Computadores
Publicidade

Por Lucas Santos, para o TechTudo

TechTudo

A Receita Federal iniciou dois leilões de mercadorias apreendidas ou abandonadas que incluem produtos da Apple com preços mais baixos. No leilão da Delegacia da Receita Federal do Brasil em Natal, é possível encontrar uma unidade do Mac Pro de 2013 com lances a partir de R$ 2.200. Já o leilão da 9ª Região Fiscal, que representa os estados de Santa Catarina e Paraná, contém modelos de iPad Air (4ª geração) por cifras que partem de R$ 600, além de uma Apple Pencil (2ª geração) por a partir de R$ 220.

Os preços listados pela Receita Federal servem apenas como referência e podem subir de acordo com o interesse do público nos produtos. Os consumidores que arrematarem algum dos lotes devem realizar a retirada da mercadoria na respectiva delegacia ou alfândega proposta no edital. Além disso, é válido ressaltar que não há garantia que cubra possíveis defeitos de fábrica e nem o pleno funcionamento do aparelho. Para tirar dúvidas, os interessados podem realizar uma visita para a vistoria dos itens. As sessões para os lances têm início um dia após o fim das propostas.

iPad Air de 4ª geração tem lances a partir de R$ 600 — Foto: Reprodução/Apple

Leilão da Delegacia da Receita Federal do Brasil em Natal

No leilão, realizado pela Delegacia da Receita Federal na capital do estado do Rio Grande do Norte, é possível encontrar 75 lotes, disponíveis para pessoas físicas e jurídicas. Os destaques da lista são os lotes 40 e 45, que apresentam dois computadores da Apple.

No primeiro, encontra-se um Mac mini com memória de 8 GB, descrito sob o número de série SC07XK9G1JYVW, por propostas a partir de R$ 1.050. Não foram dadas informações adicionais sobre as especificações do PC. No site da maçã, a versão mais barata do produto custa a partir de R$ 8.370.

Mac mini de 8 GB tem lances a partir de R$ 1.050 — Foto: Divulgação/Apple

Já o segundo lote em destaque apresenta um gabinete Mac Pro A1481, produto lançado no final de 2013, com lances a partir de R$ 2.250. As especificações técnicas do site da Apple apontam que o modelo pode conter um processador Intel Octa Core de até 3GHz e memória de até 16 GB. O armazenamento é de 256 GB em SSD com PCIe.

A Receita Federal aponta no site do leilão que o modelo se encontra riscado. Os interessados podem averiguar todas as características dos aparelhos pessoalmente entre os dias 28 e 29 de março, das 13h às 16h. Os contatos para mais informações podem ser encontrados no edital. A lista completa dos produtos está disponível no site da Receita Federal.

Leilão da 9ª Região Fiscal

Já a venda de produtos mediante leilão da 9ª Região Fiscal inclui produtos como iPads e a caneta touch da Apple para pessoas físicas e jurídicas. Os lotes 66 e 67 apresentam unidades de iPad Air da 4ª geração.

Ambos os produtos possuem 64 GB de armazenamento e são verdes. O modelo apresenta o processador A14 Bionic, tela de 10,9 polegadas de tamanho, e um dos seus principais destaques é a conexão USB-C. Cada um dos lotes possui lances iniciais em R$ 600, sendo um valor bem menor do que os R$ 4.390 cobrados no varejo nacional.

iPad Air 4 recebe lances na Receita Federal por a partir de R$ 600 — Foto: Divulgação/Receita Federal

Nos lotes 68 e 69, o produto ofertado é um iPad de 8ª geração em cada. O tablet foi lançado em 2020 e conta com processador A12 Bionic e tela IPS LCD de 10,2 polegadas. A versão vendida na Receita Federal possui 128 GB de armazenamento e tem cor dourada. O conjunto de câmeras do iPad 8 é composto por um sensor de 8 MP e outro de 1,2 MP para registrar selfies. Os lotes recebem propostas a partir de R$ 1.000. No e-commerce nacional, o produto é visto por preços a partir de R$ 4.899.

iPad 8 de 2020 pode ser comprado por a partir de R$ 1.000 — Foto: Divulgação/Receita Federal

Para expandir o uso do iPad, os consumidores também podem adquirir uma Apple Pencil de 2ª geração a partir de R$ 220. O modelo promete precisão e baixa latência para executar anotações, desenhos, colorir, marcar PDFs e muito mais.

A caneta é compatível com iPad Mini 6; iPad Air 4 e 5; e iPad Pro da primeira à quinta gerações. Os lances começam em R$ 220, valor que pode ser até seis vezes mais barato do que os R$ 1.539 cobrados no site da maçã pelo produto. A lista completa está disponível no site da Receita Federal.

Apple Pencil é um dos destaques vendidos no leilão da Receita Federal — Foto: Divulgação/Receita Federal

Como participar do Leilão da Receita Federal

Para adquirir algum dos produtos dos leilões realizados pela Receita Federal do Brasil, os consumidores precisam participar das duas fases do processo. Somente as ofertas com valor 10% inferior à maior proposta de cada lote entram na fase final de disputa. Os participantes selecionados recebem um convite eletrônico para participar do evento online. Arremata o produto o consumidor que der o maior lance.

O pagamento da compra precisa ser feito até o próximo dia útil. O valor do lote pode ser dividido em até duas parcelas, sendo a primeira de 20% até o primeiro dia útil subsequente à data de adjudicação, e os 80% restantes em um prazo máximo de oito dias. É necessário ter um certificado eletrônico emitido pela própria Receita Federal para pessoas físicas ou jurídicas, o e-CAC, para participar do leilão. Os itens arrematados por pessoas jurídicas não podem ser revendidos.

Mais do TechTudo