Celular

Por Pedro Cardoso, para o TechTudo

Divulgação/Xiaomi

A Xiaomi liberou uma lista com todos os celulares que receberão Android 12 e MIUI 13, que são as versões mais recentes dos respectivos sistemas. A expectativa é de que o download seja liberado ainda no primeiro trimestre. De toda forma, não foi divulgado o cronograma com as datas exatas em que cada modelo – seja Mi, Redmi ou alguma outra série da marca – terá o update.

A informação é preciosa para consumidores que desejam ter as versões mais atuais dos sistemas, pois podem se planejar para continuar com os smartphones atuais por mais um ano ou considerar a revenda, caso não sejam contemplados.

Redmi Note 11 Pro é um dos aparelhos contemplados com o MIUI 13 — Foto: Divulgação/Xiaomi

De acordo com a Xiaomi, a MIUI 13 se destaca por uma ferramenta de otimização de memória RAM que promete aumentar o desempenho geral do celular. Também tem uma nova forma de gerenciar arquivos e melhor consumo de energia.

Confira a lista de celulares que vão receber as atualizações, de acordo com a própria fabricante:

A MIUI 13 tem um sistema de gerenciamento de arquivos chamado Liquid Storage, que promete reduzir a fragmentação nos dados de armazenamento. Sistemas normais devem cair até 50% do desempenho após 36 meses de uso e tornar o acesso mais lento. Por outro lado, a empresa diz que o novo sistema pode reter até 95% da capacidade inicial.

O novo sistema estreia um recurso de gerenciamento de memória com o nome Atomized Memory, ou “Memória Atomizada” em uma tradução livre, que deve analisar o uso de memória em tempo real, entender quais aqueles apps de menos importância e fechá-los automaticamente depois de um tempo. O recurso Algoritmos Focados deve distribuir o uso de CPU entre os aplicativos que mais precisam de processamento, e não de forma igualitária como é de costume.

Redmi Note 10S de 2021 é um dos aparelhos contemplados — Foto: Divulgação/Xiaomi

De acordo com a Xiaomi, o recurso Smart Balance da MIUI 13 pode ampliar o tempo de duração da bateria em até 10% com a coordenação mais eficiente de energia, ao encontrar um equilíbrio entre desempenho e consumo.

O texto também dedica algumas linhas para explicar as novidades de customização, que inclui uma barra lateral flutuante que traz ícones de acesso rápido para os apps mais usados pelo usuário. Isso pode ser feito com apenas um toque na tela, sem mesmo sair do programa que está em primeiro plano.

Nova barra latera flutuante traz os principais apps do celular — Foto: Divulgação/Xiaomi

Para completar, a MIUI 13 oferece novos widgets, de diversos tamanhos, para o usuário personalizar a sua tela inicial com previsão do tempo, lista de tarefas, notificações mais convenientes, entre outros tipos.

Anunciado em maio de 2021, o Android 12 traz interface renovada com cantos arredondados, novos esquemas de cores, ainda mais opções de customização, novas animações, maior atenção com a privacidade do usuário, além de maior controle no acesso à câmera e ao microfone. As principais empresas do setor estão correndo contra o tempo para liberar o update em telefones antigos e já inclui-lo nos lançamentos mais recentes.

As fabricantes pegam o Android puro fornecido pelo Google e fazem diversas alterações, tanto na interface de usuário, quanto em diversos algoritmos interno do software, para adaptar o sistema às necessidades de seus aparelhos. É o caso do recente One UI 4 da Samsung, por exemplo.

Com informações da Xiaomi

Mais do TechTudo