Celular
Publicidade

Por Pedro Cardoso (colaboração) e Thássius Veloso (TechTudo)

Thássius Veloso/TechTudo

A Apple busca meios de diminuir a presença da Samsung na futura linha do iPhone 14. A rival sul-coreana no campo dos smartphones é uma importante fornecedora de telas para os celulares da maçã. Em 2022, somente o iPhone 14 Pro deve ter tecnologia da Samsung, de acordo com informações preliminares do analista Ross Young, que costuma acertar em seus vazamentos.

Enquanto isso, o iPhone 14 Pro Max deve adotar telas fabricadas pela LG e pela BOE, outras importantes companhias que atuam no mercado de peças para dispositivos inteligentes.

Projeção do que pode ser o iPhone 14 quando for lançado — Foto: Reprodução/ 9to5 Mac

Segundo Young, a LG não deve assumir a produção inteira da linha "Pro Max" por conta da sua pouca experiência com painéis do tipo LPTO (um tipo de OLED ainda mais avançado) e por não ter fabricado o componente em grande volume até o momento. Seria uma experiência incomparável com a da Samsung.

No cenário atual, a Samsung produz telas LPTO para dois modelos: iPhone 13 Pro e 13 Pro Max. Enquanto isso, a LG e a BOE cuidam do iPhone 13 e do 13 Mini, que utilizam telas do tipo TFT. Elas tendem a ter uma qualidade inferior, principalmente em relação à densidade de pixels.

Confira o resumão sobre o iPhone 13

Confira o resumão sobre o iPhone 13

O iPhone 14 e o iPhone 14 Pro podem ter telas de 6,06 polegadas e painel LPTS, que consegue agrupar mais pixels do que o TFT normal, enquanto o iPhone 14 Pro Max viria com um display LPTO de 6,68 polegadas e recursos mais avançados.

Especulações recentes também indicam que a Apple deve finalmente abandonar o notch clássico em favor do formato gota ou pílula no iPhone 14 e seus derivados. A presença do processador A16 Bionic e de um conjunto de câmeras de até 48 megapixels também são especificações aguardadas pela imprensa internacional.

Com informações de PhoneArena e Ross Young

Mais do TechTudo