Esports
Publicidade

Por Victor de Abreu, para o TechTudo


A FaZe Clan é a campeã do PGL Major Antwerp 2022, torneio mundial de Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO). Seu título foi confirmado após uma equilibrada série melhor de três partidas (MD3) contra a Natus Vincere, que ocorreu neste domingo (22). A final foi sem favoritos e mostrou o melhor do cenário competitivo de CS:GO atualmente. Após um grande show de ambas as equipes, a FaZe foi superior e conquistou a vitória por 2–0. As parciais foram de 19–17, na Inferno, e 16–10, na Nuke.

Esse foi o primeiro título de Major da história da FaZe, que até então possuía apenas um vice-campeonato conquistado no ELEAGUE Major, o Boston 2018. Além da taça de campeã mundial, a equipe também levou a premiação de US$ 500 mil (cerca de R$ 2,5 milhões, em conversão direta). A seguir, veja os destaques da série entre FaZe e Na'Vi e a classificação final do PGL Major Antwerp 2022.

FaZe Clan venceu a Natus Vincere por 2–0 e conquistou seu primeiro título mundial de CS:GO — Foto: Divulgação/PGL

Como saber se seu PC roda CS:GO? Veja dicas no Fórum do TechTudo.

Mapa 1 (Inferno)

A FaZe Clan, como TR, teve um bom começo na Inferno. Foi vitória no pistol e em mais dois rounds em sequência, antes de partir para o primeiro armado dessa final. A FaZe contou com a habilidade de Robin "ropz" Kool para segurar o bom round de Oleksandr "s1mple" Kostyliev e Ilya "Perfecto" Zalutskiy e garantir a vitória em um bom after plant no bombsite B. No armado seguinte, foi a vez de Helvijs "broky" Saukants frustrar a tentativa de reação da Na'Vi e fazer um 3K para manter sua equipe na vantagem. No entanto, Denis "electroNic" Sharipov "acordou" no jogo e deu o primeiro passo para a Na'Vi quebrar o ímpeto da FaZe. A desvantagem era grande, mas a Na'Vi foi capaz de diminuir o prejuízo no final da metade para 10–5.

Na virada de lados, Håvard "rain" Nygaard brilhou com sua USP-S, fez um ace e colocou sua equipe em uma excelente posição como CT. Porém, a Na'Vi não desanimou, encontrou a vitória no primeiro armado desse half e teve Valerii "b1t" Vakhovskyi fazendo um clutch no 1v2 para seguir diminuindo a desvantagem. A FaZe teve dificuldades em encaixar seu CT a partir desse momento, enquanto a Na'Vi apenas cresceu nessa metade, até virar e chegar ao map point em 15–13. No entanto, a FaZe acordou, chegou ao 14° ponto e teve ropz fazendo uma leitura perfeita de s1mple para vencer o 1v1 decisivo e forçar o overtime.

A Na'Vi não teve um bom primeiro half de prorrogação. No mapa até aqui, seu TR foi o que teve os melhores resultados, mas a FaZe soube lidar bem com as investidas de sua adversária dessa vez e abriu 17–16. Partindo para o lado TR, a FaZe logo encontrou o seu primeiro map point. Perfecto e Kirill "Boombl4" Mikhailov tentaram manter sua equipe viva, mas rain e ropz voltaram a frustrar as intenções da Na'Vi, e broky finalizou realizando o plant faltando apenas um segundo e derrubando os dois últimos oponentes restantes para sua equipe vencer por 19–16.

Broky teve a atuação mais regular na Inferno e foi crucial na vitória da FaZe — Foto: Divulgação/PGL

Mapa 2 (Nuke)

Assim como na Inferno, a FaZe ditou o ritmo no começo da Nuke, levando o pistol e abrindo 2–0. Embora a Natus Vincere tenha respondido com um primeiro round armado perfeito, sem perder jogadores, Helvijs "broky" Saukants logo respondeu com um 4K e colocou sua equipe à frente de novo. Na rodada seguinte, Håvard "rain" Nygaard não quis deixar seu companheiro brilhar sozinho e também abateu quatro jogadores para quebrar a economia da Na'Vi. Ao lado de Robin "ropz" Kool, rain voltou a impactar em um 2v2 cirúrgico para fazer um retake e manter sua equipe em boa vantagem no bombsite A. Porém, repetindo a Inferno também, a Na'Vi se recuperou na reta final e diminuiu o prejuízo para o mesmo placar da primeira metade do mapa anterior, 10–5.

Apesar do a reta final ruim no primeiro half, a FaZe encaminhou a vitória ao vencer o segundo pistol. Foi quando Valerii "b1t" Vakhovskyi apareceu com sua Desert Eagle na rodada seguinte e buscou um clutch 1v2 muito complicado para manter sua equipe viva. A Na'Vi até conseguiu se aproximar do placar e ameaçar chegar na virada, porém, a estrela de rain retornou para impedir esse recuperação dos adversários. O jogador norueguês acumulou jogadas inteligentes na Nuke e foi capaz de trazer toda a tranquilidade que sua equipe precisava para administrar a vantagem. No final, a FaZe venceu por 16–10 e ficou com a taça.

No duelo entre os líderes das equipes, Karrigan superou s1mple na final para ficar com a taça — Foto: Divulgação/PGL

O PGL Major Antwerp 2022 teve um total de 24 equipes participantes. Entre elas, estiveram presentes as brasileiras FURIA Esports, a Imperial Esports e a MIBR. Quem se saiu melhor nessa edição do mundial foi a FURIA, que encerrou sua campanha entre as oito melhores equipes da competição, uma campanha parecida com aquela que o esquadrão realizou no PGL Major Stockholm 2021.

A premiação total do PGL Major Antwerp 2022 foi de US$ 1 milhão (cerca de R$ 5 milhões). Veja, na tabela abaixo, como ficou a classificação completa do mundial de CS:GO e a premiação recebida por cada equipe:

PGL Major Antwerp 2022 – Classificação Final

Colocação Equipe Premiação
FaZe Clan US$ 500 mil (R$ 2,5 milhões)
Natus Vincere US$ 150 mil (R$ 730 mil)
3°–4° Team Spirit e ENCE US$ 70 mil (R$ 340 mil)
5°–8° FURIA, CPH Flames, NiP e Heroic US$ 35 mil (R$ 170 mil)
9°–11° Imperial, G2 Esports e Vitality US$ 8,75 (R$ 42 mil)
12°–14° BIG, Cloud9 e Outsiders US$ 8,75 (R$ 42 mil)
15°–16° Team Liquid e Bad News Eagles US$ 8,75 (R$ 42 mil)
17°–19° MIBR, forZe e Astralis -
20°–22° Complexity, Eternal Fire e IHC -
23°–24° 9z Team e Renegades -

Com informações de HLTV e Liquipedia

Veja ainda: 5 dicas para comprar um PC gamer bom e barato

5 dicas para comprar um PC gamer bom e "barato"

5 dicas para comprar um PC gamer bom e "barato"

Mais do TechTudo