Robótica
Publicidade

Por Luana Carmelina, para o TechTudo


A gigante do varejo Walmart convocou uma nova leva de robôs para trabalharem nos estoques nos Estados Unidos. A medida foi anunciada nesta semana, após a empresa considerar fatores como a pandemia, escassez de mão de obra e restrições de suprimentos. Além disso, o Walmart tenta competir com a Amazon, que tem feito grandes investimentos em robótica nos armazéns próprios e desafiado outras empresas a se tornarem criativas e inovadoras para continuar no mercado.

O movimento do Walmart depende de uma expansão de um contrato com a empresa de robótica Symbotic e afeta rodos os 42 centros de distribuição em solo americano.

Automoção têm sido um dos grandes focos de sobrevivência de empresas como Walmart — Foto: Reprodução/ABCNews

De acordo com a Symbotic, o sistema robotizado que será implantado no Walmart levará mais de 8 anos para ser concluído, já que precisa ser desenvolvido com grande precisão. O sistema da Symbotic é multifacetado, ou seja, inclui uma combinação de robôs móveis semelhantes ao Amazon Kiva para movimentação de inventário por meio de braços robóticos que podem escolher e posicionar objetos usando uma variedade de acessórios diferentes.

Além disso, a aliança prevê que os clientes poderão obter suas encomendas com mais rapidez e facilidade. Enquanto o sistema não entra em ação, o Walmart vem firmando parcerias com empresas de robótica diferentes, incluindo a GreyOrange, que está equipando a subsidiária canadense da empresa.

Walmart contrata robôs para trabalhar nos seus armazéns — Foto: Reprodução/TechCrunch

Com informações de ABC News e TechCrunch

No vídeo abaixo, conheça outras invenções curiosas

Robô-coruja, cervejeira portátil e mais: veja invenções curiosas

Robô-coruja, cervejeira portátil e mais: veja invenções curiosas

Mais do TechTudo