Celular
Publicidade

Por Pedro Cardoso, para o TechTudo

Reprodução/GizChina

O design e a ficha técnica do Xiaomi 12 ainda não foram confirmados, mas o novo celular premium já teve mais de 200 mil reservas antecipadas na China em apenas 24 horas de pré-venda. O lançamento do smartphone está programado para o dia 28 de dezembro, quando os futuros compradores e os demais fãs da marca serão informados de todos os detalhes do dispositivo.

A princípio, no evento da próxima semana devem aparecer apenas o Xiaomi 12 e a versão Pro do modelo. Segundo rumores, são esperadas somente para 2022 as variantes 12X – com tela menor e processador inferior – e 12 Ultra – a mais potente.

Xiaomi 12 deve ser lançado com módulo de câmera centralizado — Foto: Reprodução/Lets Go Digital

A Xiaomi já garantiu que ambos os smartphones – 12 e 12 Pro – virão com o processador Snapdragon 8 Gen 1 da Qualcomm, um dos mais poderosos da atualidade. Entre tantos avanços tecnológicos, o novo chip traz um função polêmica, que promete capturar imagens de forma contínua para, entre outras funções, detectar se tem alguém bisbilhotando a tela do celular.

No campo das especulações, podemos esperar um carregador ultrarrápido de 120W na versão Pro do smartphone, e um de 67W no modelo convencional. É aguardado também um conjunto de câmera na parte traseira do aparelho formado por três sensores de 50 megapixels, com possibilidade de estabilização ótica.

Xiaomi 12 Pro pode ter câmera de selfie invísivel — Foto: Reprodução/Xiaomiui

Ainda segundo os rumores, ambos os aparelhos podem ter uma bateria de 5.000 mAh e display com taxa de atualização de 120 Hz. Já a versão Pro deve trazer diferenciais como o potente alto-falante do tipo piezoelétrico e câmera selfie “invisível”.

De acordo com declaração do CEO da Xiaomi Lei Jun - trazida à tona pelo site GizChina -, os dois aparelhos da nova linha Xiaomi 12 virão com tamanhos de tela distintos, sendo que o modelo Pro será o maior deles. Pelas palavras do executivo, essa diferenciação é um aprendizado com a forma que a Apple trabalha, e seguirá assim nos próximos lançamentos da marca.

Com informações de GizChina

Mais do TechTudo