Celular
Publicidade

Por Pedro Cardoso, para o TechTudo

Divulgação/Xiaomi

A Xiaomi anunciou a aposentadoria de mais três celulares: o Redmi Note 7, o Redmi Note 7 Pro e o Redmi GO. Na prática, isso significa que os smartphones não receberão mais nenhuma atualização de software e também não terão mais o suporte técnico da fabricante. Donos destes modelos permanecerão para sempre com o software que está nos dispositivos.

A gigante chinesa costuma atualizar a lista de dispositivos no “fim da vida”. Eles também não contarão com futuros recursos da MIUI, a interface da Xiaomi que funciona em conjunto com o sistema Android. Vale dizer que os celulares continuarão funcionais, com acesso a internet e todos os seus recursos, entretanto, parado no tempo.

Redmi Note 7 tem câmera de 48 megapixels — Foto: Divulgação / Xiaomi

A Xiaomi divide a lista de “fim da vida” em duas categorias: os modelos Mi e os produtos Redmi. A seleção completa está nas imagens abaixo e inclui outros dispositivos mais antigos da fabricante, como o Mi 8 Lite, o Mi Max e o Mi 9 SE, por exemplo, que foi aposentado em abril.

Em situações assim, o ideal é comprar um novo celular, uma vez que os aparelhos ficam suscetíveis às brechas de segurança que podem surgir com o tempo.

Lista com os aparelhos Redmi que não recebem mais atualizações — Foto: Reprodução/Xiaomi

Lista inclui todos os aparelhos Mi no "fim da vida" — Foto: Reprodução/Xiaomi

Por outro lado, muitos usuários mais experientes recorrem ao uso de ROMs alternativas para manter seus smartphones atualizados. O processo é manual e contraindicado para iniciantes no mundo da tecnologia, pois existe o risco de inutilizar o smartphone caso algum procedimento dê errado.

O Redmi Note 7 chegou ao Brasil em maio de 2019 devido a uma parceria da Xiaomi com a empresa brasileira DL. Já o Redmi Go, smartphone de entrada da marca com Android Go, desembarcou por aqui no final do mesmo mês com preço sugerido de R$ 699 na época do lançamento.

Com informações de Xiaomi UI

Mais do TechTudo