Publicidade

Por Rafael Monteiro, para o TechTudo


Resident Evil Village, Forza Horizon 5 e Ghost of Tsushima: Director's Cut são alguns exemplos de games com belíssimos gráficos lançados em 2021. Isso acontece em um momento de chegada dos novos consoles como o PlayStation 5 (PS5), Xbox Series X e Xbox Series S. Com eles, novas tecnologias, como Ray Tracing e armazenamento SSD, puderam fazer com que os visuais dos jogos fossem aprimorados. Nos próximos anos os videogames podem atingir um novo patamar gráfico, como na demonstração de The Matrix Awakens. Confira alguns dos jogos com melhores gráficos de 2021.

Forza Horizon 5 é a continuação da franquia de corrida que se passa no México e traz gráficos para admirar enquanto joga — Foto: Divulgação/Microsoft

Resident Evil Village - 7 de maio - PS5, XBSX/S, PS4, XB, PC

O oitavo game da série Resident Evil manteve as principais mudanças do sétimo jogo, como o mesmo estilo de jogabilidade em primeira pessoa, no entanto agora mais voltado para a ação. O enredo mostra o protagonista Ethan Winters, apresentado em Resident Evil 7, tentando resgatar a sua filha. Tudo isso começa quando Chris Redfield, herói da franquia que havia salvado Ethan no final do game anterior, aparece de surpresa em sua casa e mata sua esposa, Mia Winters, com uma rajada de tiros.

Resident Evil Village trouxe belos visuais tanto em ambientes internos quanto externos — Foto: Divulgação/Capcom

Resident Evil 7 já possuía gráficos bem impressionantes, porém quase sempre limitados a áreas internas na casa da família Baker. Resident Evil Village eleva os visuais com novas partes externas, como uma vila, e áreas internas ainda mais complexas, como um castelo. Isso tudo com gráficos impecáveis e iluminação impressionante por Ray Tracing.

Forza Horizon 5 - 9 de novembro - XBSX/S, XB, PC

O game de corrida Forza Horizon 5 segue a tradição da série ao colocar jogadores no papel de um piloto de corrida novato que precisa fazer seu nome em meio a um festival repleto de oportunidades e disputas, desta vez no México. Há muito o que se apreciar nos visuais, que o jogador pode parar e admirar ou apenas ver de relance enquanto corre a altas velocidades.

Forza Horizon 5 não traz apenas beleza, mas uma grande rirqueza de biomas, climas, estações e mais — Foto: Divulgação/Microsoft

Há beleza na topografia representada por fotos de satélite no grande mundo aberto. Vale destacar ainda a riqueza visual natural dos diferentes biomas presentes no game como vilas, florestas, praias e até um vulcão. Por fim, efeitos como chuvas torrenciais, tempestades de areia e a mudança das estações do ano também chamam a atenção. Em matérias de gráficos, não há um game com maior variedade que Forza Horizon 5.

Ghost of Tsushima: Director's Cut - 20 de agosto - PS5

Neste jogo de ação usuários controlam Jin Sakai, um samurai que enfrenta um dilema moral ao tentar defender seu lar, a ilha de Tsushima, de uma invasão Mongol. Para superar seus inimigos, jogadores podem usar táticas desonradas e se tornarem o "Fantasma de Tsushima", mas suas ações terão um preço.

Ghost of Tsushima: Versão do Diretor melhora visuais que já eram alguns dos mais belos do PS4 — Foto: Reprodução/PlayStation Blog

Visualmente, o jogo já era belíssimo no PlayStation 4 (PS4) devido à direção artística, que conta com áreas que exalam poesia visual, como campos floridos ou florestas onde apenas poucos raios de luz conseguem adentrar. A Versão do Diretor no PlayStation 5 adiciona opções extras para melhorar os gráficos, como resolução 4K e taxa de quadros a 60 FPS.

