Celular

Por Willian Rodrigues (colaboração) e Thássius Veloso (TechTudo)

Thássius Veloso/TechTudo

Trocar a tela do iPhone pode custar até R$ 2.415 na rede autorizada da Apple. O preço elevado está associado ao reparo de um dos componentes mais sofisticados dos celulares atuais. Conforme as pessoas passam mais tempo com o mesmo smartphone, vai se tornando mais comum recorrer à assistência técnica para substituir o item.

Os americanos passam em média três anos com o mesmo celular. É muito tempo! Diante disso, é natural a curiosidade sobre o custo de colocar um novo display. A gigante de Cupertino oferece o serviço para uma ampla cartela de modelos, que vai desde o iPhone 5S (de 2013) até o iPhone 13 (de 2021).

Confira o resumão sobre o iPhone 13

Confira o resumão sobre o iPhone 13

Como ocorre a troca da tela

A garantia do iPhone vendido no Brasil vale por um ano. Ela cobre a maioria dos problemas de fabricação, mas pode não ser suficiente para conseguir o reparo gratuito de danos acidentais e panes causadas por modificações não autorizadas. Em casos assim, pode ser necessário pagar uma taxa de serviço.

A troca de tela de um iPhone pode chegar aos R$ 2.415, no caso do iPhone 13 Pro Max — Foto: Reprodução/iFixit

Independentemente da condição do celular, o reparo poderá ser feito em uma das unidades da Apple em São Paulo ou no Rio de Janeiro. Os valores cobradores são tabelados, o que dá certa previsibilidade aos consumidores interessados em contratar o serviço diretamente com a fabricante do iPhone.

Atualmente, as assistências técnicas designadas como Centro de Serviço Autorizado Apple (AASP) seguem a mesma tabela das Apple Store, que você verá mais abaixo. Já os técnicos independentes – sem relação com a maçã – podem definir seus próprios preços.

Caso a opção seja por trocar a tela em um Centro de Serviço Autorizado Apple , pode ser necessário agendar um horário antes de comparecer ao local.

O que fazer antes de submeter o iPhone ao reparo

A fabricante indica os seguintes passos antes de enviar o smartphone:

  1. Fazer o backup do iPhone e apagar/restaurar o aparelho para proteger os dados. Também pode ser necessário remover o iPhone da lista de dispositivos do ID Apple.
  2. Remover o SIM card ou solicitar à operadora que suspenda o serviço de eSIM, para o caso do aparelho ser enviado a uma central distante.
  3. Ter a senha do ID Apple à mão. Alguns reparos precisarão da senha do ID Apple para apagar o dispositivo e desativar o Buscar iPhone.
  4. Caso o celular também precise de reparos na bateria, a carga do dispositivo deve estar inferior a 30%.

iPhone 8 — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

Segundo a Apple, o prazo para troca da tela pode variar de algumas horas até 12 dias úteis.

Alguns itens também pode ser pedidos durante a solicitação de reparo, como a nota fiscal e um documento de identificação pessoal, como uma carteira de habilitação, passaporte ou outra identificação emitida pelo governo.

Preços praticados pelas unidades da Apple

Confira abaixo o valor de cada um dos modelos de iPhone que a Apple ainda realiza a troca da tela:

A Apple possui unidades no Shopping Morumbi (São Paulo) e no Village Mall (Rio de Janeiro). O TechTudo apurou que as assistências designadas como AASP atualmente seguem estes mesmos valores. Técnicos independentes podem cobrar outros preços – normalmente menores que as cifras oficiais da empresa, que funcionam como uma espécie de “teto” neste mercado.

Cabe lembrar que as modificações em iPhones dentro da garantia podem resultar na perda da proteção legal. Sendo assim, é particularmente interessante realizar o serviço com a Apple para clientes dentro do prazo de um ano de garantia – ou até mais se tiverem AppleCare ou alguma garantia estendida.

Película para iPhone

Um acessório que deve ser considerado para auxiliar na proteção da tela é a película. Vale a pena aproveitar a ida ao shopping para trocar o display e já encomendar este item. Sua função é protegê-lo contra riscos e arranhões, bem como adicionar uma camada extra de proteção contra impactos.

Alguns modelos também protegem a privacidade do usuário. Há películas que prometem ser indestrutíveis, mas é importante enfatizar que o produto não faz milagres e não deixa o celular totalmente imune a quebras.

As películas de vídro oferecem boa proteção porém podem ser mais pesadas — Foto: Reprodução/Amazon

Entre os materiais utilizados, o vidro temperado é possivelmente um dos que garante melhor proteção contra riscos ou impactos diretos no display. É o modelo ideal para aqueles que carregam o celular no bolso ou em bolsas, junto com outros objetos como chaves.

As películas de cerâmica e de plástico oferecem proteção semelhante às de vidro mas tendem a ser mais leves, podendo pesar menos de 3 gramas. Tal qual os modelos de vidro, elas não afetam sensibilidade da tela ao toque e ainda podem ter tratamento antirreflexo, que deve melhorar a visibilidade em ambientes muito claros.

Película de tela antirreflexo da Belkin para iPhone 13 Pro Max — Foto: Divulgação/Apple

Por fim, há ainda as películas líquidas. A promessa é de que, ao aplicar o líquido com partículas de titânio na tela, o material penetra nas microfissuras da tela e a deixa mais dura. E como destaque, esse tipo de película também oferece proteção de até 92% contra a radiação emitida por celulares e tablets.

A aplicação da maioria dos modelos de películas costuma ser simples, sendo necessário apenas o asseio do aparelho e mãos firmes na aplicação da película. Vendidas de forma oficial pela Apple, ou via varejo on-line, como pela Amazon, o valor das películas pode variar de R$ 35 para os modelos mais simples até mais de R$ 260.

Com informações de Apple (1/2)

Lançamento do iPhone 8 junto com outros modelos da Apple

Lançamento do iPhone 8 junto com outros modelos da Apple

Nota de transparência: Amazon e TechTudo mantêm uma parceria comercial. Ao clicar no link da loja, o TechTudo pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação. Os preços mencionados podem sofrer variação e a disponibilidade dos produtos está sujeita aos estoques. Os valores indicados no texto são referentes ao mês de abril de 2022.

Mais do TechTudo