores do ano TechTudo 2021!

Nota de transparência: Amazon e TechTudo mantêm uma parceria comercial. Ao clicar no link da loja, o TechTudo pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação. Os preços mencionados podem sofrer variação e a disponibilidade dos produtos está sujeita aos estoques.

Mais do TechTudo