Por Ford

Juliana de Souza

Assim que eu vi a Ford Maverick brilhando na minha garagem, eu instantaneamente pensei: “Vou me divertir demais com este carro”. Eu, é claro, estava correta - não importa se o clima é de aventura aos finais de semana, correria na cidade ou bons momentos com quem você ama, a versatilidade, tecnologia e segurança da Maverick fazem dela o veículo ideal para todas esses momentos.

O carro é robusto, como se espera de uma picape, mas com a dirigibilidade de um sedã premium e o conforto de um SUV. Por isso, minha experiência na direção foi muito fácil nos cinco dias em que dirigi o lançamento. Achei que passaria aperto para encontrar lugares para estacionar uma picape, mas vi que a preocupação foi à toa.

Além de ser minha companheira na rotina frenética em São Paulo, aproveitei para encontrar amigos que não via há tempo em Atibaia, no interior de São Paulo, e pude experimentar e colocar à prova o veículo em diversos terrenos (não ia perder essa oportunidade, né?!). Fui de uma trilha de terra molhada diretamente para a Pedra Grande de Atibaia usando os diferentes modos de condução (Normal, Lama/Terra, Areia, Escorregadio e Rebocar/Transporte) que a Maverick oferece e facilitam a dirigibilidade. O pacote de tecnologia – sobre o qual falarei logo mais, pois é um capítulo à parte – me surpreendeu positivamente. E o melhor? Aproveitei tudo isso enquanto estava acompanhada da minha namorada, meus amigos e parentes.

Os diferentes modos de condução do Ford Maverick dão conta do recado em terrenos diversos – um deles foi essa trilha de terra no caminho para a Pedra Grande de Atibaia — Foto: Barbara Gutierrez

E a Maverick não é só uma máquina - literalmente, já que você pode ligá-la remotamente pelo aplicativo FordPass no celular, mas falo sobre isso mais tarde -, mas também uma proposta diferenciada ao unir em um único veículo as características mais valorizadas de segmentos distintos, como os das picapes e SUVs. Vai viajar? A carroceria tem espaço de sobra para bike, prancha de surfe e malas. Encontro com a galera? Sem problemas, o veículo recebeu tranquilamente minha família e, ao todo, cinco adultos ficaram muito bem acomodados no espaço interno com ar-condicionado dual zone (que oferece temperaturas diferentes para lados distintos do carro, já evitando possíveis brigas...rs) e bancos revestidos em couro.

Inclusive, todos que estiveram comigo nesses dias ficaram encantados com a Maverick. Veja bem: seu José, mais conhecido como meu pai, é um destes que demoram para se apegar a um veículo porque têm um gosto refinado (e também já passaram por muitos perrengues). Mesmo assim, ele chegou a me ligar para perguntar sobre a picape no dia seguinte, depois que andou comigo: “Quantos dias vai ficar com ela, filha?”, já querendo pegar mais uma carona. É, eu entendo...também senti vontade de aproveitar mais um pouco quando entreguei a chave depois do período de testes.

E já que estou falando do meu pai e de outras pessoas queridas, digo logo de cara que a segurança é um elemento fortíssimo no modelo e que me conquistou. Ele vem equipado com inúmeras tecnologias, tornando a vida do motorista mais tranquila.

Para pais e mães, uma função essencial foi colocada à prova: um alerta vermelho no painel mostrou o exato lugar no banco traseiro em que a minha amiga estava sentada quando ela precisou tirar rapidamente o cinto para colocar uma blusa de frio. Nada melhor para acompanhar a movimentação das crianças no banco de trás!

Ford Maverick: ideal para todos os estilos de vida, na estrada, na trilha e na cidade — Foto: Juliana de Souza

Além disso, também tive a oportunidade de ver o alerta de colisão em ação quando um carro freou bruscamente na minha frente. O sistema me avisou com um sinal sonoro e visual no painel, e o carro teve uma resposta rápida por conta do pré-carregamento dos freios, acionando o assistente autônomo de frenagem e evitando o que poderia ter sido uma colisão. Fiquei fascinada quando aconteceu, pois é realmente num piscar de olhos!

E se segurança é um ponto super importante para mim, outra coisa que eu não abro mão num veículo é a economia de combustível. Então, quanto a Maverick consome de combustível? É necessário ficar reabastecendo muitas vezes em longos trajetos? Com um motor 2.0L EcoBoost (253 cv / 380 Nm) e utilizando gasolina, vi que a maior parte do meu trajeto na cidade teve variações entre 8,9 a 9,1 km/L - uma quantia bem econômica para a categoria.

Conectividade é ponto alto

Lembra de quando citei o FordPass? Pois admito que a felicidade em descobrir que posso ligar o veículo pelo celular só não superou minha incredulidade. O aplicativo não somente faz isso, como ainda facilita a vida de uma pessoa atarefada como eu que procura por tecnologias que descompliquem a vida. Entre tantas funcionalidades, o sistema oferece o agendamento de serviços e da revisão de forma online, possibilita que você verifique alertas de funcionamento do seu veículo, além de checar nível de combustível, odômetro, quilometragem até a próxima revisão, localização de estacionamentos, manual do proprietário e mais outras funções bem na palma da mão. Ah, e para os esquecidinhos, dá para travar e destravar a porta do carro remotamente. Chegou num lugar e não lembra se travou as portas. A solução está a um toque! É clichê, mas é real: a comodidade me convém e naquele momento quando abri o app mobile eu já estava rendida…

O FordPass garante conectividade em qualquer situação de uso do Ford Maverick — Foto: Reprodução/vídeo Juliana de Souza

A verdade é que poderíamos ficar enumerando os pontos positivos da Maverick em relação à facilitação tecnológica por muito tempo. Desde função automática de regulagem de farol, entrada USB-A e USB-C que realmente carrega o celular, bluetooth de fácil conexão, comando de voz e reconhecimento de dois celulares (de sistemas distintos, diga-se de passagem) conectados simultaneamente.

Toda essa tecnologia embarcada é realmente surpreendente, especialmente a conectividade, que faz toda a diferença. Até mesmo a utilização de aplicativos de GPS na tela de navegação para uma visualização mais clara do motorista enquanto o passageiro pode escolher tranquilamente sua playlist preferida – tudo ao mesmo tempo! Admito que essa última é uma questão que vai me fazer falta, principalmente em viagens longas.

Conforto pra todo mundo

Com um painel fácil e prático, transmissão automática com 8 velocidades e controles de tração e descida transformados em botões para facilitar o manuseio, posso dizer com a tranquilidade de quem passou os cinco dias mais confortáveis na direção em anos de carta e de paixão por carros - amor passado de pai para filha - de que este veículo oferece um nível de versatilidade e conforto diferenciado.

Fiquei muito feliz por ter a oportunidade de oferecer uma experiência dessas levando meu pai (uma pessoa com deficiência e que mesmo sem uma perna ensinou não somente a Barbara adolescente, mas todos do núcleo familiar dele a dirigir) e tantas outras pessoas importantes para mim em diferentes passeios e vivendo momentos tão importantes como nesses últimos cinco dias.

Todos os meus lados possíveis recomendam a Maverick: a aventureira, a filha que visita os pais no interior, a namorada que gosta de viajar e a profissional que anda por toda a cidade de São Paulo durante os dias loucos de trabalho na semana. Se você também tem inúmeras facetas e lifestyles, creio que está na hora de experimentar este carro também - garanto que vai se divertir tanto quanto eu.

Cinco dias de muita tecnologia, conectividade e conforto em uma experiência inesquecível — Foto: Juliana de Souza

Ford
Mais do TechTudo