Celular

Por Filipe Garrett, para o TechTudo

Foto: Divulgação/Samsung

O Galaxy S20 FE ganhou popularidade ao reunir recursos de celulares premium pelo valor de modelos intermediários. O smartphone lançado em 2020 conta com a cobiçada tela de 120 Hz aliada a ótimas câmeras. Por outro lado, o modelo utiliza uma bateria de apenas 4.500 mAh e não possui acesso à internet 5G, que só aparece no sucessor Galaxy S21 FE. Confira a seguir os pontos positivos e negativos do S20 FE.

Lançado por R$ 4.499, o Galaxy S20 FE pode ser encontrado com descontos generosos. A versão com processador Snapdragon 865 é a melhor pedida por causa do desempenho superior. Ela sai por R$ 3.099 na Amazon. Já o modelo com chip Exynos 990, considerado problemático, é ofertado por R$ 2.533.

Todas as cores do Galaxy S20 FE — Foto: Divulgação/Samsung

PONTOS POSITIVOS

1. Câmeras poderosas

Os sensores fotográficos presentes no Galaxy S20 FE não são os mesmos que equipam o Galaxy S20 tradicional. Ainda assim, há pontos fortes no sistema de câmeras, que é distribuído da seguinte forma:

  • Ultra wide de 12 MP (abertura f/2.2)
  • Principal de 12 MP (abertura f/1.8)
  • Teleobjetiva de 8 MP (abertura f/2.4)
  • Frontal de 32 MP (abertura f/2.2)

Galaxy S20 FE tira selfies de 32 MP — Foto: Divulgação/Samsung

Dentre os recursos que podem colocar o S20 FE em uma posição de destaque está o zoom óptico de 3x. Além disso, o modelo conta também com o recurso Space Zoom, capaz de aproximar objetos em até 30x com o uso de software (e, consequentemente, algum prejuízo na qualidade da imagem).

O telefone vem ainda com acesso ao app de câmera da Samsung, reforçado por inteligência artificial (AI) que atua no aprimoramento das fotos. Um dos pontos em que o pós-processamento mais contribui é no realce de cor e contraste de capturas geradas em situações de pouca iluminação.

O aplicativo também dá acesso ao Single Take: o usuário dispara o obturador e o celular trabalha por 15 segundos gerando vídeos, fotos e áudio de uma cena. Tudo é exportado para a galeria, para que os melhores resultados possam ser escolhidos ou editados.

2. Tela de 120 Hz

Estrutura de câmeras do Galaxy S20 FE — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

Telas de alta velocidade estão se tornando comuns, mas o padrão em smartphones intermediários ainda são os displays tradicionais de 60 Hz. O S20 FE acaba herdando dos modelos mais caros a tecnologia que permite que o display Full HD+ de 6,5 polegadas seja capaz de atualizar a 120 Hz.

Essa medida de velocidade indica que a tela atualiza as imagens em uma frequência de 120 vezes por segundo. Deste modo, transições e efeitos de tela – como o rolar da timeline ou a troca de um app para o outro – são realizados com mais fluidez.

3. Processador Snapdragon 865

Galaxy S20 FE pode ser encontrado com Snapdragon no Brasil — Foto: Reprodução/Samsung

Há dois tipos de Galaxy S20 FE no mercado brasileiro: a primeira versão, equipada com processador Exynos 990 da Samsung, e a mais recente, fabricada com o Snapdragon 865 da Qualcomm. A versão com Snapdragon esquenta menos, aproveita melhor a bateria e é mais rápida.

Quem estiver interessado em adquirir o modelo com o processador mais parrudo deve ficar atento aos codinomes exibidos nas ofertas das lojas. O S20 FE com Snapdragon aparece como “SM-G780G”, enquanto a versão com Exynos é listada como “SM-G780F”.

4. MicroSD de até 1 TB

O microSD é usado para armazenar fotos, vídeos, documentos em smartphones — Foto: Lucas Mendes/TechTudo

Ao contrário da linha S21, o S20 FE ainda conserva um slot para cartão microSD. O recurso é útil para quem gosta de carregar muitos arquivos e instalar uma quantidade grande de apps e jogos, sobretudo considerando que é vendido no mercado nacional apenas o modelo com 128 GB nativos.

