Robótica
Publicidade

Por Raquel Freire, para o TechTudo

Divulgação/Miso Robotics

Uma rede de fast food dos Estados Unidos ganhou as manchetes por “contratar” um robô cozinheiro. O Flippy 2 não é um equipamento humanoide, mas sim uma enorme máquina, repleta de automações, que consegue fritar hambúrgueres duas vezes mais rápido do que os seres humanos. Ele também frita batatas e outros alimentos. O rendimento é 30% maior, de acordo com a rede White Castle.

O robô fabricado pela Miso Robotics é equipado com visão térmica, inteligência artifical e vários recursos que prometem um preparo de qualidade consistente. O maquinário, atualmente presente em cem unidades da White Castle, é alugado por preços a partir de US$ 3 mil mensais, o que dá por volta de R$ 15,4 mil.

Robô cozinheiro frita alimentos sozinho — Foto: Divulgação/Miso Robotics

O robô cozinheiro fica nos bastidores do restaurante, sem contato com os clientes. Sua principal tarefa é usar inteligência artificial para reconhecer o tipo de alimento — batata, hambúrguer ou frango empanado, por exemplo —, pegá-lo e prepará-lo de acordo com as respectivas instruções. Depois que a comida está pronta, o Flippy 2 a coloca em um compartimento aquecido.

A segunda geração do robô consegue distribuir 60 cestas de comida por hora ou cerca de 300 hambúrgueres por dia. Outra novidade anunciada em novembro de 2021 é a capacidade de operar sem intervenção humana, o que não era possível com o modelo original do Flippy. O equipamento foi adotado pela White Castle pela primeira vez em 2020.

Não é coincidência que a propagação de robôs cozinheiros aconteça em meio à pandemia. Além da óbvia redução de custo com pessoal, os empresários se beneficiam com a diminuição do contato humano na cozinha, o que é adotado como medida de segurança para conter o coronavírus.

Com informações de Miso Robotics e Engadget

Mais do TechTudo