Jogos de RPG

Por Rafael Monteiro, para o TechTudo


Stranger of Paradise: Final Fantasy Origin é novo jogo de ação e RPG da Square Enix, desenvolvido em parceria com o Team Ninja da Tecmo Koei, criadores da série Nioh. O game funciona como uma reimaginação do primeiro capítulo da série Final Fantasy, só que com um tom mais sério e sombrio. Stranger of Paradise: Final Fantasy Origin será lançado nesta sexta-feira (18) para PlayStation 5 (PS5), PlayStation 4 (PS4), Xbox Series X/S, Xbox One e PC (via Epic Games Store) por cerca de R$ 299,90. Confira, a seguir, todos os detalhes sobre o novo game e seus requisitos mínimos.

Em Stranger of Paradise - Final Fantasy Origin, o jogador controla Jack Garland, além de outros dois guerreiros, Jed e Ash — Foto: Reprodução/PlayStation

História

A história de Stranger of Paradise: Final Fantasy Origin toma como base o primeiro Final Fantasy, lançado no Japão em 1987 originalmente para o videogame Famicom. No game, os jogadores controlam o protagonista Jack Garland ao lado de dois outros guerreiros, Jed e Ash. O trio eventualmente ganha mais um integrante e, juntos, eles se tornam os quatro Guerreiros da Luz, destinados a salvar o mundo ao derrotar uma força maligna chamada Chaos. A partir do enredo, o game sugere que a história aparentemente simples do primeiro Final Fantasy escondia camadas mais sombrias a serem descobertas.

Strangers of Paradise: Final Fantasy Origin reimagina o primeiro game da franquia como um sombrio jogo de ação e RPG — Foto: Reprodução/Microsoft Store

Gameplay

A jogabilidade é bastante inspirada pela série Nioh e por jogos do estilo Dark Souls. Há um grande nível de dificuldade, com inimigos comuns que são poderosos o bastante para derrotar o jogador, caso não esteja atento. A principal diferença entre Stranger of Paradise: Final Fantasy Origin e os populares sous-like, no entanto, é que o novo título da Square possui diferentes níveis de dificuldade. Isso inclui um modo chamado "Story", voltado pra usuários que apenas querem acompanhar o enredo sem se preocupar muito com o desafio.

O sistema de batalha é complexo, contando com ataques leves, pesados, defesa, contra-ataques, esquiva e muito mais. É possível eliminar um inimigo ao esgotar sua barra de energia ou ao enfraquecê-lo o bastante para desferir um último golpe. Como recompensa, o jogador recebe os MP do game, o chamado Soul Burst. O jogo não utiliza um sistema de níveis tradicional de RPG, mas, ao derrotar inimigos e explorar as fases, é possível encontrar novos equipamentos que tornam seus personagens cada vez mais fortes.

O sistema de combate de Stranger of Paradise: Final Fantasy Origin é profundo como em Nioh, mas jogadores podem diminuir a dificuldade do game — Foto: Reprodução/PlayStation

Os "Jobs" clássicos de Final Fantasy também são usados para oferecer diferentes formas de jogar, como acontece com as classes da saga Souls. É possível ter dois "Jobs" de cada vez e alternar rapidamente entre eles com o toque de um botão, o que é interessante para realizar combos. Cada Job conta com seu próprio estilo de lutar, além de armas e equipamentos que permitem criar diferentes estratégias.

Requisitos mínimos

Stranger of Paradise: Final Fantasy Origin - Requisitos mínimos

Requisitos mínimos (1280x720 a 30 FPS) Configuração recomendada (1920x1080 a 60 FPS)
Sistema operacional: Windows 10 (64 Bits) Windows 10 (64 Bits)
Processador: Intel Core i7-6700 ou AMD Ryzen 5 1400 Intel Core i7-8700 ou AMD Ryzen 5 1600
Memória RAM: 8 GB 16 GB
Placa de vídeo: Geforce GTX 1060 6GB ou Radeon RX 470 Geforce GTX 1660 Super ou Radeon RX 5700 XT
Armazenamento: 80 GB de espaço disponível 80 GB de espaço disponível
Mais do TechTudo