Por Rafael Monteiro, para o TechTudo

Divulgação/Activision

A Microsoft anunciou nesta terça-feira (18) a compra da Activision Blizzard, empresa responsável por franquias como Call of Duty: Warzone, World of Warcraft, Diablo 4, entre outras. O anúncio da compra, que tem valor previsto de US$ 68,7 bilhões (algo em torno de R$ 378 bilhões), vem após a demissão de 37 funcionários, resultado de investigações internas sobre assédio sexual e má conduta. Segundo matéria do Wall Street Journal, que apurou o caso internamente, outras 44 pessoas receberam avisos formais e enfrentarão medidas disciplinares envolvendo as denúncias.

A Microsoft, no entanto, afirmou que irá manter o CEO Bobby Kotick na empresa por enquanto. Com a aquisição, ideia é oferecer jogos a Activision Blizzard no catálogo do Xbox Game Pass, o que deve acontecer assim que a compra for concluída.

Microsoft compra Activision Blizzard, empresa responsável por Call of Duty, World of Warcraft, Diablo e mais — Foto: Reprodução/Microsoft

A compra seria a maior aquisição no mercado de games ao desbancar a recente compra da Zynga pela Take Two Interactive por US$ 12,7 bilhões (quase R$ 70 bilhões), colocando a Microsoft como a terceira maior empresa do ramo de jogos em receita, atrás apenas de Tencent e Sony. A compra ainda passará por órgãos de regulamentação e, caso seja permitida, só será concluída no ano fiscal de 2023, entre junho de 2022 e julho de 2023. Até lá, a Activision Blizzard continua atuando de maneira independente.

O acervo de franquias da Activision Blizzard inclui algumas das maiores séries da indústria dos games, como Call of Duty, World of Warcraft, Diablo, Overwatch, Starcraft, Crash Bandicoot, Spyro the Dragon, entre outras. A aquisição da empresa também inclui vários de seus estúdios internos, como a King, de Candy Crush Saga, Beenox, Infinity Ward, Radical Entertainment, Raven Software, Sledgehammer Games, Toys for Bob, Treyarch e mais. Após a finalização da compra, a Microsoft teria 30 estúdios de produção de games sob seu comando.

Call of Duty: Vanguard, é último título da franquia da Activision, que será comprada pela Microsoft — Foto: Reprodução/Activision

A Microsoft anunciou que, após a finalização da compra, pretende oferecer o máximo de jogos da Activision Blizzard no catálogo do serviço por assinatura Xbox Game Pass, que atingiu 25 milhões de assinantes também nesta terça-feira (18). Os títulos poderão ser jogados no Xbox One, Xbox Series X e Xbox Series S, além de receberem também suporte para o Xbox Cloud Gaming.

Nos últimos meses a Activision Blizzard esteve envolvida em muitas polêmicas devido às acusações de assédio sexual e má conduta na empresa. Em julho de 2021 o Departamento de Emprego Justo e Habitação da Califórnia, onde fica a sede da companhia, abriu um processo após anos de investigação sobre os relatos recebidos. A Activision Blizzard supostamente tinha 700 denúncias de má conduta na época, porém a empresa nega o número.

Com informações de Reuters, Microsoft, Kotaku (1 e 2), Destructoid, Twitter, GameSpot

Mais do TechTudo