PC Gamer
Publicidade

Por Filipe Garrett, para o TechTudo

Divulgação/Dell

Escolher entre um notebook gamer e um PC gamer pode ser um dos maiores dilemas dos apaixonados por jogos. Um laptop é atrativo pela portabilidade e praticidade de levá-lo a qualquer lugar da casa, mas é ruim por não haver tanta perspectiva de upgrades. Por outro lado, um PC gamer pode ser mais barato a longo prazo e também permite customizações, o que possibilita que o usuário o melhore com o tempo, mas não é portátil. Escolher a melhor opção entre os dois tipos de aparelho pode evitar frustrações, além de garantir que seu dinheiro foi bem aproveitado.

Para você escolher o o dispositivo ideal, levantamos os pontos fortes de cada tipo de computador para que você avalie qual deles vai se encaixar melhor na sua rotina e em suas necessidades.

PC gamer não vai para todo lugar, mas tende a custar menos e render mais — Foto: Reprodução/Unsplash

VANTAGENS DO DESKTOP

1. Preço

Um PC gamer top de linha vai ser mais barato do que um equivalente na forma de laptop, sobretudo se você comprar as peças separadas e montá-lo por conta própria. Essa relação de valores não tem sido tão evidente com modelos de notebook gamer de entrada, nicho em que é possível encontrar laptops com hardware intermediário a preços mais competitivos.

Focando em computadores mais poderosos, a conta tende sempre a favorecer o desktop: uma RTX 3080 pode ser encontrada no mercado brasileiro a R$ 7.599 no momento, enquanto notebooks com hardware parecido custam acima da faixa dos R$ 20 mil atualmente — e sequer são fáceis de se encontrar. Com exceção da brasileira Avell, as opções se limitam a máquinas importadas, com preços chegando a R$ 30 mil.

Outro fator vem na sequência na nossa lista e diz respeito ao custo no longo prazo: um desktop pode ser um investimento alto agora — se você não tiver nenhum componente em mãos —, mas boa parte das peças podem durar por anos, enquanto você realiza upgrades pontuais.

2. Upgrades

No desktop, é possível trocar peças com o tempo sem precisar comprar um computador todo novo — Foto: Divulgação/Nvidia

Diferentemente de um notebook gamer, um PC tradicional permite que você troque praticamente tudo, desde a fonte de energia até o teclado, passando por armazenamento, memória, processador até a placa de vídeo. Desktops são incrivelmente modulares e permitem que o usuário trace um plano de aquisições de peças para que possa investir sempre em algo melhor.

Notebooks são o contrário: esse tipo de equipamento tem um design mais restrito e é um luxo encontrar laptops que permitem trocar a memória RAM e ou instalar SSDs adicionais. Ao investir em um laptop, você estará confinado aos limites da plataforma em termos de processamento, tela e performance, cenário que tende a afastar muitos jogadores que pensam a longo prazo.

3. Desempenho

Outro fator que precisa ser considerado é que PCs convencionais costumam render mais. Como são maiores e permitem abrigar sistemas de refrigeração mais robustos, esses sistemas dão conta de dissipar mais calor e, consequentemente, de rodar com velocidades superiores ao que é possível em processadores e placas gráficas instaladas no interior de laptops.

Essa diferença fica bem evidente na atual geração de placas gráficas da Nvidia para laptops, já que uma mesma placa pode ter diversas faixas de potência (medida em Watts, e que determina a capacidade máxima da placa). A RTX 3060 de laptops, por exemplo, tem 11 versões diferentes de 60 W a 115 W. Já a RTX 3060 para desktops é uma só, com 170 W.

A diferença do nível de performance da RTX 3060 mais fraca comparada com a irmã do PC de mesa será perceptível e pode chegar à casa de 40% em favor da versão mais parruda, mesmo que as tecnologias e especificações do processador gráfico sejam idênticas.

4. Personalização

Desktops são mais fáceis de se personalizar — Foto: Aline Batista/TechTudo

Outro ponto favorável dos PCs está na capacidade de customizar a máquina. Pode-se investir em iluminação por LED, em um gabinete com design específico ou até mesmo se dedicar ao chamado casemod: com criatividade e alguma habilidade, você pode criar um PC com a sua cara.

Notebooks são mais restritos porque são uma plataforma fechada. Alguns modelos gamer podem trazer iluminação por LED em alguns pontos do chassi e no teclado, mas é mais difícil fazer modificações.

VANTAGENS DO NOTEBOOK

1. Portabilidade

Laptops são dispositivos móveis que podem ser levados para qualquer lugar, inclusive com direito a uma bateria integrada para funcionar longe da tomada (embora a autonomia típica de um laptop gamer esteja longe de ser impressionante). Se você valoriza a proposta de transportar a sua biblioteca de games para qualquer lugar, faz mais sentido pensar em um notebook.

Portabilidade é um destaque do laptop — Foto: Divulgação/Samsung

Opções de 15 polegadas são bem comuns no mercado nacional e algumas até apostam em um design mais comportado, sem contraste intenso entre cores no acabamento e iluminação chamativa — características uteis para quem deseja algo mais apresentável na sala de aula ou mesmo em espaços de trabalho.

2. Facilidade de uso

Notebooks são "plug-and-play": você compra, liga e usa. O hardware em si vem todo montado e corretamente configurado de fábrica, de modo que você não precise se preocupar com padrão de memória RAM, com a capacidade da fonte de energia em relação ao seu sistema ou se suas unidades de armazenamento estão ligadas às interfaces corretas para melhor performance, por exemplo.

Um PC gamer, especialmente adaptado às suas necessidades e bolso, pode ser uma aventura para quem nunca tentou montar um computador sozinho. A escolha dos componentes e o processo de montagem não é, em si, muito difícil, mas pode confundir e assustar iniciantes.

Outro aspecto que e encaixa aqui é o fato de que, embora geralmente mais caro, o notebook gamer vem pronto: você não precisa comprar peças adicionais em nenhum momento. Em um desktop, é comum precisar ir atrás de um monitor, mouse ou teclado.

3. Dá para usar no trabalho

Notebooks gamer com visual mais comportado podem ser opção para profissionais exigentes — Foto: Divulgação/Lenovo

Dependendo da sua área de atuação e relação que você tem com sua empresa, ter seu computador pessoal à mão acaba virando um recurso útil de produtividade. Trabalhar em casa hoje se tornou uma prática comum, e um notebook pode ser útil para não ficar longe de suas tarefas mesmo em viagens, por exemplo.

O mesmo vale para quem estuda. Acompanhar cursos de áreas de tecnologia sem um computador à mão pode representar obstáculos e prejudicar o aprendizado.

5 dicas para comprar um PC gamer bom e "barato"

5 dicas para comprar um PC gamer bom e "barato"

Nota de transparência: Shoptime e TechTudo mantêm uma parceria comercial. Ao clicar no link da loja, o TechTudo pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação. Os preços mencionados podem sofrer variação e a disponibilidade dos produtos está sujeita aos estoques. Os valores indicados no texto são referentes ao mês de maio de 2022.

Mais do TechTudo