Far Cry 6 - 7 de outubro - PS5, XBSX/S, PS4, XB, PC

O mais novo game de tiro da franquia Far Cry leva jogadores para a ilha fictícia de Yara, um local inspirado em Cuba e nas ilhas caribenhas dos anos 50. Lá, usuários precisarão erguer uma revolução e utilizar táticas de guerrilha para derrubar o ditador Antón Castillo, interpretado pelo ator Giancarlo Esposito de O Mandaloriano e Breaking Bad.

Far Cry 6 se destaca quando sai um pouco de suas florestas e explora as áreas mais urbanas — Foto: Divulgação/Ubisoft

Visualmente, os games da série Far Cry já não vêm apresentando tantas surpresas. A representação de florestas em mundo aberto se manteve impecável, com uma boa vegetação convincente, mas seu visual não impressiona inicialmente. O ponto onde Far Cry 6 realmente se destaca é quando a aventura se aproxima da cidade, em suas áreas urbanas, com visuais realistas que trazem uma ótima ambientação, diferente de outros jogos da série.

Call of Duty: Vanguard - 5 de novembro - PS5, XBSX/S, PS4, XB, PC

Entre os jogos de tiro em primeira pessoa, Call of Duty é o que mais investe em aprimoramentos gráficos, com personagens e cenários cada vez mais realistas a cada game. Isso o torna uma ótima forma de demonstração de poder dos novos consoles. Na história, o game segue um grupo de soldados de elite na Segunda Guerra Mundial que tentam impedir um plano secreto das forças inimigas que pode virar o rumo da guerra.

No mais recente capítulo da série, Call of Duty: Vanguard, jogadores podem ver atores perfeitamente digitalizados — Foto: Reprodução/Activision

O primeiro ponto onde Vanguard se sobressai é em seus personagens principais e coadjuvantes, sempre muito bem digitalizados e com animações naturais. Em matéria de representação de seres humanos, a série Call of Duty parece estar no ápice dos games. A evolução constante da franquia garante que esta é uma das melhores e mais realistas representações da Segunda Guerra Mundial que jogadores encontrarão atualmente enquanto invadem as ruas de Berlim para derrubar as forças do Eixo.

O primeiro game da franquia para o PlayStation 5 manteve o estilo de ação e aventura dos títulos anteriores, com tiroteios, elementos de plataformas e exploração, mas com alguns toques extra-dimensionais. Na história, Dr. Nefarious consegue criar uma arma capaz de cruzar realidades alternativas e, ao invés de enfrentar Ratchet & Clank, apenas procura por uma dimensão onde já dominou o mundo. Para vencer o vilão, os dois terão a ajuda de uma nova personagem dessa dimensão, Rivet, uma Lombax assim como Ratchet.

Apesar de parecer simples, os visuais de Rachet & Clank: Rift Apart contam com uma grande quantidade de objetos ao fundo — Foto: Divulgação/Sony

Diferente de outros jogos da lista com gráficos voltados para o realismo, Ratchet & Clank: Em Uma Outra Dimensão (Rift Apart) traz um visual caricaturado, mas que ainda impressiona tecnicamente. Além de apresentar muitos detalhes em personagens e cenários no primeiro plano, os ambientes são extremamente ricos em detalhes, como naves voadoras e mais. A arma capaz de mudar dimensões também cria efeitos impressionantes, com mudanças imediatas do mundo ao redor, às vezes em sequências de ação, graças ao novo carregamento de dados por SSD do PS5.

Final Fantasy 7 Remake Intergrade - 10 de junho - PS5

O remake do clássico RPG Final Fantasy 7 adiciona uma pitada de ação ao sistema de batalha do game. O título reconta ainda a história das primeiras horas do jogo original com mais detalhes, quando Cloud, Barret, Tifa e os outros membros do grupo Avalanche explodem o reator Mako de Midgar. Além de aprofundar certas partes da história, com trechos inéditos, o remake também traz diferenças em relação ao original.

