Celular
Publicidade

Por Rubens Achilles

Divulgação/Apple

A Apple anunciou, nesta terça-feira (8), o novo iPhone SE 2022. A versão econômica do celular da maçã chega com conectividade 5G, chip A15 Bionic, o mesmo utilizado no iPhone 13, e design muito similar ao SE 2020. O celular será vendido no Brasil a partir de R$ 4.199. O anúncio foi feito durante o evento especial "Peek Performance", realizado de forma online.

O evento também contou com o anúncio de um novo iPad Air com chip M1, de fabricação própria da Apple, e preço de R$ 6.799. Na área dos Macs, a fabricante anunciou o novo computador Mac Studio, disponível em versões com os chips M1 Max, por R$ 22.999, e com o novo M1 Ultra, por R$ 46.999. Como opção de monitor, a maçã revelou o Studio Display, com resolução 5K, a partir de R$ 17.999.

iPhone SE 2022 conta com 5G e chip A15 Bionic — Foto: Divulgação/Apple

O primeiro grande anúncio do evento da Apple foi o novo iPhone SE 2022. O celular é a terceira versão da linha econômica da maçã, agora com conexão 5G e chip A15 Bionic, o mesmo utilizado no recente iPhone 13. O processador conta com seis núcleos e é apresentado pela fabricante como o mais rápido em um celular. A promessa é de desempenho 1,8x superior ao iPhone 8, por exemplo. Em relação à bateria, a promessa é de uma boa eficiência e maior duração que a geração anterior do SE.

O design é similar ao modelo de 2020, com tela de 4,7 polegadas e botão de início para desbloqueio por Touch ID. A grande diferença está nos vidros frontal e traseiro, que também repetem os usados no iPhone 13. O corpo é feito em vidro e alumínio.

A câmera principal de 12 MP tem abertura de f/1.8 e conta com algumas das tecnologias proporcionadas pelo A15 Bionic, incluindo os "estilos fotográficos", a identificação de texto do iOS 15 e o Modo Retrato. Recursos como Smart HDR 4 e Deep Fusion, que atuam diretamente no processamento das imagens, também estão disponíveis.

O celular foi anunciado a partir de R$ 4.199 e estará disponível nos Estados Unidos na próxima semana. Ainda não há previsão de lançamento no Brasil.

iPhone SE 2022 está disponível em três cores — Foto: Divulgação/Apple

Outro grande anúncio do evento foi o Mac Studio, pensado para quem planeja construir uma espécie de estúdio. O computador, que se parece com um Mac mini mais robusto, chega com os chips M1 Max e o novíssimo M1 Ultra, que promete performance superior ao restante da linha de processadores de fabricação própria da Apple.

O corpo em alumínio tem lados de 19,7 cm e altura de 9,5 cm. Segundo a Apple, ele deve caber embaixo da maior parte dos monitores. O computador conta também com um sistema avançado de refrigeração que promete manter a temperatura sem fazer muito ruído.

A fabricante promete um "nivel sem precedentes de performance", com a possibilidade de renderizar conteúdo 3D e reproduzir 18 sinais de vídeo em qualidade ProRes, de acordo com testes internos da empresa. A versão com M1 Max conta com 10 núcleos de CPU e 24 de GPU, e promete performance 50% superior em relação ao Mac Pro de 16 núcleos. O M1 Ultra tem CPU de 20 núcleos e GPU de 48, e proporciona desempenho 60% superior que o do Mac Pro de 28 núcleos.

A memória unificada começa em 32 GB na versão com M1 Max, podendo ser ajustada para até 128 GB na opção com M1 Ultra. Os SSD começa em 512 GB e pode ser trocado por até 8 TB, também no momento da aquisição. Em relação à conectividade, são quatro portas Thunderbolt 4, uma Ethernet de 10 Gb, duas USB, uma saída HDMI e uma entrada P2 para fones de ouvido.

Mac Studio tem preço a partir de R$ 22.999, sem o monitor Studio Display — Foto: Divulgação/Apple

O Studio Display, vendido separadamente, é o monitor irmão do Mac Studio. Com 27 polegadas, ele tem uma tela Retina 5K de resolução 5120 x 2880, brilho de até 600 nits e suporte a 1 bilhão de cores. Ele é compatível com a tecnologia True Tone, que ajusta a temperatura da imagem conforme o ambiente, e suporta alguns modos de referência de imagem, recurso voltado para criadores de conteúdo.

O monitor conta com câmera frontal de 12 MP com ângulo de visão de 122º e abertura f/2.4. O sistema de som tem seis falantes e promete alta fidelidade de áudio com suporte ao Áudio Espacial e a Dolby Atmos. Ele também possui uma porta Thunderbolt 3 e quatro USB-C

O Mac Studio com M1 Max tem preço sugerido de R$ 22.999, enquanto a opção com chip M1 Ultra sai por R$ 46.999. O monitor foi anunciado por R$ 17.999 na versão de vidro normal e R$ 20.999 na opção com vidro nano-texture. A Apple não divulgou a disponibilidade do computador no Brasil, mas o display consta no site da fabricante como disponível a partir do próximo dia 18.

Um novo iPad Air com chip M1, de fabricação própria da Apple, também foi anunciado. O tablet recebeu poucas alterações no design, mantendo o estilo do iPad Pro e a porta USB-C para carregamento. O preço sugerido no Brasil é a partir de R$ 6.799, mas ainda não há data de lançamento por aqui.

iPad Air recebeu chip de fabricação própria Apple — Foto: Divulgação/Apple

iPhone 13 em novas cores

Foram anunciadas duas novas cores para a última geração de celulares da Apple. O iPhone 13 passa a estar disponível na cor verde, enquanto o 13 Pro ganhou a opção verde-alpino. Os dois acabamentos já estão disponíveis para compra no site da Apple.

iPhone 13 e 13 Pro ganham acabamento verde — Foto: Divulgação/Apple

Mais do TechTudo