Celulares

Por Isabele Scavassa, para o TechTudo

Divulgação/Realme

O Realme 7 foi lançado em janeiro de 2020. Passados alguns meses, a ficha técnica do celular intermediário continua chamando a atenção pela tela com taxa de atualização de 90 Hz, câmera quádrupla com lentes de até 64 MP e generosa bateria de 5000 mAh. Confira, a seguir, todos os detalhes do smartphone.

Além da promessa de até dois dias de duração da bateria, o Realme 7 traz também 128 GB disponíveis para armazenamento de dados. O telefone desembarcou no Brasil por valores que partiram de R$ 2.299.

Realme 7 foi enviado à Anatel para homologação — Foto: Divulgação/Realme

Ficha técnica do Realme 7

  • Tamanho da tela: 6,5 polegadas
  • Resolução da tela: Full HD+ (2400 x 1080 pixels)
  • Painel da tela: LCD
  • Câmera principal: quádrupla, 64, 8, 2 e 2 MP
  • Câmera frontal (selfie): 16 MP
  • Sistema: Android 10
  • Processador: Helio G95
  • Memória RAM: 8 GB
  • Armazenamento (memória interna): 128 GB
  • Cartão de memória: sim, microSD de até 256 GB
  • Capacidade da bateria: 5.000 mAh
  • Dual SIM: sim
  • Peso: 196 gramas
  • Cores: azul e prata
  • Anúncio: janeiro de 2021
  • Preço de lançamento: R$ 2.299

Tela e design

A tela de 6,5 polegadas do Realme 7 exibe imagens em Full HD+ (2400 x 1080 pixels) e o painel utilizado é do tipo LCD. Tal tecnologia está defasada em relação a outras mais modernas, como LED e OLED e, por isso, pode fazer com que o smartphone consuma mais energia.

Apesar disso, a tela do aparelho conta com a taxa de atualização de 90 Hz, número que confere maior fluidez na transição de imagens. Deste modo, ele sai na frente de grande parte dos demais telefones intermediários ofertados do mercado, que costumam contar com apenas 60 Hz.

Painel de 90 Hz confere maior fluidez na transição de imagens do Realme 7 — Foto: Divulgação/Realme

Já no quesito design, o Realme 7 traz um painel com poucas bordas e um furo na parte superior para abrigar a câmera de selfies. A traseira, por sua vez, tem um acabamento em plástico espelhado que abriga as lentes em uma organização vertical. Vale ressaltar que o leitor de impressão digital fica na lateral da estrutura, acoplado no botão usado para ligar e desligar o celular.

Diferente da parte de trás, a tela do telefone conta com maior resistência contra riscos e arranhões, conferida pelo Corning Gorilla Glass. Por outro lado, o aparelho não oferece resistência à água e poeira. As cores disponíveis são azul e prata, ambas com acabamento espelhado.

Câmera

A Realme aposta na câmera quádrupla com sensores de até 64 MP para o seu modelo intermediário, que se organizam da seguinte forma:

  • Câmera principal: 64 MP e abertura de f/1.8
  • Câmera ultra wide: 8 MP e abertura de f/2.3
  • Câmera de profundidade: 2 MP e abertura de f/2.4
  • Câmera macro: 2 MP e abertura de f/2.4
  • Câmera frontal: 16 MP e abertura de f/2.1

Câmera do Realme 7 traz lentes de até 64 MP — Foto: Divulgação/Realme

Além do sensor principal de generosos 64 MP, a câmera quádrupla conta também com uma lente ultra wide de 8 MP – para registrar imagens com ângulos mais aberto – e outra macro com 2 MP, com o objetivo de fazer fotografias de perto, garantindo a qualidade dos detalhes. Já o recurso de desfoque no fundo das fotos é proporcionado pelo sensor de profundidade, que também conta com 2 MP.

Além dos variados sensores, o aparelho também traz modo noturno - chamado pela Realme de modo estrelado – que proporciona fotos com maior qualidade em locais com pouca iluminação. Outros recursos do módulo fotográfico são a câmera frontal de 16 MP de resolução e a gravação de vídeos em até 4K, com estabilizador de imagem.

Desempenho e armazenamento

A ficha técnica do Realme 7 inclui armazenamento de 128 GB, espaço significativo para dados quando comparado com os 64 GB que costumam acompanhar os telefones intermediários. Entretanto, para os consumidores que buscam por uma memória ainda maior, é possível expandir esse componente via cartão microSD de até 256 GB.

Realme 7 tem suporte para cartão microSD — Foto: Divulgação/Realme

As especificações também mencionam o processador Helio G95 entre os componentes do Realme 7. Esse chipset é um octa-core da MediaTek que opera com velocidade de até 2,05 GHz e promete bom desempenho em jogos. Para ajudar no desempenho das tarefas, o telefone também oferece uma memória RAM de 8 GB, única opção disponibilizada pela Realme.

Bateria

A bateria utilizada para alimentar o smartphone conta com uma capacidade de 5.000 mAh. Isso deve proporcionar até dois dias de uso moderado longe das tomadas ou, ainda, 15 horas de reprodução de vídeos e até nove horas ininterruptas de jogos, além de de 80 horas de música.

Quanto à recarga, vale dizer que ela usa um carregador com 30 W de potência para repor a bateria. Os testes realizados pela Realme apontam que o Dart Charge, dispositivo disponibilizado pela fabricante, consegue carregar 50% do total em até 26 minutos.

Versão do Android

O Realme 7 sai de fábrica com o Android 10, mas conta com previsão de update para o Android 11. Isso permite que o celular tenha acesso a ferramentas otimizadas de privacidade de dados e uma área repaginada de notificação, que passam a contemplar formatos de bolha. A interface utilizada é a Realme UI, baseada no Android 10.

Recursos extras

Os recursos do smartphone incluem Bluetooth 5.0 e NFC, tecnologia que permite o pagamento por aproximação sem a necessidade de um cartão por perto. Ainda sobre conexão, é possível destacar que o Realme 7 traz rede Wi-Fi de 5 GHz, mas fica devendo internet 5G, uma vez que opera com LTE.

NFC permite pagamento por aproximação no Realme 7 — Foto: Divulgação/Realme

Na estrutura, o telefone traz porta P2 para fones de ouvido, característica extinta em modelos como o Galaxy S20 FE, por exemplo. Outra entrada que acompanha o acabamento do telefone é a USB-C, destinada para o carregador.

Preço

O Realme 7 chega ao Brasil em janeiro deste ano pelas cifras sugeridas de R$ 2.299. A poucos meses de completar um ano no país, o telefone já registra valores mais em conta desde o lançamento.

Em abril, a fabricante chinesa inseriu no mercado brasileiro a versão Realme 7 5G que, como o nome sugere, traz a internet de quinta geração. Com ficha técnica superior à versão original, o aparelho chegou ao mercado por R$ 2.599, mas já aparece por R$ 1.999.

A Realme

A Realme atingiu a marca de 100 milhões de clientes no mundo inteiro em agosto deste ano. O objetivo da fabricante era alcançar esse número até o final de 2021, ou seja, está adiantada. A empresa já tinha anunciado a conquista de 70 milhões de clientes em março, enquanto a venda total de smartphones chegou à casa de 42 milhões no ano passado.

Desses 100 milhões de usuários, pelo menos metade está na Índia. A marca, que nasceu como uma subsidiária da Oppo, foi lançada em agosto de 2018 e começou a se expandir globalmente há poucos anos. No Brasil, a Realme chegou de forma oficial em dezembro de 2020 para disputar com gigantes como Samsung e Motorola.

Com informações da Realme

Mais do TechTudo