Final Fantasy 7 Remake Intergrade traz os belos gráficos do PS4 atualizados com uma camada extra de efeitos visuais — Foto: Divulgação/Square Enix

O estilo visual de Final Fantasy 7 Remake é bastante característico da produtora Square Enix, que consegue atingir um alto nível de fidelidade mesmo que seus personagens não sejam extremamente realistas. Eles possuem pele e cabelo convincentes, os cenários têm vastos horizontes que parecem vivos e durante os combates há uma grande quantidade de efeitos como faíscas de espada, magia e mais. No PS5 o game recebe suporte a resolução 4K e várias pequenas melhorias que o tornam seu visual ainda mais impressionante.

Hitman 3 - 20 de janeiro - PS5, XBSX/S, PS4, XB, PC

O terceiro game de Hitman encerrou a saga atual do Agente 47 ao colocá-lo para eliminar os perigosos membros da Providence, uma organização criminosa do submundo. O jogo é tecnicamente de ação, mas confia bastante em elementos stealth, já que não basta chegar e atirar em seus alvos. É preciso estudar todo o ambiente, observar suas rotinas, reações e como usar isso tudo para eliminá-los de maneira eficiente.

Em Hitman 3 os cenários são extremamente detalhados, principalmente em iluminação e personagens que fazem a fase parecer viva — Foto: Divulgação/IO Interactive

O game foi desenvolvido pela IO Interactive e apresenta cenários variados, ricos em detalhes e com um alto nível de realismo, especialmente com sua iluminação excepcional em alguns momentos e nos personagens que os tornam vivos. Um fator curioso é que Hitman 3 permite melhorar os visuais das missões de Hitman 2 ao jogá-las através da base do novo game.

Returnal - 30 de abril - PS5

Um dos jogos inesperados na lista de melhores gráficos, em Returnal usuários seguem a história de Selene Vassos, uma astronauta que sofre um acidente em um mundo alienígena. Jogadores ficam presos em um looping de tempo com Selene, onde seu progresso volta a zero a cada morte e o mundo se altera cada vez que ela retorna. A jogabilidade é de tiro em terceira pessoa, com tiroteios frenéticos que lembram o game Resogun do estúdio e elementos de RPG.

Returnal impressiona bastante com sua atmosfera alienígena produzida por um pequeno estúdio — Foto: Divulgação/Sony

O visual de Returnal apresenta uma ambientação acima do comum, com um mundo que realmente parece alienígena e possui várias faces diferentes conforme o momento do looping onde o jogador está. O que mais impressiona no game é que o estúdio por trás dele, a Housemarque, era uma produtora independente sem um histórico de gráficos impressionantes, até lançar Returnal.

Battlefield 2042 - 19 de novembro - PS5, XBSX/S, PS4, XB, PC

Em algumas ocasiões a série Call of Duty e Battlefield disputam por qual terá os visuais mais realistas em determinado ano. No entanto, em 2021 a série da Electronic Arts parece ter focado mais na experiência dos usuários em multiplayer, mesmo que pouco realista. O jogo de tiro em primeira pessoa não possui uma história, mas há uma certa ambientação. Basicamente em um futuro próximo de 2042, os recursos se tornaram tão escassos que exércitos lutam pela dominação do pouco que sobrou.

Battlefield 2042 ainda traz gráficos impressionantes, porém seu foco se voltou para o modo multiplayer do jogo — Foto: Divulgação/Electronic Arts

O lançamento de Battlefield 2042 foi um pouco conturbado, com problemas de performance na versão PC, mas o jogo ainda tem belos visuais mesmo com os problemas de jogabilidade. Os mapas são extensos e possuem grandes estruturas, as quais por sua vez podem ser destruídas através do Levolution para criar caos e mais espetáculo visual. Há também belos fenômenos climáticos que podem aparecer no meio da partida, como um tornado.

Mais do TechTudo