Esports
Publicidade

Por Victor de Abreu, para o TechTudo


A Attack All Around é a campeã do Mundial de Free Fire 2022. A equipe da Tailândia teve uma atuação bastante regular na fase final, ocorrida neste sábado (21), acumulando 92 pontos e superando a atual campeã EVOS Phoenix por apenas um ponto na tabela de classificação. Além do título, a equipe conquistou o prêmio de US$ 500 mil (cerca de R$ 2,5 milhões). Entre as equipes brasileiras, a melhor foi a Vivo Keyd, que emplacou uma dobradinha e alcançou a quarta colocação do World Series. A LOUD, por sua vez, não conseguiu fazer uma boa apresentação e ficou na sétima colocação. Confira, a seguir, os detalhes da final do campeonato mundial.

Attack All Around é a nova campeã mundial de Free Fire — Foto: Reprodução/Free Fire Esports

Dobradinha da Phoenix

Na primeira queda, em Bermuda, a LOUD quis mostrar serviço logo cedo, encontrou a Team Flash (Vietnã) e fez os três primeiros abates dessa final. Os brasileiros não pararam, encararam duelos contra a Mineros e até mesmo a atual campeã EVOS Phoenix (Tailândia), emplacando mais cinco abates, antes de caírem na sétima colocação. Em contrapartida, a Vivo Keyd optou por um jogo mais tático e seguro, tanto que chegou na reta final de Bermuda sem contabilizar um único abate. No entanto, após derrubar a Attack All Around (Tailândia) no último duelo da queda, a VK fez três abates e ficou com o primeiro BOOYAH! dessa final.

Já em Kalahari, os brasileiros foram mais coadjuvantes e acabaram dando espaço para os tailandeses brilharem. A LOUD caiu cedo após se estender demais em um duelo contra a Mineros (América Latina), enquanto a VK não conseguiu encontrar o melhor posicionamento e foi surpreendida pela Phoenix. Por final, a mesma Phoenix acordou em Kalahari e atropelou todas as equipes em seu caminho. Seu BOOYAH! foi assegurado ao contabilizar seu 18° abate no último jogador restante. Esse jogador era "Keroro", da AAA, que sobreviveu sozinho por muito tempo e garantiu a segunda colocação para sua equipe.

Em Purgatório, a VK não conseguiu encontrar loot a tempo, foi surpreendida pela VGM (Vietnã) e caiu muito cedo. Enquanto isso, a LOUD voltou a ter um ritmo mais acelerado e emplacou muitos abates pelo mapa. No entanto, a história mudou quando encontraram com a Phoenix, que perdeu dois jogadores, mas foi capaz de fazer o squad wipe nos brasileiros. A Phoenix seguiu forte com Ratchanon "Moshi" Kunrayason e Chirasak "JOENA" Moonsarn, que ignoraram a desvantagem, derrubaram a VGM no final após excelente jogada e garantiram o segundo BOOYAH! de sua equipe.

LOUD ficou com a quinta colocação ao final desse primeiro turno, enquanto a Vivo Keyd acabou caindo para a sétima colocação depois da queda ruim e Purgatório — Foto: Divulgação/Garena Free Fire

Domínio da Tailândia

No retorno para Bermuda, os brasileiros não conseguiram uma boa atuação. A LOUD voltou a cair cedo, enquanto a Vivo Keyd se contentou com a sexta colocação após Fernando "NANDO9" Fernandes sobreviver sozinho. EVOS Phoenix voltou e emplacar suas táticas e fez impressionantes 13 abates, antes de cair na quarta colocação. A outra equipe tailandesa, Attack All Around, teve sua atuação recompensada com um BOOYAH! após vencer a Team Flash no duelo final da segunda passagem por Bermuda.

Após um começo complicado em Kalahari, a VK se recuperou para fazer um squad wipe na ECHO Esports (Indonésia) e esboçar uma reação. Em contrapartida, a LOUD voltou a fazer uma queda bem abaixo do esperado e caiu rápido na 10° colocação. Phoenix e AAA enfrentaram mais dificuldades nessa queda, mas voltaram a acumular muitos abates. Já a VK conseguiu se segurar até o final contra a Vastomundo (Europa), mas optou por cair para o gás por conta da vantagem numérica e de posicionamento dos portugueses.

Na última queda do mundial, um excelente começo para os brasileiros. LOUD encarou a Phoenix e surpreendeu ao derrubar os quatro oponentes sem perder um único jogador. Após sobreviver por um bom tempo, a equipe brasileira caiu para os disparos de Radchakan "HOYSANG" Thongpool, da AAA e ficou na sexta colocação. Por outro lado, a VK garantiu seus abates e se segurou até o final com quatro jogadores para ficar com seu segundo BOOYAH! no mundial. Curiosamente, a LOUD ter derrubado a Phoenix logo cedo fez com que a AAA ultrapassasse sua rival na tabela e ficasse com o título.

Vivo Keyd fez a dobradinha e encerrou sua campanha na quarta colocação — Foto: Divulgação/Garena Free Fire

Resultados da Final

  • Queda 1 (Bermuda): BOOYAH! da Vivo Keyd (+16 Pontos)
  • Queda 2 (Kalahari): BOOYAH! da EVOS Phoenix (+30 Pontos)
  • Queda 3 (Purgatório): BOOYAH! da EVOS Phoenix (+22 Pontos)
  • Queda 4 (Bermuda): BOOYAH! da Attack All Around (+26 Pontos)
  • Queda 5 (Kalahari): BOOYAH! da Vastomundo (+21 Pontos)
  • Queda 6 (Purgatório): BOOYAH! da Vivo Keyd (+24 Pontos)

Mundial de Free Fire 2022 – Classificação Final

Colocação Equipe BOOYAHS! Abates Pontuação Premiação
Attack All Around 1 42 92 US$ 500 mil (R$ 2,5 milhões)
EVOS Phoenix 2 51 91 US$ 250 mil (R$ 1,25 milhão)
Vastomundo 1 35 75 US$ 100 mil (R$ 500 mil)
Vivo Keyd 2 30 73 US$ 100 mil (R$ 500 mil)
EVOS Divine 0 27 60 US$ 90 mil (R$ 450 mil)
V Gaming 0 27 51 US$ 90 mil (R$ 450 mil)
LOUD 0 28 46 US$ 80 mil (R$ 400 mil)
ECHO Esports 0 12 38 US$ 80 mil (R$ 400 mil)
Farang Esports 0 22 37 US$ 70 mil (R$ 350 mil)
10° Team Flash 0 20 37 US$ 70 mil (R$ 350 mil)
11° Mineros Esports 0 16 34 US$ 60 mil (R$ 300 mil)
12° WASK 0 11 29 US$ 60 mil (R$ 300 mil)

Com informações de ffesportsbr e Liquipedia

Mais do TechTudo