De acordo com a Samsung, o telefone reconhece cartões de até 1 TB. A instalação do acessório tem como impacto negativo o uso do espaço reservado para um segundo chip SIM: com armazenamento expandido, torna-se impossível usar duas linhas telefônicas ao mesmo tempo no Galaxy S20 FE.

5. Interface gráfica One UI 4.0

Lista reúne 5 recursos pouco conhecidos do Android 12 — Foto: Marcela Franco/ TechTudo

One UI 4.0 é o nome da interface gráfica da Samsung que parte do Android 12, já começou a chegar no smartphone. A atualização é bem-vinda, pois coloca o celular intermediário em sintonia com aparelhos mais caros da marca: a nova interface é a mesma de modelos premium e vem com novas ferramentas de personalização.

O grande destaque é o suporte a várias paletas de cores para alterar completamente o visual do sistema sem precisar recorrer a temas, que seguem disponíveis na loja da Samsung. A atualização também aprimora a segurança e traz um teclado com mais recursos e conteúdo.

PONTOS NEGATIVOS

1. Sem suporte à internet 5G

Galaxy não tem suporte à 5G no Brasil — Foto: Paulo Alves/TechTudo

O suporte à internet 5G está em processo de implementação no Brasil. A disponibilidade de internet de quinta geração no território nacional no curto e médio prazos podem desaconselhar a ideia de investir agora num aparelho novo sem nenhuma conectividade 5G – especialmente se você faz parte da maioria dos consumidores que tendem a trocar de smartphone depois de alguns anos de uso.

Embora o S20 FE não disponibilize acesso à rede 5G, o modelo vem bem servido das demais tecnologias de conectividade sem fio: o Wi-Fi é de sexta geração (802.11ax), há Bluetooth 5.0 e o suporte NFC habilita o telefone a operar como método de pagamento via aproximação.

2. Bateria com pouca autonomia

Bateria do S20 FE não empolga — Foto: Divulgação/Samsung

Com 4.500 mAh, a bateria que equipa o S20 FE possui autonomia de até 14 horas de uso com o 4G ligado na versão com Exynos, de acordo com a Samsung. O valor é modesto: há opções de aparelhos da marca com 19 horas ou mais no mesmo cenário.

Ao contrário dos outros aparelhos da linha S20, o Galaxy S20 FE ainda vem com carregador de 15 Watts incluso na caixa. Quem quiser recarregar com mais rapidez pode comprar um carregador de alta potência, já que o aparelho é compatível com adaptadores de até 25 Watts.

3. Acabamento em plástico

A tampa traseira do S20 FE é feita de plástico — Foto: Divulgação/Samsung

O Galaxy S20 FE passa por sacrifícios no acabamento. Embora a estrutura do celular seja composta de alumínio e a tela venha revestida com vidro, o painel traseiro é formado por plástico.

Embora o material tenha uma pegada agradável e seja mais resistente do que o plástico usado em celulares de uma década atrás, não há como negar que a opção destoa de aparelhos com o perfil mais premium, como os demais modelos da linha Galaxy S.

Ficha técnica do Galaxy S20 FE

  • Tamanho da tela: 6,5 polegadas
  • Resolução da tela: Full HD+ (2400 x 1080 pixels)
  • Painel da tela: Super AMOLED
  • Câmera principal: tripla, 12, 12 e 8 MP
  • Câmera frontal (selfie): 32 MP
  • Sistema: Android 10
  • Processador: Snapdragon 865 ou Exynos 990 (octa-core de até 2,7 GHz)
  • Memória RAM: 6 GB ou 8 GB
  • Armazenamento (memória interna): 128GB ou 256 GB
  • Cartão de memória: sim, microSD de até 1 TB
  • Capacidade da bateria: 4.500 mAh
  • Telefonia: Dual SIM híbrido (nano SIM)
  • Dimensões e peso: 159,8 x 74.5 x 8,4 mm; 190 g
  • Cores: vermelho, lavanda, laranja, menta, naval e branco
  • Início das vendas no Brasil: 3 de novembro de 2020
  • Preço de lançamento: a partir de R$ 4.499
  • Preço atual: R$ 3.099 (Snapdragon 865) ou R$ 2.533 (Exynos 990)

Com informações de Samsung

Nota de transparência: Amazon e TechTudo mantêm uma parceria comercial. Ao clicar no link da loja, o TechTudo pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação. Os preços mencionados podem sofrer variação e a disponibilidade dos produtos está sujeita aos estoques.

Mais do TechTudo